Blog

Blog

31 de jul de 2012

Músicas e sucessos!...



Roberto Carlos - Emoções



Roberto carlos - Meu querido, meu velho, meu amigo

     Roberto Carlos - Coimbra

Roberto Carlos - Debaixo dos caracóis dos seus cabelos

     A montanha : Roberto Carlos



     Paralamas do Sucesso toca "Pétalas" no SESC Interlagos - Arquivo Radar 2006

     Aonde Quer Que Eu Vá - Os Paralamas do Sucesso

Os Paralamas do sucesso - ao vivo - Cuide bem do seu amor

     Paralamas do Sucesso - Lanterna dos Afogados (clipe original)



michael_jackson01Todos os videoclipes que marcaram a super consagrada carreira do rei do pop Michael Jackson serão lançados pela primeira vez em DVD, as 40 faixas que compõe a obra serão divididas em uma caixa com três DVDs, as quais serão lançadas no dia 22 de novembro, sob o título Michael Jackson’s Vision.
Entre os clipes estão presentes a versão integral de Thriller (clipe considerado o mais influente da história da música pop), Bad, Black and White, o inédito One More Chance, entre outros, em 2009 o espólio de Jackson já havia lançado o longa-metragem This Is It, que reunia os ensaios de uma turnê que não chegou a ocorrer.
Para relembrar







 

1- Metal is the Law: E claro, para abrir o post, a mais conhecida de todas: “Metal is the Law”. Esta, aliás, presente em seu primeiro álbum de estúdio: “Gates of Metal Fried”…

2- Evil Papagali: Marcante, ela logo seria difundida. Na MTV, por exemplo, o seu maior destaque.

3- The Mummy: Bastante inusitada, contaria com uma série de referências. De Vovó Mafalda a Falcão. O segundo, como se sabe, uma espécie de “parceiro” do grupo.

4- Farofa (Metal Farofation): E sem dúvida alguma, uma das canções mais populares dos anos 80. Lembrada, por sua vez, por um dos personagens mais inquietantes da época: Sérgio Mallandro.

5- Metal Milk Shake: Conhecida de todos, ganharia um dos mais criativos videoclipes. Neste, a união de dois ícones da cultura pop: “Michael Jackson” e Away.

6- The God Master: E entre os fãs, um dos trabalhos mais elogiados. Relacionado, inclusive, a um dos maiores gênios do humor: Costinha.

7- Bad Defecation: Sim, o título é autoexplicativo. Mais do que isso, bastante perturbador (risos).

8- Metal Massacre Attack: E quem não se lembra dessa, não é mesmo? Seu refrão então, inesquecível: “Aruêeeeeee, Aruôooooo”.

9- Cereal Metal: E em suma, a união mais que perfeita: cereais e metal. Alguém duvida?

10- Metal Bucetation: E para encerrar, a minha predileta da banda: “Metal Bucetation”. Até semana que vem, galera!

Ouça todas as músicas dos Beatles em oito minutos

A carreira dos Beatles durou apenas dez anos, mas eles gravaram 12 álbuns antológicos. Quem é fã da banda pode passar o dia inteiro ouvindo os registros de Paul McCartney, John Lennon, George Harrison e Ringo Starr – mas quem tem tempo para isso?

Pensando nisso, o DJ Ramjac uniu todas as canções para você ouvir de uma única vez em pouco mais de oito minutos. “All Together Now – Everything the Beatles Ever Did” reúne desde os clássicos até canções pouco conhecidas. Ouça:



All Together Now – Everything the Beatles ever did. by ramjac


Você conhece todos os álbuns da banda? Então veja abaixo os discos dos rapazes de Liverpool, os anos de lançamentos e as capas dos projetos:

“Please Please Me” (Parlophone, 1963)




“With the Beatles” (Parlophone, 1963)



“A Hard Day’s Night” (Parlophone, 1964)



“Beatles for Sale” (Parlophone, 1964)



“Help!” (Parlophone, 1965)



“Rubber Soul” (Parlophone, 1965)



“Revolver” (Parlophone, 1966)



“Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” (Parlophone, 1967)



“The Beatles” (“White Album”, também conhecido em português como “Álbum Branco”) (Apple, 1968)

“Yellow Submarine” (Apple, 1969)



“Abbey Road” (Apple, 1969)



“Let It Be” (Apple, 1970)


George Harrison afirma que está bem

Depois de surgirem alguns boatos dizendo que o ex-guitarrista dos Beatles estaria próximo da morte e sabia disso, o próprio Harrison publicou um comunicado dizendo que estava bem.

Fazendo radioterapia para conter o câncer, essa foi a notícia publicada no dia 24 de julho de 2001, apenas quatro meses antes de sua morte.

O jornal britânico The Mail havia publicado, algum tempo antes da declaração de Harrison, um boato de que o guitarrista já não estava mais tão bem de saúde. A notícia havia surgido através de George Martin, o produtor musical que ficou famoso por ter sido responsável pela produção da maior parte dos discos dos Beatles.

Martin havia supostamente dito ao jornal que o ex-guitarrista estava ciente de que sua morte estava próxima, mas “hoje em 2001”, Adam Shlp (representante do produtor) desmentiu essas informações.

Procurados pela imprensa, a família de Harrison se mostrou bem desapontada com a situação: Olivia, sua então esposa, disse que ambos estavam ‘enjoados’ com esse tipo de boato sobre a saúde do marido, e essas notícias eram “infundadas, falsas e inoportunas”, já que naquele mês George ainda estava relativamente bem e ativo.


Morte


George Harrison morreu naquele mesmo ano, no dia 29 de novembro. Talvez em julho ele soubesse que ainda estava bem o suficiente para conviver com o tratamento, a família e alguns projetos, mas no início de novembro a situação já não era a mesma.

O guitarrista estava ciente de que provavelmente não sobreviveria até o fim do ano, e escolheu abandonar o hospital e passar seus últimos dias em casa. Teve pouco tempo para chamar familiares e amigos, mas ainda assim pôde se despedir de alguns deles. Preferiu ficar longe da cidade e da mídia, e quando a notícia chegou ao público, seu corpo já havia sido cremado, e mais tarde as cinzas foram jogadas provavelmente no rio Ganges (sem a confirmação da família).

Durante os anos ‘90, Harrison teve câncer de pulmão. Depois do tratamento, a doença voltou, espalhando-se pelo corpo inteiro o músico. Quando chegou ao cérebro, George não resistiu.

Será o fim de Bloc Party?

A banda Bloc Party anunciou que o álbum “Four” pode ser o álbum de despedida da banda indie.

Formada em 2000, atualmente a banda é composta por Russell Lissack (guitarra), Gordon Moakes (baixo e backing-vocal), Kele Okereke (vocal, guitarra) e Matt Tong (bateria). Eles têm cinco discos gravados em estúdios, incluindo “Four” que tem lançamento oficial previsto para agosto.

O aúncio de que “Four” poderia ser o álbum de despedida entristece os fãs, mas fecha o ciclo, de acordo com Kele Okereke.“Quando demos um tempo em 2009, eu estava pensando em tudo que fizemos. Nosso relacionamento estava passando por algumas dificuldades. Nós não sabemos para onde iremos depois disso. Não sabemos o que vai acontecer. Mas eu sei que se essa for última que iremos fazer, eu sei que já fizemos tudo que eu queria”, diz o vocalista do grupo Okereke em entrevista para a revista australiana Triple J.

Mas enquanto não acaba, a banda já começa a dar um gostinho do que será o CD. No dia 29, revelaram a música “Day Four’, a segunda faixa retirada de “Four”, após “Octopus”

Veja vídeo amador de “Day Four”