Blog

Blog

30 de jan de 2013

Piedade!... Súplica ao Espírito Santo e Polifônico!


PIEDADE



Altar de don Bosco na Basílica Maria Auxiliadora, Turim


Nossa Senhora da Consolação, padroeira de Turim




Quartos de São João Bosco, Turim


Nestes quartos - escritório e dormitório - Don Bosco trabalhou durante suas últimas décadas de vida e morreu. Ficam no conjunto de Maria Auxiliadora, em Turim, onde podem ser visitados.

Monte Sacro de Varallo: a Jerusalém dos Alpes



O último imperador Habsburgo: o beato Carlos I




Corpus Christi: tapetes de flores para o Ssmo Sacramento. Fundo musical: Gabrieli 



Corpus Christi: tapetes de flores para o Ssmo Sacramento



Senhor! Não nos julgueis segundo nossos pecados!


Autor: Juan de Anchieta (Azpeitia, Guipuzcoa 1462-1523). Intérpretes: Capilla Príncipe de Viana. Português: Não nos julgueis, oh Senhor, segundo merecemos pelos nossos pecados, nem nos castigueis segundo nossas iniquidades. Latim: Domine, non secundum peccata nostra facias nobis. Neque secundum iniquitates nostras retribuas. 

Vilancico em louvor da Virgem do Pilar (Espanha)



Eis que fui concebido no pecado, perdão Senhor (Salmo 50)



Buissonnets: o lar de Santa Teresinha do Menino Jesus (1/3)



Santa Teresinha do Menino Jesus: lembranças da infância (2/3)



Santa Teresinha do Menino Jesus: datas da vida (3/3)



Urna com as relíquias de Santa Teresinha, Lisieux



Santa Teresinha e a conversão da Inglaterra 



Santa Teresinha e a conversão da Inglaterra (inglês)



Louvai o Senhor - Laudate Dominum


Da Missa pelo rei Felipe II da Espanha. Philippe Rogier (Arras ou Atrecht, 1561-Madri, 1596)

Dixit Dominus, Salmo 109


Diego Ortiz (Toledo, 1510-Nápoles, 1570).

Bom Jesus de Pirapora


O Bom Jesus de Pirapora, em seu santuário de Pirapora do Bom Jesus, São Paulo, Brasil.

Santa Maria Madalena, digna de louvor


Música: "Magdalena degna da laudare", Laudario di Cortona, anônimo italiano, século XIII.
Um dos cânticos mais antigos da América dedicado a Nossa Senhora



D. Athanasius Schneider, bispo de Karaganda, explica a necessidade de receber a Comunhão de joelhos.





Mons. Athanasius Schneider, discorreu para Gloria.TV sobre seu livro "Dominus est", no qual ele critica com desassombro a Comunhão na mão.

Missa em Viena (Áustria), 13.9.2010


Igreja de São Carlos Borromeo. Celebrante: D. Athanasius Schneider. Rito extraordinário. 13 de setembro de 2010.

O corpo incorrupto de Santa Rita de Cássia. Mosteiro de Santa Rita, Cascia, Itália



Medalha Milagrosa: corpo incorrupto de Santa Catarina Labouré. Rue du Bac, Paris



Medalha Milagrosa: capela das aparições. Rue du Bac, Paris



Medalha Milagrosa: o altar das aparições. Rue du Bac, Paris



Roma, "Aqui apareceu Nossa Senhora do Milagre" 20-1-1842



O Milagre Eucarístico de Bolsena, Itália



Sanctus da Missa Bendita é a Rainha dos Céus


Autor: Cristóbal de Morales (Sevilla, 1500 - Málaga, 1553). Santo, Santo, Santo, é o Senhor dos exércitos. Cheios estão o Céu e a terra de Tua glória. Hosana nas alturas! Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas!

Lembrai-Vos, ô Mãe, do opróbrio que Jesus sofreu por nós


Lembrai-Vos, ô piedosíssima Mãe, dos insultos / e do opróbrio que Vosso Filho, Jesus de Nazaré, suportou por nosso amor. / Lembrai-Vos das flagelações que Ele recebeu; / lembrai-Vos como foi entregue ao inimigo; / não deixes de pensar como Vos O vistes na Cruz: / cruelmente pregaram seus mãos e pés; / e lembrai-Vos da dor extrema que sentiste vendo morto em vossos santíssimos braços o filho que Vos engendraste. Ó Mãe dos réprobos, por causa de tudo isso, lembrai-Vos dos pecadores./ Amém. 

POLIFÔNICO

·

Credo da Missa da Batalha


Autor: Francisco Guerrero (Sevilla, 1528-1599). Intérpretes: Westminster Cathedral Choir (James O'Donnell). Imagens: Fra Angelico.
Se não conhecesse vossa misericórdia, ô Senhor!


Original: "Tribularer". Autor: Francisco de Peñalosa (Talavera de la Reina, Toledo 1464-70 - Sevilha 1528).
Letra: Se não conhecesse vossa misericórdia estaria esmagado, oh Senhor. / Vós que disseste: “Eu não quero a morte do pecador, mas a sua conversão, e quero que viva desprezando os pecados pela penitência”. /Vós que exortaste o cananeu e o publicano à penitência e sentindo pena por Pedro, o reergueste aflito e chorando, tende piedade de nós.


Glória a Deus no mais alto do Céu



Salve Rainha dos Céus!


Salve, Rainha do Céu / Salve, Soberana dos anjos / Salve, raiz; Salve, porta / Pela qual a luz nasceu para o mundo.
Rejubila, virgem gloriosa / Linda sobre todas / Salve, ó muito adornada / E reze por nós a Cristo.

Magnificat: cântico composto por Nossa Senhora




1. A minha alma * engrandece ao Senhor
2. E meu espírito se alegrou * por extremo em Deus meu Salvador.
3. Por Ele ter posto os olhos na baixeza de sua escrava; * porque eis aí de hoje em diante me chamarão bem-aventurada todas as gerações.
4. Porque me fez grandes coisas o que é poderoso: * e santo é o seu nome.
5. E a sua misericórdia se estende de geração a geração * sobre os que o temem.
6. Ele mostrou o poder de seu braço: * dissipou os que no fundo de seu coração formavam altivos pensamentos.
7. Depôs do trono os poderosos, * e elevou os humildes.
8. Encheu de bens os que tinham fome: * e despediu vazios os que eram ricos.
9. Tomou debaixo da sua proteção a Israel, seu servo, * lembrado da sua misericórdia.
10. Assim como tinha prometido a nossos pais, * a Abraão, e à sua posteridade para sempre.
11. Glória ao Padre, ao Filho, * e ao Espírito Santo.
12. Assim como era no princípio, agora e sempre, * por todos os séculos dos séculos. Amém.


Ô magno mistério e maravilhoso sinal


Autor: Tomás Luis de Victoria (Ávila, 1548 - Madri, 1611).
Intérpretes: Ensemble Plus Ultra (Michael Noone).
Letra: Ó magno mistério e maravilhoso sinal que os animais possam ter olhado ao Senhor recém nascido jazendo num presépio.
Louvada sejas, ó Virgem, pois teu ventre mereceu levar a Jesus Cristo, Nosso Senhor! Aleluia!

Ô doce contemplação!


Música: Juan Vásquez (Badajoz, 1500 - Sevilha, 1560). Fotos: Palácio do Infantado, pátio dos leões. Guadalajara, Espanha.
Kyrie da Missa pelo rei Felipe II da Espanha


Autor: Philippe Rogier (Arras-Atrecht, 1561 - Madrid, 1596).
Salve Santíssima Maria


Autor: Cristóbal Galán (Madrid, 1625-1684). Letra: Salve, santíssima Maria, mãe de Deus, Rainha do Céu, Porta do Paraíso, Senhora do mundo, Virgem pura. Concebeste a Jesus sem pecado, deste a luz o Criador e Salvador do mundo, de tudo não há dúvida. Livrai-nos de todo mal, rogai por nós pecadores. Amem.
Louva Sião a teu Salvador


Autor: Tomás Luis de Victoria (Ávila, 1548 - Madrid, 1611). Intérpretes: Ensemble Plus Ultra (Michael Noone). De sh4m69
Missa pela alma de Felipe II, rei da Espanha



Subo para meu Pai - responsório para a Ascensão


Cristóbal Galán (Madrid, 1625-1684).
Letra: Subo para meu Pai e vosso Pai, aleluia, aleluia. / Meu Deus e vosso Deus.
Aleluia, aleluia. / Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. / Subo para meu Pai e vosso Pai, aleluia, aleluia. / O Senhor estabeleceu o seu trono nos céus, Aleluia.

"Minha arpa ficou de luto", motete na morte de Felipe II


Autor: Alonso Lobo (Osuna (Sevilla), 1555 - Sevilla, 1617)
Intérpretes: Gabrieli Consort (Paul McCreesh). Imagens:Juan de Valdés Leal, Claudio Coello
Letra: Minha arpa ficou de luto / e meu órgão na voz dos que choram. / Perdoi-me, oh Senhor / porque meus dias nada são.

Vidi Speciosam (Eu a vi, bela como uma pomba)


Pierre de Manchicourt (Béthune, 1510 - Madrid, 1564)
Letra: Eu a vi, formosa como uma pomba / Subindo pelos córregos de água. / A fragrância de seus vestidos era incomensurável. / Ela ia rodeada pelas flores das roseiras / E pelos lírios dos vales / Como nos dias da primavera. / Quem é esta / que vai subindo como aurora nascente, / bela como a lua, brilhante como o sol, / terrível como um exército formado em ordem de batalha? / Aleluia.

Ave Maria


Alonso Lobo (Osuna 1555 - Sevilla 1617).
Salve Rainha


Cristóbal de Morales (Sevilla, 1500 - Málaga, 1553).
Cantate Domino, Cantai ao Senhor


Cantate Domino, Pe. Sebastián de Vivanco (Ávila 1551 - Salamanca 1622).

Nossa bem-aventurada Mãe!


"Beata Mater", Bernardino de Ribera (1520-1571).
"Mãe abençoada e gloriosa virgem intocada,
Rainha do mundo, intercedei por nós ante o Senhor. Amém.

Vem, meu filho dileto


"Veni, dilecte mi", Sebastián de Vivanco (Ávila, 1551 - Salamanca, 1622). Texto do "Cantar dos Cantares" 7:11-13.
Salve, Mãe soberana do Redentor



"Ímpio Herodes, que temes?", hino alusivo à massacre dos inocentes



Salve Rainha, oração a Nossa Senhora


Antonio Rodríguez de Hita (Valverde de Alcalá, 1722 - Madrid, 1787). Fotos da catedral de San Antolín (Palencia).

Hino a Nossa Senhora: "Nigra sum, sed formosa"


Tomás Luis de Victoria (Ávila 1548 - Madrid, 1611)
Hino a Nossa Senhora: "Hortus conclusus"



Rodrigo de Ceballos (Aracena, Huelva ¿1525-30? - Granada 1591).

"Omnes de Saba", Roland de Lassus (1532-1594)


Motete sacro para 8 vozes. Choeur de chambre de Namur Ricercar Consort - La Fenice
dir. Peter Phillips


"Tu es Petrus", Giovanni Pierluigi da Palestrina


Giovanni Pierluigi da Palestrina (c. 1525 1594)
Glória, da Missa canônica a quatro vozes. Mateus de Perugia



"O vos omnes", Tomás Luis de Victoria


Tomas Luis de Victoria (1548-1611)
"Pulchra es amica mea", (instrumental)


Giovanni Pierluigi da Palestrina (c. 1525 1594)
Salve Rainha


Cristóbal de Morales (Sevilla, 1500/Málaga, 1553)

"Este é o mártir verdadeiro"


Sebastián de Vivanco (Ávila, 1551/Salamanca, 1622)
Letra: Este é o verdadeiro mártir, / que derramou seu sangue pelo nome de Cristo, / que não teve medo das ameaças dos juízes / e não procurou o prestígio social, / e assim conquistou o reino celeste. Intérpretes: Capilla Flamenca & Oltremontano.


"Recercada segunda", Diego Ortiz


Diego Ortiz (Toledo, 1510/Nápoles, 1570?)


"Meditação para antes da Comunhão"


Francisco Guerrero, "Antes que comáis a Dios": meditação para antes da Comunhão.

"¡O qué mesa y qué manjar!"


Francisco Guerrero (Sevilla 1528-1599)


Regina Caeli, laetare


Tomás Luis de Victoria, (Ávila, 1548 - Madrid, 1611)

Ofício de Difuntos, Pe Tomás Luis de Victoria



Responsorium, pelo descanso eterno das almas dos fiéis difuntos


Juan Vázquez (Badajoz, 1500-Sevilla, 1560). Agenda Defunctorum, 1556. Intérpretes: Capilla Peñaflorida (Josep Cabré)
Requiem, Missa Pro Defunctis


Cristóbal de Morales (Sevilla, 1500 - Málaga, 1553)