Blog

Blog

5 de dez de 2013

Você ainda não viu tudo - Me mostra!


Como ocorre a mudança de sexo?


O post de hoje é extremamente interessante e doloroso, pelo menos pra quem assiste. Se eu me lembro bem - ou não, minha memória é uma caquinha – já apareceu aqui como ocorre a mudança de sexo, mas foi de mulher para homem e por meio de fotos. Hoje vocês vão acompanhar passo a passo, por meio de um vídeo,  como é feita a mudança de homem/mulher e, com toda sinceridade do mundo, o resultado é bem chocante. Duvido que alguém olharia pra chavasca e falaria “af, ta com cara de ex pênis”. Só quero deixar um aviso: Qualquer comentário que eu julgar preconceituoso não será aceito.

OBS: reparem como o doutor rasga o negocio lá com a mão. Ai meu querido ex pênis. Doeu até em mim!

Está acessando pelo celular/tablet/pedra? Clique aqui e veja o vídeo.
Não vou me cansar de dizer como é impressionante. Alguns de vocês podem falar e falar, mas o trabalho do médico é foda. Haja precisão pra fazer esse arrombo ai e depois ajeitar tudo direitinho.
Um beijo no coração de todos e, só queria deixar um parêntese, a amiguinha dela ai de cima deve ser mais bonita que a da Gretchen!

Ahhh, a energia nuclear!


Trago-lhes um post sobre a arma mais poderosa de destruição em massa da Terra: as armas nucleares.
Ah! Antes gostaria que vocês se inscrevessem em nosso canal no YouTube. O link tá logo aqui, ó! Custa nada clicar e se inscrever: https://www.youtube.com/user/IssoEBizarroOficial/
Vamos começar com algo bem simples, o que é uma bomba nuclear?
Uma bomba nuclear é uma arma com alto poder de destruição em função da grande quantidade de energia que libera. Esta energia liberada pela bomba é originada pela reação nuclear. Além de energia, essas bombas liberam, ao explodirem, grande quantidade de radiação e calor.

Essas bombas foram usadas somente duas vezes na história da humanidade, exatamente nos ataques de Hiroshima em 6 de Agosto de 1945 e em 9 de Agosto de 1945 na cidade japonesa de Nagasaki. Exatamente três dias depois. Uma segunda e quinta-feira respectivamente. A estimativa de baixas, com este ataque devastador, foi de 220 mil pessoas, 140 mil em Hiroshima e 80 mil em Nagasaki. Números mais do que surpreendentes para a época, e continuam sendo até hoje.
Vejam como ocorreu o bombardeio a Hiroshima.




Apesar de somente duas bombas terem sido usadas para fins militares, diversas outras serviram como teste.
Vejam esta bomba atômica “inferior” de apenas 5 megatons:



Já essa outra era a bomba atômica mais potente da época com 57 megatons:



Após 5 anos da invenção da bomba atômica, espiões soviéticos infiltrados tem território americano conseguiram fazer com que os cientistas soviéticos desenvolvessem a primeira bomba atômica. Fazendo com que os EUA perdessem o monopólio da força nuclear.
Neste vídeo são testes com bombas comuns. Não me perguntem a definição de bombas atômicas comuns.



Neste aqui, tudo em um raio de 20 quilômetros é vaporizado. Este é o famoso teste atômico de Nevada.



Essa pra mim ganha disparadamente. Por quê? Um terremoto de 6.8 graus foi estimulado ao detonar uma bomba atômica entre 1~2 milhas abaixo do solo. A 5 quilômetros da costa todos os tipos de vida foram apagadas. Menores terremotos posteriores apareceram, ocupando 4.8 graus na escala Richter.
Este teste incentivou a criação do Green Peace por aniquilar toda a fauna e flora por uma certa distância.




Esta filmagem é uma das melhores filmagens que se pode ter de uma bomba nuclear explodindo.



Aqui é uma imagem de um cogumelo calcinante e vaporizador se formando pelo ar. É tão linda quanto fatal.



Um simples teste soviético, nada demais!



Em 1962, houve a Crise dos Mísseis. Mas o que foi a Crise dos Mísseis? Foi o momento mais quente da Guerra Fria. Em resposta à instalação de mísseis americanos na Turquia, os soviéticos instalaram mísseis em Cuba. Contudo, após um voo de espionagem sobre aquele Estado comunista, foi revelado que havia por volta de 40 silos prontos para abrigar armas nucleares. À época, John Kennedy fez um pronunciamento dizendo que não pouparia esforços em atacar a URSS de Khruschev. Ou eles retiravam os mísseis de lá ou a porrada iria comer guerra seria inevitável. Mas qual a real gravidade disso? Simples! Cuba fica a apenas 150 Km de distância dos EUA.
Uma simples detonação de um artefato nuclear.



Desse problema (da crise dos mísseis) foi gerado o termo “Os Treze Dias” pois o impasse durou 13 dias. Durante esse período, milhares de famílias americanas compraram tijolos e cimento e cavaram o mais fundo que poderiam para, caso a guerra começasse, terem alguma chance – mesmo que ínfima – de salvação.
Essa crise foi solucionada com a retirada dos mísseis de Cuba e dos mísseis da Turquia.

O que resultou disso tudo foi a percepção das duas potências da Guerra Fria que para promover a MAD (Mutual Assecured Destruction – Destruição Mútua Assegurada) não era necessário muita coisa. Temendo isso, ambas as potências celebram o PTBT que era um tratado para proibição parcial de testes nucleares e proibia testes atmosféricos e subaquáticos mas na prática, ninguém respeitou.
Posteriormente, a Guerra Fria acabou e com isso, o término dessa sensação de insegurança. Contudo, em 2010 ainda houve outro tratado entre Estados Unidos e Rússia sobre a redução de bombas nucleares. Reduzia de 2200 para 1550 ogivas mobilizadas, isto é, prontas para uso. Ou seja, ambas as partes somente desmobilizaram as mobilizadas e guardaram-nas.
Estima-se que haja em torno de 50 mil ogivas nucleares no mundo, tanto mobilizadas e desmobilizadas. Mas o que mais assusta mais, senhores, é que são somente necessárias 10 ogivas nucleares para acabar para sempre com todas as formas de vida no planeta.

Agora, para fechar com chave de ouro, este teste subaquático. Observem o tamanho da explosão:


Nova Guiné, a ilha dos Canibais


Eu nem pretendia postar nada hoje, pois daqui a pouco estarei viajando, e realmente não tinha tido tempo de preparar nada. Aí, pra minha sorte, eis que o Antônio me envia esse material, e em pouco menos de 20 minutos, achei o documentário muito interessante. Como o título sugere, ele gira em torno da Nova Guiné, seus pigmeus canibais e a morte em geral. Deixarei uma pequena definição de canibalismo, retirado da Wipédia, e logo em seguida, o vídeo de uma hora e meia, mais ou menos.

Canibalismo é um tipo de relação ecológica em que certas espécies de animais se alimentam de indivíduos da mesma espécie. Segundo alguns investigadores, essa prática terá resultado da evolução das espécies, com o objetivo de eliminar os indivíduos menos aptos, por exemplo, provenientes de uma ninhada em que alguns filhotes saem dos ovos defeituosos ou imaturos .
Exemplos frequentes são o consumo dos machos de alguns insetos, a exemplo de integrantes da ordem mantodea e aracnídeos pelas fêmeas, depois da cópula. Alguns estudiosos acreditam que esta prática aumenta as probabilidades da fêmea ter uma prole forte, por ter ingerido as proteínas do macho, apesar destas espécies se alimentarem habitualmente de outros animais. Além disso, são citados vários casos de espécies em que o macho desenvolveu estratégias para escapar ao suposto canibalismo da fêmea.

O termo terá origem no idioma arawan, por via do espanhol Caribal de “Caribe”, língua falada por uma tribo indígena da América do Sul ou povos caraíbas antilhanos, de que os viajantes europeus reportaram costumes antropofágicos, e poss. com infl. de can ‘cão1’; fr. Canniba Um caso noticiado pelos mídia no Brasil foi refutado por um “pajé” arawan, que afirmou não conhecer a tradição de canibalismo na sua tribo, ou em tribos do grupo arawan; no entanto, afirmou ter ouvido de seu pai que existiram “povos antigos” que comiam os corpos dos inimigos mortos em batalha. Um antropólogo que estudou as tradições destes povos reiterou não existir o canibalismo nas suas tradições .
 No caso do canibalismo entre seres humanos, a prática é denominada antropofagia. No entanto, alguns casos recentes que podem considerar-se criminosos (ou relacionados a transtorno mental grave), são noticiados amplamente, tanto na mídia como na internet, como casos de canibalismo4 . Para além dos casos macabros, ligados a antigos rituais religiosos, ou a casos recentes, existe ainda um caso amplamente noticiado sobre os sobreviventes de um desastre de avião que supostamente teriam cometido canibalismo por uma questão de sobrevivência“.



Cara, a muito tempo não me sentia tão enojado. Certo que, cada povo com seu costume… Mas não dá pra entender como certas pessoas conseguem se submeter a condições tão extremas. Que nojo, velho… Que nojo…

Códigos Presidenciais Secretos   


O Buraco Negro da Terra   

   Em Busca do Verdadeiro Frankstein   

Salvando a Pirâmide mais Antiga do Mundo

 Assassinos do Futuro - Filme Completo Dublado


Santos Dumont - O Homem Pode Voar



ILLUMINATI AND FACEBOOK   


a historia do diabo


A História do Diabo


Lúcifer, Belzebu, a Besta, Satanás. Ele tem sido chamado por muitos nomes e tem tomado muitas formas estranhas e diferentes. A idéia do inimigo de Deus tem circulado por milhares de anos e ainda possui o mesmo poder. Mas onde começou a história de Satanás? De onde ele veio? E como ele se tornou o Príncipe das Trevas?
 





Fátima 1917


Com apresentação de Ricardo Montalbán, esse é o típico documentário que os americanos chamariam de ” Oldie but Goodie”. Por ser antigo, apresenta entrevistas com testemunhas oculares e uma dublagem magistral.



Fátima


Documentário do History Channel sobre as aparições em Fátima, Portugal em 1917 e as implicações espirituais, sociais e políticas decorrentes desse fenômeno que ainda hoje causa as maiores controvérsias.