Blog

Blog

6 de nov de 2013

Você ainda não viu tudo! - Fique por dentro!



PORQUE SERÁ QUE A REDE GLOBO FOI À JUSTIÇA CONTRA A EXIBIÇÃO DESTE VÍDEO?


Porque ele mostra a mobilização da opinião pública contra a mentira e a manipulação da Globo e da família Marinho...



O vídeo que os irmãos Marinho querem proibir:




CARL SAGAN MOSTRA COMO SOMOS APENAS E TÃO SOMENTE UM PONTO PÁLIDO NO ESPAÇO...

Assistam o vídeo e reflitam sobre nosso real significado no universo, de onde viemos, para onde vamos. Nada justifica nossa arrogância, nada...... Por inspiração de Fábio Gafa Paro Suguiyama.

Olhem de novo para esse ponto. Isso é a nossa casa, isso somos nós. Nele, todos a quem ama, todos a quem conhece, qualquer um dos que escutamos falar, cada ser humano que existiu, viveu a sua vida aqui. O agregado da nossa alegria e nosso sofrimento, milhares de religiões autênticas, ideologias e doutrinas econômicas, cada caçador e colheitador, cada herói e covarde, cada criador e destruidor de civilização, cada rei e camponês, cada casal de namorados, cada mãe e pai, criança cheia de esperança, inventor e explorador, cada mestre de ética, cada político corrupto, cada superestrela, cada líder supremo, cada santo e pecador na história da nossa espécie viveu aí, num grão de pó suspenso num raio de sol.

A Terra é um cenário muito pequeno numa vasta arena cósmica. Pensai nos rios de sangue derramados por todos aqueles generais e imperadores, para que, na sua glória e triunfo, vieram eles ser amos momentâneos duma fração desse ponto. Pensai nas crueldades sem fim infligidas pelos moradores dum canto deste pixel aos quase indistinguíveis moradores dalgum outro canto, quão frequentes as suas incompreensões, quão ávidos de se matar uns aos outros, quão veementes os seus ódios.
As nossas exageradas atitudes, a nossa suposta auto-importância, a ilusão de termos qualquer posição de privilégio no Universo, são reptadas por este pontinho de luz frouxa. O nosso planeta é um grão solitário na grande e envolvente escuridão cósmica. Na nossa obscuridade, em toda esta vastidão, não há indícios de que vá chegar ajuda de algures para nos salvar de nós próprios.

A Terra é o único mundo conhecido, até hoje, que alberga a vida. Não há mais algum, pelo menos no próximo futuro, onde a nossa espécie puder emigrar. Visitar, pôde. Assentar-se, ainda não. Gostarmos ou não, por enquanto, a Terra é onde temos de ficar.

Tem-se falado da astronomia como uma experiência criadora de firmeza e humildade. Não há, talvez, melhor demonstração das tolas e vãs soberbas humanas do que esta distante imagem do nosso miúdo mundo. Para mim, acentua a nossa responsabilidade para nos portar mais amavelmente uns para com os outros, e para protegermos e acarinharmos o ponto azul pálido, o único lar que tenhamos conhecido.


ACUADA, REDE GLOBO DOS IRMÃOS MARINHO TENTA PASSAR A IMAGEM DE DEFENSORA DOS INTERESSES NACIONAIS.

Segundo grande ato contra o monopólio da mídia pela
Rede Globo, na ultima sexta feira, 30/08/2013.


Porque a Rede Globo entrou de corpo e alma nas denuncias de espionagem dos EUA contra o Governo Brasileiro?

Se você esta pensando que a emissora dos irmãos Marinho está fazendo auto crítica e que logo o Ali Kamel vai ser demitido e um conselho editorial representativo da sociedade civil vai ser instalado na Rede Globo e na Globo News, com finalidade de que o jornalismo independente seja instalado, você esta muito enganado.

Nada disso vai acontecer, o que os irmãos Marinho querem mesmo é tentar reverter a queda de credibilidade de todos veículos de comunicação que a família controla, que cada vez é mais rápida diante de um avanço da Internet que não para crescer, principalmente do Google através do poder de informação crescente dos blogs.

Desde que as manifestações de Junho e Julho, que a própria Globo ajudou a massificar quando convocou o setor da sociedade que o Marcos Coimbra muito bem definiu como classe média antipetista para ir ás ruas na esperança de derrubar o Governo Dilma, principalmente depois da denuncia de sonegação fiscal, a palavra de ordem nas ruas se voltou contra a Rede Globo e hoje em qualquer manifestação de rua quando um jornalista da emissora aparece, logo se ouve, “O POVO NÂO È BOBO ABAIXO A REDE GLOBO”.

Acuados, os irmãos Marinho ensaiaram jogar a toalha, quando um deles foi até o ex-presidente Lula propor sua volta com críticas a Presidenta Dilma Roussef.

Diante da impossibilidade de negociar qualquer coisa com Lula, que o visitante Marinho chegou a ter que reconhecer como estadista, não restou aos irmãos Marinho outra alternativa senão a volta às escaramuças e a esculhambação que eles sempre fizeram com quem governa o Brasil desde 2003, o que aliás foi muito bem lembrada pelo próprio Lula e que inclusive ja pôde ser constatado na edição escrita do Globo do ultimo domingo.

O destaque dado pela Rede Globo a partir de uma reportagem no programa Fantástico no último domingo, dando uma importância acima do padrão Globo para a grave denuncia de espionagem dos EUA contra o governo brasileiro, que envolve até espionagem contra a própria Presidenta Dilma Roussef tem o objetivo apenas e tão somente de tentar reforçar uma imagem mais progressista da Globo diante de uma situação que é cada vez mais negativa diante da opinião pública. Até os “coxinhas”, que foram ás ruas contra os partidos políticos vaiam a Globo.

Se as denuncias de espionagem dos EUA são graves, pior ainda foi a parceria da família Marinho com a Ditadura Militar no Brasil, não só pela manipulação da opinião pública na no apoio aos militares, mas também pelo crescimento da fortuna da família devido às benesses conseguidas.

A grave denuncia de sonegação fiscal da Globo feita pelo Blog “O Cafezinho” não pode ficar em branco.
A democracia brasileira jamais será plena enquanto a família Marinho manter o poder que tem hoje e não será a expiação de culpas passadas com reportagens bombásticas que passam a ideia de defesa dos interesses nacionais que irão impedir a sociedade brasileira de continuar lutando pela democratização da mídia.

REDE GLOBO NA BERLINDA: EM DUAS REPORTAGENS O JORNAL DA RECORD TRAZ AO GRANDE PÚBLICO QUE ACOMPANHA AS NOTÍCIAS PELA TV ABERTA O ESCANDALO DA SONEGAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA DA FAMÍLIA MARINHO, O "GLOBOGATE".


Desde o último dia 29, segunda feira, o Jornal da Record finalmente esta apresentando as prometidas reportagens sobre o escândalo da sonegação fiscal da Rede Globo, o chamado "Globogate". As reportagens com a participação do respeitado jornalista Luiz Carlos Azenha, que inclusive trabalhou na Rede Globo, mostram como aconteceu o furto de documentos relacionados ao caso e a iniciativa de parlamentares para que seja criada uma Comissão Parlamentar de Inquérito no Congresso Nacional para investigar a sonegação da Globo.

Direto do Jornal da Record:

Ao término do recesso parlamentar, o deputado Protógenes Queiroz começará a recolher assinaturas para instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito contra a emissora. Assim como no Congresso, o assunto gerou manifestações pacíficas em várias cidades contra a Rede Globo. Exibida em 30/07/2013.



A mulher recebeu condenação de quatro anos e 11 meses por furtar milhares de páginas de um processo da Globopar, empresa controladora da TV Globo. No documento, a emissora é acusada de simular operações para fugir do pagamento de impostos na compra dos direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002. Em nota, a Globo disse que não foi beneficiada pelo furto. Exibida em 29/07/2013.


Aguardem, a Rede Globo vai contra atacar com tudo, vai partir pra cima do Governo Dilma e do Ex Presidente Lula. Vai atacar a Rede Record também.

Observe os telejornais da Globo e a Globo News e confiram.


 SHOW AO VIVO DO NEW ORDER - LIVE IN GLASGOW...


Música, quem canta seus males espanta... assim falava minha mãe...


ROGER HODGSON E O CLÁSSICO THE LOGICAL SONG...

CANTO GREGORIANO PARA SER OUVIDO NA REFLEXÃO ESPIRITUAL QUE NOSSAS ALMAS NECESSITAM TODOS OS DIAS E QUE SEMPRE ESQUECEMOS DE FAZER...

Não sou um católico praticante, atualmente sou apenas um crente em Deus e faço minhas preces em qualquer religião.
Mas desde a eleição do Papa Francisco, logo no primeiro momento me identifiquei com ele plenamente, afinal, na essência ele quer o mesmo que eu, apenas questionar a desigualdade, principalmente quando fala da necessidade de olharmos para os pobres e os desvalidos...
E em homenagem a ele o canto gregoriano.



CAETANO E GIL COM HAITI...

Ouçam o som, prestem atenção na letra da música e reflitam.......

GILBERTO GIL: TODA MENINA BAIANA...



  GENI E O ZEPELIM POR CHICO BUARQUE DE HOLANDA COM PARTICIPAÇÃO DE AUGUSTO DOS ANJOS....


Anos 70 do século passado e eu apenas cursava a sexta série quando esta música apareceu nas rádios, o "joga b...  na Geni" foi impactante, as vêzes tocava meio que escondido em alguns programas de rádio...   A estória contada na música de forma magistral por Chico Buarque é uma metafora para cada um de nós sobre nossas próprias contradições extamente como Augusto dos Anjos em sua obra:


O poeta Augusto dos Anjos tem 
presença marcante até hoje.

Versos Íntimos

Vês! Ninguém assistiu ao formidável

Enterro de tua última quimera.

Somente a Ingratidão - esta pantera -

Foi tua companheira inseparável!


Acostuma-te à lama que te espera!

O Homem, que, nesta terra miserável,

Mora, entre feras, sente inevitável

Necessidade de também ser fera.


Toma um fósforo. Acende teu cigarro!

O beijo, amigo, é a véspera do escarro,

A mão que afaga é a mesma que apedreja.


Se a alguém causa inda pena a tua chaga,

Apedreja essa mão vil que te afaga,

Escarra nessa boca que te beija!




 O Mistério de Prometeu

A persona na mitologia grega, “antevisão” era um titã, filho de Jápeto (filho de Urano e Gaia) e irmão de Atlas, Epimeteu e Menoécio. Algumas fontes citam sua mãe como sendo Tétis, enquanto outras, como Pseudo-Apolodoro, apontam para Ásia.
Estátua de Prometeu Acorrentado
de Adam Nicolas Sebastien
Também chamada de Clímene, filha de Oceano. Foi um defensor da humanidade, conhecido por sua astuta inteligência, responsável por roubar o fogo de Zeus e dá-lo aos mortais. Zeus tê-lo-á punido pelo crime, deixando-o amarrado a uma rocha durante toda a eternidade enquanto uma grande Águia comia, durante todo o dia, o seu fígado - que crescia novamente no dia seguinte.

O mito foi abordado por diversas fontes antigas (entre elas dois dos principais autores gregos, Hesíodo e Ésquilo.), nas quais Prometeu é creditado - ou culpado - por ter desempenhado um papel crucial na história da humanidade.

Prometeu era filho de Clímene, a Oceânida de pés maravilhosos. Ele deu aos homens “um esplendoroso raio divino, iludindo uma segunda vez”, diz Hesíodo, “a prudência do Senhor do Trovão” Júpiter, encolerizado, castigou cruelmente os mortais, devido a este fogo - wikipedia.

Leia:

A história de Prometeu surge então luminosa a claridade rosa branca das bombas de Hiroxima e Nagasaque, e Reggane. Hesíodo: Théogonie e Des Travaux Et Dés Jours.
Prometeu tendo o fígado devorando
Hesíodo - Júpiter falou assim: “O filho de Japet (Prometeu) que ninguém pode igualar em destreza, alegras-te agora por ter furtado o fogo celeste e por me teres enganado; mas um severo castigo espera-te a ti próprio e aos homens que estão por vir: como o preço do fogo que me foi furtado, enviar-lhes-ei um mal que a todos afligirá: a Virgem Pandora... A Eva dos Gregos ornamentada com todas as seduções e detentora de um pequeno cofre onde estavam guardados todos os flagelos do mundo... e também a Esperança, felizmente!

Essa mensagem extraordinária, que se assemelha á mensagem bíblica do pecado original e de Lúcifer, vindo - ou a vir do planeta Vênus, não podia ser compreendida pelos homens antes do dia 7 de agosto de 1945 (bomba de Hiroxima).

No mito de Prometeu e Pandora, Hesíodo nos dá um panorama da Era de Ferro:

Doenças, a velhice e a morte; a ignorância do amanhã e as incertezas do futuro; a existência de Pandora, a mulher fatal, e a necessidade premente do trabalho. Uma junção de elementos tão díspares, mas que o poeta de Ascra distribui num quadro único. As duas Érides, as duas lutas, se constituem na essência da era de ferro.

A causa de tudo foi o desafio a Zeus por parte de Prometeu e o envio de Pandora. Desse modo, o mito de Prometeu e Pandora forma as duas faces de uma só moeda: a miséria humana na Era de Ferro. A necessidade de sofrer e batalhar na terra para obter o alimento é igualmente para o homem a necessidade de gerar através da mulher, nascer e morrer, suportar diariamente a angústia e a esperança de um amanhã incerto.
É que a Era de Ferro tem uma existência ambivalente e ambígua, em que o bem e o mal não estão somente amalgamados, mas ainda são solidários e indissolúveis. Eis aí por que o homem, rico de misérias nesta vida, não obstante se agarra a Pandora, “o mal amável”, que os deuses ironicamente lhe enviaram.

Se este “mal tão belo” não houvesse retirado a tampa da jarra, em que estavam encerrados todos os males, os homens continuariam a viver como antes, “livres de sofrimento, do trabalho penoso e das enfermidades dolorosas que trazem a morte”.

As desgraças, porém despejaram-se pelo mundo; resta, todavia, a Esperança, pois afinal a vida não é apenas infortúnio: compete ao homem escolher entre o bem e o mal.

Pandora é, pois, o símbolo dessa ambiguidade em que vivemos. Em seu duplo aspecto de mulher e de terra, Pandora expressa a função da fecundidade, tal qual se manifesta na Era de Ferro na produção de alimentos e na reprodução da vida. Já não existe mais a abundância espontânea da Era de Ouro; de agora em diante é o homem quem deposita a sua semente no seio da mulher, como o agricultor a introduz penosamente nas entranhas da terra.
Toda riqueza adquirida tem, em contrapartida, o seu preço. Para a Era de Ferro a terra e a mulher são simultaneamente princípios de fecundidade e potências de destruição:

Consomem a energia do homem, destruindo-lhe, em consequência, os esforços; “esgotam-no, por mais vigoroso que seja”, entregando-o à velhice e à morte, “ao depositar no ventre de ambas” o fruto de sua fadiga.

Texto escrito por: Lilia Cristina de Souza Machado nasceu no Rio de Janeiro, em 7 de fevereiro de 1957, é aquariana, graduada em Inglês pela Cambridge University, graduada em História pela Universidade Veiga de Almeida, pós-graduada em Arte e Cultura, na Universidade Cândido Mendes, e estudante do conhecimento humano, especialmente dos ramos do imaginário.

Clique no link para ler mais sobre, em “As 5 raças de Homens - Ferro” - http://mitologiasemisterios.blogspot.com.br.

Apolo - O Extraterreno

O final do texto de Diodoro de Sicília poderia fazer crer que Apolo não passava de um símbolo solar. É certo que, como todos os deuses antigos, ele foi identificado como uma figura celeste - neste caso o Sol - pois era costume, para honrar um ser superior, compara-lo a um astro.

Apolo não foi um mito, mas provavelmente um herói, um Iniciador vindo do Norte.
Entre os nórdicos e os Citas, era chamado Abaris o Hiperbóreo e tinha o poder de viajar sobre uma flecha volante. Como fazia o Rei Bran do País dos Outeiros, que ia do Ocidente para o país do Além com a velocidade de um raio.

Viajante voador como Manannan Mac Liyr, o mágico irlandês, navegador do espaço e das regiões misteriosas como o Astarte fenício, como Ashour, o deus Assírio montado em um touro voador, como Ningirsou, o deus das asas desdobradas de Akkard e de Suméria, como Horus no Egito, Orejona a mãe dos Incas, Quetzacoatl a serpente alada do México, como Rama o Hindu que pilotava as Vimanas. Nas mitologias conforme as descrições dos historiadores da antiguidade eles deslocavam-se realmente no céu em engenhos voadores que , a maior parte das vezes, entre os Celtas, os Maias, os Incas, os Assírios e os Egípcios tinham o perfil dos modernos jactos, e de discos voadores.

Os Gregos Não Acreditavam Nos Deuses

É certo que Clemente de Alexandria (160 d.C.) era um filósofo grego cristão e parcial por princípio, contudo não podemos senão aprovar as suas conclusões. Incontestavelmente, os mistérios egípcios, há 4000 anos, e os mistérios gregos, há 2000 anos, eram paródias da iniciação autêntica dos conhecimentos que a classe sacerdotal tinha completamente esquecido.

Daremos, adiante, um apanhado dos ritos de Elêusis, mas há boas razões para crer que o mistério do cofre, tornado simples cesto, se referia a um falo de madeira ou de pedra, e a uma vulva, consistindo o ((trabalho)) na introdução de um na outra.
Compreende-se então toda a ironia do bom Clément de Alexandria, num século em que o Cristianismo, novinho em folha, não era senão pureza e espírito de sacrifício!

Alias, devemos recordar-nos de que os Gregos eram fundamentalmente anti-religiosos, dado que sua mitologia não era, em suma, mais que uma sucessão de relações licenciosas, de incestos, de adultérios, de raptos e de outras jovialidades de velhos guerreiros e de deuses olímpicos!

Na lenda de Elêusis, a aventura inicia-se com uma nota escabrosa: Jupiter uniu-se a Deo, sua própria mãe, e depois Proserpina, sua filha. Depois de tela gerado, desflorou Core.)

A propósito de um desses objetos encerrados no cesto, o falo, o bom Clemente indigna-se!

Evidentemente, ele ignorava que a sua própria religião cristã iria venerar a virgem de Araão. a amêndoa mística em forma de vulva irradiante que envolve as imagens da Virgem, e até o santo prepúcio de Jesus, em honra do qual se edificou em Charroux (Viena) a maior basílica romana de toda a cristandade!

Amadores do erotismo, estetas e incrédulos por natureza, os Gregos tiravam o caráter sagrado ás divindades integrando-as nas fábulas, e como se, sabendo que os deuses tinham sido simples anjos iniciadores de forma humana, viris e por vezes sem escrúpulos, tivesse sido sacrílego assimila-los a criaturas celestes...  O que, de resto, também não teria sido sério!
Para mais, o Olimpio dos Gregos era terrestre e tudo estava genialmente imaginado para atrair os Deuses á Terra e abolir a distância que os separava dos mortais. No estado de espírito da iniciação não podia ter um caráter religioso, pelos menos nas épocas históricamente conhecidas.

Os Segredos de Eleusis

Os mistérios de Elêusis eram fundamentalmente os mesmos que os de Delos, consagrados a Apolo, e os de Samotrácia dedicados aos Cabiros.

Em todos eles eram transmitidos os segredos dos Iniciadores vindos do Céu, a sua identidade, a crença noutra pátria situada numa estrela, a ciência da astronomia, da física, da química, dos encantamentos, da serpente voadora, do dilúvio, a lei infringível da preservação do patrimônio biológico humano e a necessidade de uma transmissão secreta.

O Mais  importante desses documentos, o Popol Vuh ou livro do conselho, que relata acontecimentos anteriores ao dilúvio, foi transcrito em latim no século XVI por um sábio quiche que muito provavelmente, era um espanhol católico. Possuímos uma notável tradução do francês devida ao erudito abade Brasseur de Bourbong e também alguns extratos de uma exegese publicada rcentemente pelas edições Payot.
É do conhecimento do público eu o planeta Vênus regia a religião Maia, sem duvida após o aparecimento deste planeta no nosso céu visível, há 5000 anos. A maioria das pirâmides é-lhe dedicada; Quetzacoatl e Kukulkan, os dois maiores deuses do panteão Maia, são personificações do planeta brilhante; em todos manuscritos Maias, os sinais de Vênus florescem em cada página... Ora, fato extraordinário, excetuando o abade Brasseur de Bourbong, todos os autores obedecendo sem duvida a recomendações de Black-out, silenciam o papel de Vênus na civilização Maia e, as vezes, conseguem até nem mencionar o nome do planeta. Coincidência curiosa, na Bíblia manifestam-se as mesmas instruções de prudência --- a respeito da “ESTRELA” que os Hebreus reincidentes tinham a desagradável tendência, sem duvida hereditária, para qurerem adorar ao mesmo tempo que o touro(impropriamente chamado Bezerro de Ouro).
Representação do mito de Prometeu

E acontece que essa estrela é precisamente Vênus. e que esse touro, símbolo dos anjos, genitores, representa também os Iniciadores venusianos, nos Maias, nos Fenícios, nos Assírio Babilônios e nos Incas. Em resumo, tudo se passa como se desde há três mil anos uma conjuração se empenha-se em esconder uma verdade perigosa para as nossas instituições e as nossas religiões. Uma verdade cuja chave seria o planeta Vênus.

Duas Emigrações de Extraterrenos

Os textos sagrados hindus revelam que os antepassados dos Arianos não tinham nascido na Terra. Mas em uma estrela da Via Láctea (Sírio é uma estrela da Via Láctea)

Durante muito tempo, os astrônomos pensaram que o planeta Vênus pertencia ao sistema solar desde há milhares de anos. Conseguimos, graças aos nossos documentos, que o observatório de Paris admitisse que o caso de Vênus merecia ser reconsiderado. E sabemos que alguns astrônomos, antecipando-se a verdade que em breve acabara por impor-se, admitem facilmente a irrupção de Vênus-Cometa no nosso Sistema Solar.
Deus Apolo (Deus do Sol e dos talentos)

Aqueles tolos e patifes que, através do poder místico ou de meios mecânicos, querem elevar-se ao sistema planetário superior, ou que inclusive esforçam-se por ultrapassar os planetas superiores e alcançar o mundo espiritual ou a liberação, faço com que sejam enviados á mais baixa região do Universo.

Significado: Sem dúvida, existem diferentes sistemas planetários superiores reservados a diferentes pessoas. Como se afirma no Bhagavad-gita (14.18), Urdhvam Gacchanti Sattva-Sthah: as pessoas no modo da bondade podem ir aos planetas superiores. Entretanto, aqueles que estão nos modos da escuridão e da paixão não tem permissão de entrar nos planetas superiores.
Mistérios de Elêusis
A palavra divam refere-se ao sistema planetário superior conhecido como Svargaloka. Indra, o rei do sistema planetário superior, tem o poder de afastar qualquer alma condicionada que, partindo dos sistemas inferiores, tenta ir aos superiores, embora não possua as qualificações necessárias.

A tentativa moderna através da qual busca-se ir a outros sistemas planetários superiores por meios mecânicos artificiais não poderá ter êxito. Portanto a afirmativa de Indra parece indicar que todo aquele que tente ir aos sistemas planetários superiores por meios mecânicos, que são chamados de maya, é condenado a precipitar-se nos planetas infernais, situados na parte inferior do Universo.

Assista:
As Divindades da Mitologia Grega


Fonte: http://rodrigoenok.blogspot.com.br

Fonte do vídeo: AndreBispoVivo




Globo Repórter - Retrospectiva Século 20




 O nome do Criador



O Segredo

Orion




Segredos da Antiguidade




Sã doutrina

Escândalos terríveis





Alex Collier - Sobre O 30 de Dezembro de 2013

Especial Obama

Aparições de ovnis

   


O Erro de Napoleão



Duas pequenas povoações fronteiriças de uma região remota da Península Ibérica dormem durante as horas mais quentes da tarde. Nada altera a quietude deste momento. É verão em Ciudad Rodrigo e Almeida. Contudo, aqui travaram-se batalhas crueis e combates terríveis, uma guerra sem quartel contra a ambição de um homem que pretendeu expandir o seu poder pelo continente europeu. Espanha enviou seus melhores filhos para lutar em defesa das suas povoações e cidades assediadas. A batalha da Ciudad Rodrigo converteu-se em um símbolo de resistência patriótica. Portugal também pagou um preço muito elevado em vidas que ficou para a história. As tropas inglesas foram determinantes na vitória final contra os exércitos imperiais. Provavelmente foi aqui que o imperador Napoleão, esse grande homem malévolo, cometeu o seu primeiro erro fatal.

Descartes – Filme Completo



Descartes, excelente cinebiografia do filósofo, físico e matemático francês René Descartes (1596 – 1650), considerado o fundador da Filosofia Moderna e autor da frase “penso, logo existo.” Em quase três horas, Rossellini realiza, com o seu realismo característico, um retrato fascinante da vida de Descartes e de sua busca incessante pelo conhecimento. Acompanhamos várias décadas da vida do pensador, incluindo a escrita e publicação de O Discurso do Método e de suas principais obras, o debate em torno do método cartesiano e seus estudos de geometria analítica. Inédito no Brasil, Descartes é um filme obrigatório para professores, estudantes, pesquisadores e todos os interessados em Filosofia.