Blog

Blog

23 de mar de 2013

Boa noite!... "Canta" Brasil!








 Beatles Made in Brazil

A música rompe as barreiras do tempo e do idioma. Prova maior disso é a influência e o sucesso que ainda tem os Beatles. Desfeita faz décadas, a banda continua a arrebatar fãs, inspirar jovens músicos e a vender milhares de discos. 
Aqui no Brasil, centenas de artistas interpretaram canções dos Beatles e são inúmeras as versões em português para músicas do quarteto inglês. 
Há quem deteste versões, mas desde os anos 60, cantores e bandas brasileiras cantam Beatles na língua inculta e bela de Camões. Segue abaixo uma lista das mais famosas.

Hey Jude – Kiko Zambianchi



A versão para Hey Jude, feita por Rossini Pinto e gravada originalmente pelos Golden Boys em 1969, fez um estrondoso sucesso na voz de Kiko Zambianchi, no final dos anos 80. Grande parte desse êxito é devido ao fato da canção ter sido parte da trilha sonora de Top Model, novela global.


Menina Linda – Renato e seus Blue Caps


Versão de Renato Barros para "I should have know better". Leitura que fez parte do LP “ Viva a Juventude” de 1965. A banda também faria sucesso com a versão para “ All my Loving” : “Feche os olhos” .

Demais – Verônica Sabino


Enorme sucesso no Brasil em 1986, “Demais” é uma versão feita por Zé Rodrix e Miguel Paiva para “ Yes, It Is”. Fez parte da trilha sonora da novela “Selva de Pedra”.
Lá vem o Sol – Lulu Santos


Versão  escrita por Lulu Santos para a magnífica composição de George Harrison: “ Here Comes The Sun ”. Dizem que a versão não pode ser explorada comercialmente por não ter sido autorizada pelo beatle.

Eu Te Amo – Roberto Carlos


Na obra de Roberto Carlos é nítida a influência dos Beatles, mas foi só nos anos 90 que  escreveu em parceria com Erasmo Carlos uma versão para “ I Love Her “. A versão do Rei, também fez muito sucesso com a dupla Zezé di Camargo e Luciano.

Minha Vida – Rita Lee


Minha Vida, versão para “ In my Life” é uma das várias feitas pela cantora para músicas dos Beatles. Ela chegou a gravar um disco só com essas versões, entre elas: Menino Bonito ( Beatiful Boys), Pra Você eu Digo Sim ( If I Feel ), Tudo por Amor ( Can’t Buy me Love ) e Aqui, Ali, Em Qualquer Lugar ( Here, There and. Everwhere ).
Com certeza, há muitas outras versões em português para canções dos Beatles. As citadas acimas são uma pequena amostra da poderosa influência deles no Brasil. 


 Um inglês com alma brasileira


O sonho de muito artista brasileiro é sair do país, ter uma carreira internacional bem sucedida, ser reconhecido pela mídia mundial. Quase sempre esbarram na parede da língua portuguesa. Infelizmente, nosso idioma, por mais belo que seja, nos isola do mundo cultural e só poucos gênios conseguem romper essa barreira. 
Ritchie, percorreu o caminho contrário, nascido em Beckenham, no sul da Inglaterra, ele escolheu o Brasil como pátria e o português como língua de expressão artística. 
Em 1983, com o LP Vôo de Coração atingiu o auge do sucesso, várias canções do álbum se transformaram em hits , fazendo as vendas passarem de 1 milhão de cópias. 
Para você que é jovem, e talvez nunca tenha escutado músicas como: Menina Veneno, Pelo Interfone, Casanova, entre outras, é que preparei essa postagem. Claro que os quarentões de plantão também poderão relembrar os velhos e bons tempos! 





Menina Veneno



Vôo de Coração


 

A Vida tem dessas coisas 

Casanova



A Mulher Invisível 

 

Agora ou Jamais






 Uma parceria musical inusitada


Paulo de Tarso, Camões e Renato Russo, o que poderia haver de comum entre homens que viveram em épocas separadas por séculos? 
Além do incrível talento com as palavras, algo mais os une: eles foram parceiros em uma composição musical. Não pense que é um delírio da minha parte, é a pura verdade. Se você duvida, veja o vídeo da belíssima Monte Castelo  e leia um pouco sobre a vida desses três homens que, cada um à sua maneira foram verdadeiros artistas da palavra. 

Renato Russo





Renato Russo, vocalista e líder da banda Legião Urbana, escreveu  obras primas da música brasileira. Monte Castelo, Será, Faroeste Caboclo, Pais e Filhos e tantas outras músicas de Renato Manfredini Júnior permanecem como clássicos do rock brasileiro. Em Monte Castelo, Renato Russo criou com maestria uma música inspirada em dois textos: O capítulo XIII da 1° carta de Paulo aos Coríntios e o soneto XI de Luís Vaz de Camões.  
footer-foto-novo




paulo_de_tarso

Paulo de Tarso
  
Paulo, antes da conversão ao cristianismo, foi um feroz perseguidor dos seguidores de Jesus, nessa época, Paulo era conhecido pelo seu nome judeu: Saulo. A Bíblia relata que numa viagem, cuja finalidade era prender cristãos em Damasco, Jesus aparece em visão para Saulo, que abraçando os ensinamentos do Messias, passa a adotar o nome romano de Paulo.
Paulo tornou-se um incansável defensor e divulgador do evangelho de Jesus, educado com toda a erudição judaica, escreveu cartas aconselhando, orientando e fortalecendo as jovens congregações cristãs.
Em Monte Castelo, Renato Russo usa na letra o capítulo XIII, da carta de Paulo aos Coríntios: 
“Ainda que o fale a língua dos homens e dos anjos, e não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou prato que retine. Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei. Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me valerá.
O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará. Pois em parte conhecemos, em parte profetizamos; quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá. Quando era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.
Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido. Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém é o amor.”






Camões


António_Carneiro_-_Camões_lendo_Os_Lusíadas

Luís Vaz de Camões, foi o renovador da língua portuguesa. Tido como o maior poeta da nossa língua, Camões escreveu “Os Lusíadas”, onde narra a história de Vasco da Gama e a saga dos portugueses em busca do caminho para as Índias. Também é autor de vasta obra lírica. Renato Russo, usou na letra de Monte Castelo, o soneto XI: 
Amor é fogo que arde sem se ver, 
é ferida que dói, e não se sente; 
é um contentamento descontente, 
é dor que desatina sem doer. 
É um não querer mais que bem querer; 
é um andar solitário entre a gente; 
é nunca contentar-se de contente; 
é um cuidar que ganha em se perder. 
É querer estar preso por vontade; 
é servir a quem vence, o vencedor; 
é ter com quem nos mata, lealdade. 
Mas como causar pode seu favor 
nos corações humanos amizade, 
se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Biografia de Camões 
Os Lusíadas 
Sonetos


 As melhores músicas com assobios

Os homens invejaram os pássaros e criaram belas composições usando assobios. Dos clássicos temas de faroeste à música erudita, do reggae ao bom e velho rock, vários artistas usaram assobios para enriquecer suas canções. Nessa postagem, reuni as melhores músicas com assobios. Espero que gostem e se souberem de alguma que ficou de fora, é só registrar nos comentários. 


assobio

Scorpions – Wind of Change


A balada Wind of Change foi escrita por Klaus Meine, ele teve como inspiração, os “ventos de mudança” que sopravam sobre a Europa no final dos anos 80. É uma das mais belas canções com assobio já compostas. 


Guns N’ Roses – Patience


No auge do talento de Axel  Axl Rose, todos os pecados lhe eram perdoados e ele retribuía com performances inesquecíveis como essa, em Patience. Tudo na balada está impecável: os violões , a voz de Axel Axl e o assobio que marca profundo a canção. 





Oswaldo Montenegro – Taxímetro


Cada música de Oswaldo Montenegro é uma obra de arte. É inexplicável que um artista dessa grandeza, não seja lembrado pela mídia. 
Em Taxímetro, o assobio espetacular fica a cargo de Milton Guedes. 






Bobby McFerrin – Don’t Worry be Happy


Bobby McFerrin é de formação erudita, mas já gravou clássicos do jazz. Em 1988, ano em que ganhou um Grammy, ele fez muito sucesso com Don’t Worry be Happy. O interessante nesta canção, além do assobio, é que todos os sons dos instrumentos são feitos com a voz. 




Billy Joel – The Estranger


Compositor, cantor e pianista, Billy Joel já ganhou o Grammy seis vezes. A canção The Estranger faz parte do álbum homônimo, lançado em 1977, considerado o maior êxito do artista. 



Ennio Morricone – A Fistful of Dollars

É claro que numa matéria sobre músicas com assobios não poderia faltar um tema de faroeste. Escolhi A Fistful of Dolars, do genial Ennio Morricone. 





David Fonseca – Superstars


Na pesquisa dessa matéria conheci o trabalho do português David Fonseca. Vale a pena visitar o site do artista. Pena ele não compor na língua pátria. 




John Lennon – Jealous Guy

O assobio na música é bem modesto, mas como ignorar uma canção de John Lennon? 



Andrew Bird – “Oh No”


Andrew Bird, cantor, compositor e instrumentista americano, sempre inclui assobios nas músicas. Outro nome que conheci na pesquisa para essa postagem. 






Malcom Arnold – The Bridge on the River kwai


The Bridge on the River Kwai, ganhou  sete Óscares em 1958, entre eles o de melhor trilha sonora, criada pelo maestro Malcom Arnold. 







Peter Gabriel – Game Without Frontiers


O fundador da banda Gênesis, fez enorme sucesso e causou muita polêmica em 1980 com a canção Game Without Frontiers. O assobio na música é discreto. 




Roy Orbison – Here Comes the Rain

Muito conhecido no Brasil com Pretty Woman, tema de uma linda mulher, Roy Orbison ficou famoso por suas baladas que falam de amores perdidos. 




Peter, Bjorn e John – Young Folks


A banda sueca usou e abusou dos assobios no primeiro sucesso da carreira. 





Bob Marley em 25 frases geniais

Falecido em 1981, aos 36 anos, Bob Marley deixou um legado musical que continua a influenciar milhares de músicos no mundo inteiro. O cantor jamaicano se tornou uma espécie de profeta dos tempos modernos. Preocupado com os menos favorecidos, dono de opiniões polêmicas, Bob Marley também tinha o dom de criar aforismos eternos. 

Frases perfeitas, que ajudaram a imortalizar o nome do grande artista da Jamaica. Confira algumas frases do Rei do Reggae!


“Para que levar a vida tão a sério, se a vida é uma alucinante aventura da qual jamais sairemos vivos?”


“Saudade é um sentimento que quando não cabe no coração, escorre pelos olhos.”


bob marley

 “Se você obedece todas as regras, acaba perdendo a diversão.”

“Não ligo que me olhem da cabeça aos pés, porque nunca farão minha cabeça e nunca chegarão aos meus pés.”

“Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida.” 

bobmarley

“Preocupe-se mais com a sua consciência do que com sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e a sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam, é problema deles.”


“Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais.”



“Se Deus criou as pessoas para amar, e as coisas para usar, por que amamos as coisas e usamos as pessoas? ” 

bob_marley



“Eu olho para dentro de mim, e não me importo com o que as pessoas fazem ou dizem, eu me preocupo só com as coisas certas.” 

“Não cruze os braços diante de uma dificuldade, pois o maior homem do mundo morreu de braços abertos.” 

“Se choras por não ter visto o pôr do sol, as lágrimas não te deixarão ver as estrelas.” 

“Sou louco porque vivo em um mundo que não merece minha lucidez."



“Em quanto a cor da pele for mais importante do que o brilho dos olhos haverá guerra.”

“Se a vida fosse bela, todo dia teria sol, todo mar teria onda, toda música seria reggae e toda fumaça faria a cabeça.”

“O que importa se você tem olhos verdes... se o vermelho dos meus refletem o verde da natureza...”

“Às vezes construímos sonhos em cima de grandes pessoas. O tempo passa e descobrimos que grandes mesmo eram os sonhos e as pessoas pequenas demais para torná-los reais” 

“Há pessoas que amam o poder e outras que tem o poder de amar.”

“Todos caem, mas apenas os fracos continuam no chão...” 

“Amo a liberdade, por isso as coisas que amo, deixo-as livres. Se voltarem é porque as conquistei, se não voltarem é porque nunca as tive.”


“Ideal seria que todas as pessoas soubessem amar, o tanto que sabem fingir.” 

“Seja humilde, pois, até o sol com toda sua grandeza se põe e deixa a lua brilhar.” 

“Eles dizem que o sol brilha para todos, mas para algumas pessoas no mundo ele nunca brilha.” 


“A maior covardia de um homem é despertar o amor de uma mulher sem ter a intenção de amá-la.” 

“A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego.” 

“Se dermos as mãos, quem irá sacar as armas?” 

“Nos chamam de loucos, num mundo em que os certos fazem bombas.”