Blog

Blog

8 de dez de 2012

Itália proíbe transações de dinheriro acima de 150 euros


O Conselho de ministros italianos votaram a favor do aumento do controlo de capital, mediante a proibição de dinheiro da moeda, nas transações a partir dos 1000 euros (medida que se mantem atualmente em vigor desde Julho de 2012) em qualquer transação acima dos 50 euros.

A Itália é o primeiro país a anunciar o controlo sobre transações de capital, mediante restrições e proibições para as transações, nos próximos dois - três  anos.


Desde 2013 os cidadãos italianos e quem visite Itália, não poderá pagar quantias superiores aos 50 euros, só com cartão de Débito ou de Crédito. Isso foi o que decidiu o Conselho de ministros italiano.

Supõe-se que tomem esta medida para eviatr a lavagem de dinheiro e pagamentos com dinheiro negro. A Agenda de controlo da Nova Ordem Mundial, tem a eliminação do dinheiro como ítem de destaque. Ao fim e ao cabo, eliminar dinheiro metálico obrigará os cidadãos a utilizar dinheiro de plástico do banco, para qualquer compra-venda, que se faça em qualquer momento.  Isso, além de transferir grandes somas de dinheiro  para o sistema bancário, pois implica o gasto dos usuários em comissões e taxas para os poder usar o que resulta na soma de quantias astronómicas para a banca
Mas o objectivo real, como sempre, não é económico, mas tem a ver com o controlo absoluto dos nossos movimentos e decisões.Neste ponto na entrevista de Alex Jones Aaron Russo, que se tornou um Rockefeller íntimo, Russo explica que "objetivo" da agenda de controle.


A Suécia já funciona quase sem cash, como poderão ver nesta pequena reportagem e a Europa seguir-lhe-à os passos.

Itália acaba de dar mais um grande passo na execução da Agenda 21, ou agenda de controle do dinheiro circulante

Fonte: UND