Blog

Blog

11 de dez de 2012

Radarnet - Fique sabendo


 

Nibiru, Hercolubus, Planeta X, astro Intruso, esse planeta tem vários nomes...
Enfim, ele ja passou em 2003, veja o vídeo:

Governos Mundiais construindo Bunkers de abrigo por causa da Tempestade solar?...

Previsões Web Bot para 2012 




Este pequeno texto tem como único propósito, chamar a atenção para o que nos chegou através das últimas intervenções. Os temas são de fundamental importância e essenciais, pois, uma vez desenvolvidos e assimilados, para nos prepararmos para o que toda humanidade está prestes a viver, sem exceções.

Assista a um vídeo real da Terra se transformando em um picolé

video planeta terra congelando virando picolé


O Centro Espacial Goddard da Nasa criou este vídeo fascinante (abaixo) feito entre setembro de 2009 e março de 2010 que mostra o Pólo Norte do planeta congelando totalmente.

Segundo a Nasa o gelo ficou em níveis maiores do que nos últimos anos, mas levemente abaixo da média dos últimos 30 anos dos registros da imagens de satélite.

Não deu para ver o aquecimento global em ação este ano no congelamento do pólo e certamente os ursos polares estão felizes, já que caçam exatamente sobre o mar congelado. 


[Nasa via Gizmodo]


Magnífico encontro da lua com a “estrela d’alva”


Vênus também é conhecida como estrela d’alva ou estrela da manhã, devido ao brilho intenso que atinge seu ápice poucas horas antes de amanhecer. No dia 13 de agosto, Vênus brilhou ainda mais, chamando a atenção de todo o planeta Terra. Isso porque a lua minguante ocultou a estrela d’alva, em um evento astronômico belíssimo que você confere no vídeo abaixo.

Já a imagem acima é uma montagem que mostra a posição da lua e de Vênus a cada dez minutos. As nuvens e luzes da parte inferior da foto mostram Taebaek, na Coreia do Sul. A ocultação começa perto do horizonte. Mesmo quando a estrela d’alva não é coberta pelo satélite, os dois astros parecem estar incrivelmente perto um do outro. 


[Vimeo/NASA]


Fantástico vídeo mostra como é voar por cima da Terra de noite


A Estação Espacial Internacional (EEI), que é soma de projetos das principais agências espaciais do mundo, é um laboratório espacial em movimento que dá 15 órbitas no planeta por dia. Atualmente, ela circula em uma altura pouco elevada (340 quilômetros da Terra), o que permitiu capturar imagens fantásticas, compiladas em um vídeo com pouco mais de dois minutos.

A câmera da EEI, que mostra um voo panorâmico feito sobre o planeta à noite, captou imagens com detalhamento impressionante. É possível observar claramente as luzes da cidade, além de fenômenos naturais como milhares de raios estourando em meio às nuvens, como flashes, ou a aurora boreal causada pelo vento solar e retratada em magníficos tons de verde próxima aos polos.

De vez em quando, as imagens recebem cortes porque o satélite se aproxima da metade da Terra iluminada pelo sol naquele momento, o que gera um clarão. No canto do vídeo, é possível observar também os paineis solares da EEI. 


[NASA]


Assista o pouso REAL da sonda Curiosity em Marte 



O filme acima é uma seqüência de 297 miniaturas de fotos enviadas pela sonda Curiosity Rover que pousou em Marte. Elas documentam os últimos 2,5 minutos do pouso.

No início você já pode ver o escudo térmico, essencialmente uma tampa metálica, sendo soltada em direção ao chão. Em seguida cada foto traz o chão mais e mais para perto. Logo é possível ver uma das rodas do Curiosity no canto superior esquerdo. Finalmente ela toca o solo.

Abaixo você pode ver uma simulação do que realmente ocorreu para ter uma idéia da imensa complexidade deste feito que chegou até a usar o que os engenheiros chamaram de “guindaste voador”:


Clique no botão cc para traduzir as legendas para português

Atualização (15h09): Abaixo uma foto da sonda descendo com seu imenso para quedas que suportou 9g na hora da freiada:

O Sol é azul em Marte


A sonda da Nasa que está em Marte, a Opportunity, capturou um incrível pôr do Sol no planeta. E, ao contrário do que esperamos, o Sol no planeta vermelho brilha em um tom de azul.

As paisagens desérticas e vermelhas de Marte fazem com que nós imaginemos o sol brilhando, também, com um tom avermelhado. Mas é justamente devido à areia vermelha de Marte que o Sol fica com um brilho azulado.

Na terra, quando a luz atinge as partículas do ar, ela se divide, liberando a luz que chega para nós, que estamos no solo, com a cor azul, explicando o tom do nosso céu.

Quando nós olhamos para o sol, no entanto, as ondas de luz se separam de forma diferente, e percebemos o astro como amarelo.

Em Marte o oposto acontece: a poeira vermelha da atmosfera do planeta faz com que a luz vermelha seja separada, então quem olha para o céu vê uma atmosfera vermelha. No entanto as ondas vermelhas são filtradas na direção do Sol, deixando apenas o brilho azul, que é a outra “ponta” do espectro de cores. Aqueles que estiverem em Marte e olharem para o Sol verão a estrela azul.

Confira o vídeo:


De arrepiar: Planeta Terra parece um grão de areia perto de Canis Majoris

 


Você sabe qual é o seu tamanho no mundo? Às vezes achamos que certas coisas são tão importantes, e não há motivo para estarmos nos preocupando com elas. Se você acha que o planeta Terra é grande demais, você não faz ideia de quantos planetas – e principalmente estrelas – são maiores ainda.

Você provavelmente sabe que o sol é maior que a Terra, mas o que você talvez não saiba é que existem milhares de estrelas muito maiores do que o sol. Muito mesmo – a VY Canis Majoris, maior estrela conhecida, faz a Terra parecer um grão de areia. Com 2.800.000.000 km de diâmetro, um avião a 900 km/h levaria 1.100 anos para dar uma única volta ao seu redor. E ela é só um pontinho no meio de uma galáxia, que por sua vez está ao lado de várias outras galáxias, que estão em um universo infinito. Está se sentindo um nada? Eu também.

Evolução: O maior show da Terra

Ative o botão cc (close caption) e clique nele novamente para ativar a tradução para o português e assim habilitar legendas.


Já vimos alguns cientistas famosos cantando aqui. Este clipe musical celebra o maior show da Terra: A evolução.

Sou apenas eu ou vocês também acham que clipes assim deveriam passar na MTV todos os dias?

Este é um dos diversos vídeos belíssimos do SymphonyOfScience.com.

Até que gostei, mas se colocasse Darwin cantando este tema, seria muito melhor.