Blog

Blog

5 de out de 2013

Direto da redação - Fique sabendo!




CIVILIZAÇÕES ANTIGAS E PERDIDAS!


Na Trilha do Castelo foi, é e sempre será trazer informação com conteúdo de qualidade. Esmeramo-nos para colocarmos notícias relevantes sobre Cultura Geral, História, Ciência e Tecnologia, Teologia, Filosofia, Economia, Educação etc. Tudo – como sempre dizemos – sob uma perspectiva genuinamente cristã. Também colocamos links para vários documentários que estão na Internet, indubitavelmente o meio mais democrático de acesso à informação. Este post é o caso: apresentamos alguns episódios de diversas produtoras e séries diferentes, todas com um mesmo propósito: dar-nos informações sobre algumas das mais proeminentes civilizações do passado… algumas, cujas grandiosas histórias estamos apenas descortinando, em pleno século XXI. Como sempre dizemos: desligue um pouco sua tv e dedique um tempo para você assistir documentários bem produzidos e com razoável conteúdo de informação. Tenho certeza de que você ficará ainda mais fascinado pelas civilizações do passado!

“Mesopotâmia – Retorno ao Éden” (Discovery Civilization)
“China – O Abraço do Dragão” (Discovery Civilization)
“Egeu – O Legado de Atlântida” (Discovery Civilization)
“Egito – Em Busca da Imortalidade” (Discovery Civilization)
“Grécia – Um Momento de Esplendor” (Discovery Civilization)
“África – A História Negada” (Discovery Civilization)
“Maias – Sangue de Reis” (Discovery Civilization)
“Roma – O Último Império” (Discovery Civilization).


Terror no céu


 

A Misteriosa Ilha dos Macacos 


Músculos ao Extremo



Leitura proibida


 Testemunha Ocular de Jesus



 Brasil-França: O Mistério do Voo 447 


 A Tragédia do Vôo 1907

 


images (1)

FEMA: Há algo de podre acontecendo entre Estados Unidos e Porto Rico

oie_obama
Milhares de caixões da FEMA foram levados a Porto Rico, mas depois foi negado, em comunicado oficial, porque eles sabem que vai haver um evento catastrófico. Enquanto isso, Obama é “desafiado” pelo presidente de Israel a abrirem as portas para o presidente do Irã e se comunicar com o PNA (Palestina). Afinal o que esta havendo no mundo?

Vamos ver, vamos dividir. A primeira é a história de Barack Obama, que telefonou para o presidente iraniano também se reunir com os líderes palestinos na ONU. Por isso chamou o primeiro-ministro israelense e que estavam em reunião. Essa é a ira dos meios de comunicação israelenses pois Israel não deveria se reunir  em que não se “não confia”.
O segundo é a crise dos EUA, que por esta altura deve aprovar o orçamento de 2014, ou então haverá uma parada na administração federal (algo que aconteceu cerca de 17 anos atrás).

Isso nos leva ao terceiro ponto, onde vários portais  e sites sobre a possibilidade de que a crise criaria um estado de sítio e intervenção onde FEMA seria oficializada (o que é normal, pois é sua função natural). Mas isso é confundido com outro assunto ou, poderíamos dizer quarto ponto, que é o que foi anunciado uma catástrofe poderia ocorrer na região III (Washington e Pensilvânia).


De acordo com o ex-senador Sheldon R. Songstad de Dakota do Sul, disse que investigou os passos FEMA, e que uma catástrofe iria acontecer naquela região. Eles falam sobre meteoritos e terremotos.

E a história não termina aí. Há alguns dias, os porto-riquenhos começaram a ver muitos caminhões, caixões e sacos de plástico da FEMA em seu país, o que levou o governo  basicamente dizer que “são exercícios de rotina”, mas negam a possibilidade de uma catástrofe em Puerto Rico ( o mesmo como mencionado na região III). Isto coincide com os movimentos da AEMEAD e com FEMA.

Resumindo um pouco da história por um lado, é evidente que algo está acontecendo entre os EUA, Israel, Palestina e Irã. Por outro lado, temos os movimentos da FEMA, que parecem muito mais concreto e real sobre Porto Rico, que nessa idéia de crise nos Estados Unidos, causada pelo o que está acontecendo no Senado hoje. E, finalmente, a idéia de um meteoro ou um terremoto também parecem ter algo que esta sendo oculto da população, especialmente se você se juntar Porto Rico, mas, como sempre, tudo é feito as escondidas



Benjamin Netanyahu, Primeiro-Ministro de Israel alerta o mundo que “as profecias bíblicas estão se cumprindo em nossos dias”


magogue2
Israel alerta o mundo “as profecias estão se cumprindo em nossos dias”
Embora pesquisas de opinião indiquem que menos da metade da população de Israel acredite nas profecias bíblicas, a questão religiosa sempre foi determinante para o Estado judeu. Quando Benjamin Netanyahu, Primeiro-Ministro de Israel, falou na Assembleia Geral das Nações Unidas, dia 1º de Outubro, os meios de comunicação deram ênfase apenas aos primeiros dois terços de seu discurso.

Netanyahu falou por cerca de meia hora. Grande parte do que foi dito reflete o temos de Israel de um ataque do Irã a qualquer momento. Essa foi a tônica de mais da maior parte de suas colocações. O restante foram considerações sobre um antigo tema: a Palestina. O que surpreendeu a muitos foi os minutos finais do discurso.

Israel alerta o mundo que “as profecias bíblicas estão se cumprindo em nossos dias”
Em suma, o primeiro-ministro acredita que o Irã não é confiável e seu recente discurso conciliador esconde uma estratégia armamentista. Nesse momento, é a maior ameaça à paz no mundo. Se as outras nações não desejam enfrenta-lo com uma postura rígida, Israel está pronto para se defender sozinho. Sobre o novo presidente iraniano, Hassan Rohani, foi direto: “Ele é um lobo que acha que pode colocar lã em cima dos olhos da comunidade internacional”. Lembrou ainda que Rouhani, quando foi chefe do Supremo Conselho Nacional de Segurança do Irã, entre 1989 e 2003, deu o aval do governo a atentados terroristas que dizimaram centenas.
Ao longo de seu discurso, Netanyahu apelou para os relatos do Velho Testamento sobre Ciro, o rei da Pérsia [atual Irã] que cerca de 2.500 anos atrás encerrou o exílio dos judeus na Babilônia. Ele também possibilitou o retorno dos israelitas à sua Terra e a reconstrução do Templo de Jerusalém. Para ele, a amizade secular entre os dois povos foi rompida em 1979, quando ocorreu a Revolução Islâmica no Irã, liderada pelo  aiatolá Khomeini. Desde então, o governo religioso muçulmano iraniano se aliou aos maiores inimigos de Israel, as nações árabes.

Mais recentemente, aproveitou-se do desenvolvimento de seu programa nuclear e passou a fazer constantes ameaças a Israel. Embora os iranianos neguem, é de conhecimento da ONU que existem centrífugas para o enriquecimento de urânio e uma usina de água pesada que ainda este ano deixará o pais em condições de ter bombas nucleares.  Ao mesmo tempo, o Irã agora pede que Israel se desmilitarize e interrompa seus próprios programas armamentistas.
A comparação imediata do primeiro-ministro israelense é com a Coreia do Norte, que manteve um discurso de cooperação até o momento em que realizou testes nucleares e passou a ameaçar a Coreia do Sul e os EUA.
Em outras ocasiões o Irã por acusou Israel de não assinar a Convenção de Armas Químicas nem a Convenção de Armas Biológicas, ou qualquer outro tratado da ONU sobre o armamento nuclear, Isso inclui o Tratado de Não Proliferação, do qual o Irã é signatário.

Porém, Netanyahu alerta que o Irã, ao lado da Rússia, são os grandes apoiadores da guerra na Síria, onde foram usadas armas químicas. A partir daí, falou sobre sua intenção de ter paz com os palestinos desde que haja “reconhecimento mútuo, no qual um Estado palestino desmilitarizado reconhece o Estado judeu de Israel”. Asseverou ainda que Israel é “uma nação próspera com capacidade de se defender”.

Ao encerrar, usou um tom inesperado. “As profecias bíblicas estão se cumprindo em nossos dias. No nosso tempo vemos serem realizadas as profecias bíblicas. Como o profeta Amós [9:14-15] disse, eles reconstruirão as cidades assoladas, e nelas habitarão. Plantarão vinhas e beberão o seu vinho. Cultivarão pomares e comerão os seus frutos. Serão plantados na sua terra para nunca mais serem arrancados da sua terra [que lhes dei, diz o Senhor].

Após repetir os versos no original em hebraico, emendou “Senhoras e senhores, o povo de Israel voltou para casa para nunca mais dela ser arrancado”.
Para muitos teólogos, o cenário que se desenha hoje, comparado ao texto de Ezequiel 38-39, aponta para o que a Bíblia descreve como a Guerra de Gogue e Magogue.  Haverá grandes nações do mundo unidas na batalha contra Israel:
1 – a federação de dez reinos, que constitui um grande Império Mundial;
2 – a federação do Norte, (Rússia e seus aliados);
3 – os reis do Leste, povos além do Eufrates (Irã);
4 – o rei do Sul, poder ou coligação de poderes do Norte da África (Egito).

Embora a hostilidade dos quatro primeiros seja de uns contra os outros e contra Israel (Zc 12.2,3; 14.2), é particularmente contra o Deus de Israel que eles lutam. Com informações de Times of Israel.
Para saber mais, assista:

Reino das Plantas

Para muitos, as plantas podem parecer entediantes.
Mas ao entrarmos em seu mundo descobrimos o quão fascinantes elas podem ser.


As plantas são seres vivos muito mais interessantes do que estamos acostumados a ver. Na verdade, acompanhamos a vida delas na nossa escala de tempo, o que acaba tornando-as monótonas, pois seu mundo funciona muito mais devagar. Entretanto, quando exploramos as maravilhas de seu reino nos deparamos com sua diversidade e eficácia para se manterem vivas em condições adversas. São encantadoras, atraentes, quase hipnotizantes. Como um feitiço, elas têm o poder de causar tamanha admiração naqueles que as estudam que é impossível não dar atenção ao seus extraordinários mecanismos de sobrevivência.


Royal Botanic Gardens de Kew
E para explorar esse mundo tão diferente nada melhor do que adentrar as portas do Royal Botanic Gardens de Kew, onde cerca de 90% de todas as espécies de plantas conhecidas são representadas de uma forma ou de outra. Na série Reino das Plantas, câmeras 3D vão revelar os segredos em torno desse universo fantástico, mostrando tudo aquilo que nós frequentemente desconhecemos. Apresentada pelo ilustre David Attenborough, a série é composta por 3 episódios incríveis, que farão você se espantar com as técnicas desenvolvidas pelas plantas para se manter em seus habitats.
Veremos espécies de extrema complexidade, desde cactos do deserto a flores que comem ratos inteiros. Acompanharemos os sistemas utilizados pelas plantas e sua cooperação com outros animais. Conheceremos os mistérios que ainda as rodeiam e saberemos como seu funcionamento é imprescindível para o resto do mundo. Iremos acelerar o tempo e ampliar as imagens para ver com mais precisão, desvendando um universo pouco conhecido por muitos, o magnífico e deslumbrante reino das plantas.