Blog

Blog

19 de dez de 2012

Radarnet - Fique por dentro


 

 NÃO À NOVA ORDEM MUNDIAL - Você sabe o que está acontecendo nesse momento?



 Os Protocolos de Sião e a Nova Ordem Mundial


 A Terra como a terá visto Iuri Gagarin há 50 anos




Há 50 anos, o russo Iuri Gagarin tornou-se o primeiro homem a viajar no espaço. A bordo da nave Vostok 1, circundou a Terra em 108 minutos, numa órbita completa. Um filme lançado hoje no Youtube mostra, a partir de imagens captadas por astronautas da Estação Espacial Internacional, o que Gagarin terá visto há meio século. A narração é o som original do astronauta russo durante a viagem.

Japonês de 115 anos é a pessoa mais velha do mundo

O livro Guinness dos recordes reconheceu, esta terça-feira, o japonês Jiroemon Kimura , de 115 anos, como a pessoa mais velha do mundo, depois da morte da norte-americana Dina Manfredini, também de 115 anos.

Dina Manfredini tinha 'herdado' o título de pessoa mais velha do mundo há cerca de duas semanas, após a morte da também norte-americana Besse Cooper, de 116 anos, a 04 de dezembro.

Kimura

O idoso japonês partilha a dieta alimentar com a sua famílias, teve sete filhos - cinco dos quais ainda são vivos - 14 netos, 25 bisnetos e 13 trinetos, dois dos quais nasceram em 2011.

No Japão vivem mais de 30 milhões de pessoas - 24,1 % da população total - com idade superior a 65 anos e cerca de 50.000 com idade superior a 100 anos.


Técnicas de controle mental - Eles Querem Controlá-lo!



Ana Maria Braga fala sobre o chip mondex

mais você- queverdadeeessa
De uma forma bem discontraída a apresentadora Ana Maria Braga fala sobre o CHIP MONDEX (tecnologia RFID).
Você poderá estar sendo monitorado em qualquer lugar, em qualquer instante, em qualquer momento e nem se quer saber o que está acontecendo.
Comprar, vender, ser monitorado… Com várias propostas e somente benefícios, é dessa forma que eles nos apresentam a futura “MARCA DA BESTA”?


AGORA UM POUCO SOBRE A TECNOLOGIA RFID: Implantes de chips RFID usados em animais agora estão sendo usados em humanos também. Uma experiência feita com implantes de RFID foi conduzida pelo professor britânico de cibernética Kevin Warwick, que implantou um chip no seu braço em 1998. A empresa Applied Digital Solutions propôs seus chips "formato único para debaixo da pele" como uma solução para identificar fraude, segurança em acesso a determinados locais, computadores, banco de dados de medicamento, iniciativas anti-sequestro, entre outros. Combinado com sensores para monitorizar as funções do corpo, o dispositivo Digital Angel poderia monitorizar pacientes. O Baja Beach Club, uma casa noturna em Barcelona e em Roterdã usa chips implantados em alguns dos seus frequentadores para identificar os VIPs.

Em 2004 um escritório de uma firma mexicana implantou 18 chips em alguns de seus funcionários para controlar o acesso a sala de banco de dados.
Recentemente, a Applied Digital Solutions anunciou o VeriPay, chip com o mesmo propósito do Speedpass, com a diferença de que ele é implantado sob a pele. Nesse caso, quando alguém for a uma caixa electrónica, bastará fornecer sua senha bancária e um scanner varrerá seu corpo para captar os sinais de RD que transmitem os dados de seu cartão de crédito.
Especialistas em segurança estão alertando contra o uso de RFID para autenticação de pessoas devido ao risco de roubo de identidade. Seria possível, por exemplo, alguém roubar a identidade de uma pessoa em tempo real. Devido a alto custo, seria praticamente impossível se proteger contra esses ataques, pois seriam necessários protocolos muito complexos para saber a distância do chip.

ATENÇÃO: Apocalipse 13:16,17A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome.”

 Microchip implantado infectado por vírus



Cientista, que instalou um chip sob a própria pele, explica que contaminou o chip de propósito para testar o risco de contágio em outros equipamentos.
Um cientista britânico se apresentou ao mundo como o primeiro ser humano "infectado" por um vírus de computador.
É um vírus, mas não desses que causam doenças como a gripe. O mal que o cientista contraiu não afetou o organismo dele. O contágio é típico da era da internet, uma doença virtual.
Mark Gasson, doutor em cibernética, abre portas eletrônicas sem usar cartões magnéticos. O celular dele não funciona na mão de outra pessoa. Uma simulação mostra por quê. As ordens saem de um chip, instalado embaixo da pele. Foi esse chip que acabou sendo infectado por um vírus eletrônico.
O doutor Gasson mostra que o vírus, criado num computador, foi transferido para o chip, por meio de sinais eletrônicos.
O cientista explica que contaminou o chip de propósito, para testar o risco de contágio em outros equipamentos e alerta: o vírus pode sim ser transmitido para o celular de outra pessoa ou para o cartão magnético de alguém que passe pela mesma porta ou catraca.
Já existem vários chips inseridos nos corpos das pessoas para controlar marcapassos de última geração, para armazenar fichas médicas de pacientes, para rastrear presos em liberdade condicional.
Equipamentos menos vulneráveis, porque são protegidos por códigos especiais. Mas o doutor Gasson acredita que, logo, logo, as nossas vidas também poderão depender do combate ao vírus cibernético.
Também chamado de "chip" ou "biochip", é anunciado pela mídia como mais um avanço tecnológico que brevemente substituirá todos os documentos e formas de identificação pessoal e constituirá a única forma de identificação individual a nível global. Todavia, biblicamente ele é tratado como a "marca da besta" e será imposta a todos os seres humanos, onde quem receber a “marca”, estará firmando um compromisso espiritual com ele. A Marca da Besta é um dos mais certos sinais que a Era do Anticristo e do seu Falso Profeta religioso está se aproximando.
Obs.: Na verdade esse microchip não é outra coisa, senão a arma que o nova ordem mundial tem para reduzir a população da terra. No momento "certo" dos carrascos da nova ordem o botãozinho será acionado e vai pelos ares milhões e milhões de pessoa. 
Para mim  não vai ser obrigatório. Não aceito aquilo que não quero! Quem quiser fazer o teste que venha amim! 
Durma-se com um barulho desses!