Blog

Blog

11 de fev de 2013

Desvendando mistério: O OVNI de Agudos - Imperdível


1 Desvendando mistérios #7# : O OVNI de Agudos

Nova repercussão na rede: um misterioso e incrível vídeo mostra o momento em que um suposto OVNI surge entre as nuvens do bairro de Agudos, que fica na cidade de Bauru, São Paulo. No vídeo, os cinegrafistas amadores filmam o exato momento em que o Disco Voador surge, gira, emite luzes numa explosão e começa a cair. Será uma prova concreta sobre OVNI’s ou apenas mais uma fraude da internet? Entra em ação o Caçador de Mistérios!
n%25C3%25A3o%2Bsei Desvendando mistérios #7# : O OVNI de Agudos
No dia 24 de fevereiro de 2011, o Auxiliar Administrativo e usuário do Youtube Henrique Barduco(24 anos), residente em Lençóis Paulista, região de Bauru, publicou o vídeo abaixo. Nele podemos ver um estranho objeto sobrevoando os céus em algum ponto da Rodovia Marechal Rondon (SP-300) perto de Agudos, na região de Bauru – estado de São Paulo. Vamos assistir ao vídeo que virou “hit” na internet em pouquíssimos dias:





O cinegrafista do vídeo, soltando palavrões aos montes, não consegue esconder seu espanto ao filmar o estranho objeto atrás das nuvens.
Em certo momento da filmagem de apenas 1 minuto e 38 segundos, o UFO solta um clarão e começa a cair em direção ao chão.
No dia seguinte, vários blogs e sites se encarregaram de espalhar a história e assim o vídeo foi um dos mais vistos naquele dia.
Em entrevista à TV TEM Henrique explica que recebeu a gravação das imagens de um amigo, cujo nome ele mantém sob sigilo. ”E esse meu amigo recebeu as imagens de uma outra pessoa por e-mail, que não sabemos quem é”, conta.
Ele afirma que a decisão de postar o vídeo no You Tube foi meramente com a intenção de que as pessoas opinassem se o filme era verdadeiro ou não.
“Mas sinceramente, acho que não é. A maioria está opinando que é montagem, que é falso”, conclui. O Auxiliar Administrativo não sabe dizer quando a imagem teria sido gravada.
Mas, será que o vídeo é real? Será que esta é uma prova concreta de que estamos sendo visitados por seres de outros planetas?
Infelizmente, para os que querem acreditar, tudo no vídeo é real,MENOS o Disco Voador!
O vídeo é FALSO! Trata-se de uma excelente montagem.
O mistério que mexia com a cabeça do povo da região e dos internautas foi resolvido . O vídeo não passou de uma campanha publicitária de uma empresa de embalagens que, por conta da característica intrínseca de velocidade da Internet, “vazou” de forma extremamente fugaz.
A empresa responsável pela campanha fica em Lençóis Paulista e se chama Atitude Media Box. O mote é a comercialização de embalagens de pizza – a cliente da campanha que causou todo o alvoroço – e, simultaneamente, o ramo publicitário, uma vez que tais caixas trazem campanhas de marketing de diferentes produtos. Foi exatamente para divulgar a marca que surgiu o vídeo polêmico e misterioso.
Os protagonistas do vídeo, que antes eram somente duas vozes masculinas, ganharam rostos. O “cinegrafista” é o designer 3D e editor de vídeo André Angélico. Já o “motorista”, que no vídeo é chamado de “medroso” pela pressa em ir embora, é o criador delayout Jônata Evangelista.
“Nossa intenção era fazer uma campanha viral. Não podemos revelar muito sobre qual seria a linha que seguiria, porém, seria algo falando da expansão da marca e de como ela chegou para ficar”, aponta André Angélico.
Fazendo uma rápida memória, as campanhas ou Marketings Virais são estratégias de divulgação que tentam explorar as redes sociais para a proliferação da marca. Assim como o vídeo do suposto OVNI, dificilmente o produto ou serviço fica em evidência. O mesmo ocorre com a própria finalidade de propaganda, o que geralmente é camuflada. Em linhas básicas, geralmente é um vídeo ou texto passado por meio da rede de computadores de uma pessoa a outra de forma incessante, como uma verdadeira epidemia, o que caracteriza a denominação ”viral”.
Entretanto, segundo os autores, o vídeo ainda nem estava pronto, o que justifica a ausência total de qualquer item que aponte à marca das embalagens de pizza. ”Havia umas cinco ou seis pessoas que sabiam da nossa campanha e do que estávamos fazendo. Como lançaríamos isso regionalmente, não queríamos que as pessoas nos reconhecessem, justamente para não diminuir o efeito de realidade que queríamos passar”, afirma André.



16 Agudos%2BSP%2BCentral Desvendando mistérios #7# : O OVNI de Agudos

Trunfo na casualidade

Pelo mesmo motivo de evitar qualquer reconhecimento, apesar de a empresa ser lençoense, o local escolhido para as filmagens foi Agudos. ”Queríamos disfarçar ao máximo que fomos nós que fizemos o vídeo. Por isso, não fizemos em Lençóis. Queríamos evitar que alguém reconhecesse a voz ou outro detalhe”, aponta André.
O tom casual também foi proposital para dar esse efeito de veracidade, o que funcionou bem, visto que muitas pessoas ficaram impressionadas com o vídeo. ”Utilizamos uma câmera de qualidade e resolução mediana. A imagem de gravação era melhor do que essa que vocês viram. Mas nós pioramos a qualidade justamente para dar esse ar de informal, de casual”, completa.
Verdadeiro o vídeo não é. Contudo, certamente o objetivo da campanha foi atingido. ”Não imaginávamos essa repercussão toda. Era para ser algo local ou regional e acabou virando uma história nacional”, conclui o design, editor de vídeo e agora “ator” André Angélico.

Repercussão nacional
Não foi somente na imprensa local que o vídeo misterioso repercutiu. Além de jornais e emissoras de televisão e rádio do Interior, o fato ganhou destaque em veículos de comunicação de abrangência nacional. Veja abaixo algumas reportagens sobre o viral:






Somente no site da 94FM, foram mais de 80 comentários (e continuam participando), não contando todas as participações pelas redes sociais.
Os portais virtuais UOL e G1 trouxeram o vídeo e ainda relacionaram com a história do tremor. Já anteontem, a gravação foi destaque no programa global Fantástico, no quadro Detetive Virtual. Na ocasião, foi confirmado o que muitos sites e estudiosos já haviam divulgado: a presença de edição gráfica nas filmagens.
Análises Realizadas
- Ninguém mais vê o objeto no céu, apenas o rapaz da câmera. Isso é estranho, pois ao que tudo indica, eles já estavam vendo tudo de dentro do carro. Provavelmente com a câmera desligada.
Aliás, essa é uma excelente câmera, a julgar pela qualidade do filme e pelo enorme zoom que ela proporciona.
- Uma rápida análise no vídeo mostra que, por uma pequena falha na edição, aos 0:39 em um segundo do filme o OVNI desaparece. Veja:





Um Segundo antes do caminhão passar na frente das nuvens o objeto some da tela.
Essa única falha estragou todo o excelente trabalho de edição que pode ser feito com softwares de edição de vídeo como o After Effects.
De acordo com a matéria publicada no dia 26 de fevereiro no Jornal da Cidade de Bauru, o professor e pesquisador de imagens Willians Balan, da Universidade Estadual Paulista – UNESP – afirma que ao 1 minuto e 12 segundos do filminho, as luzes começam a aparecer na frente da nuvem e devido à sua densidade, as luzes não se comportariam dessa forma.
Ainda, segundo Balan, ao se ampliar a imagem, ela fica toda quadriculada (pixealização). ”O mesmo não ocorre na área próxima ao suposto objeto, a pessoa pode ter feito a edição para melhorá-la”,completou ele.
Seja como for, o vídeo ficou muito bem feito.
Voltando alguns dias, em 8 de fevereiro, moradores de 7 cidades da região Centro-Oeste de São Paulo, incluindo a zona rural, ouviram uma grande explosão – seguida de um tremor de terra. Segundo a redação da TV TEM, os departamentos de sismologia da Universidade de Brasília e da USP, de São Paulo, descartaram que tenha havido tremores de terra, no estado de São Paulo, na terça.
Poderia ser um enorme trovão? Muito provável, já que o dia estava muito nublado.
O Tremor de Terra
Segundo André Angélico, a campanha publicitária já estava sendo desenvolvida há algum tempo, porém, o tremor misterioso que afetou a região no começo do mês serviu de inspiração e mais motivação para a história.
“Queríamos trabalhar com essa ideia de que a marca era algo que estava em expansão e com relação a esse lance espacial, extraterrestre. Mas, tínhamos medo que fosse algo bobo. Quando saiu a história do tremor e toda a repercussão, vimos que a população ainda se importava com isso. Vimos que era algo a ser bem explorado”, remete.
Tal fenômeno ocorreu no último dia 8, quando um tremor precedido de um forte estrondo foi sentido em várias cidades, como Bauru, Lençóis Paulista, Pederneiras, Boracéia e, principalmente, Agudos e Borebi. Várias hipóteses foram levantadas: terremoto, avião rompendo a barreira do som ou fenômeno atmosférico. Todas foram descartadas.
Com a divulgação do vídeo, a provável visita extraterrestre como motivo do fenômeno foi cotada entre os mais crédulos, todavia, agora, com a descoberta da história real, ela também passa a ser descartada. A causa mais provável para o estrondo foi apontada pelo astronauta bauruense Marcos Pontes. De acordo com ele, o fenômeno poderia ter sido ocasionado por um meteorito que explodiu ao entrar em contato com a atmosfera – o que explicaria a ausência de uma cratera no solo. A hipótese ganhou força por vários relatos da população de que haviam avistado um clarão no céu.





detetive Desvendando mistérios #7# : O OVNI de Agudos
Até chefe foi enganado
Não foi somente a população que foi iludida com o vídeo do suposto OVNI. O próprio chefe da empresa que desenvolveu a campanha viral também “caiu na onda”.
“Era algo meio sigiloso. Mandamos para algumas pessoas justamente para ver se elas nos reconheciam ou não. É engraçado que o nosso próprio chefe acabou sendo enganado. Sorte que aqui fazemos muitas brincadeiras e não houve maiores problemas com ele”, conta André Angélico.
Segundo ele, foi exatamente nesse momento de enviar para algumas pessoas que o vídeo acabou “vazando” pela Internet. ”Não achávamos que as pessoas repassariam com tanta facilidade e agilidade como foi. Somente queríamos testar para ver como seria a reação e se não seríamos descobertos. Ainda iríamos finalizar (o vídeo)”.
Em relação ao frame passado aos 39 segundos, quando o OVNI desaparece e que foi decisivo para apontar que houve edição na filmagem, o design e editor afirma que foi um “presentinho”. ”Nossa intenção era justamente lançar uma caça ao tesouro. Era fazer com que as pessoas ficassem se perguntando se aquilo era real ou não e investigar. Assim, passariam para as outras. Tem mais alguns presentinhos lá que ainda ninguém descobriu”, conta André, em tom tão misterioso quanto o vídeo polêmico.
Questionado sobre o fato ter sido visto por alguns como contravenção penal, artigo previsto em lei por incitar algum tipo de pânico coletivo, o autor não pensa nessa possibilidade. ”Nossa ideia era apenas divulgar a marca e divertir os internautas. Nunca achávamos que teria essa repercussão”.
Portanto, vídeo FALSO! Trata-se de um Marketing Viral. E você leitor? Já encontrou os outros ”presentinhos” escondidos no vídeo? Assista novamente, investigue e poste nos comentários suas descobertas!
Continuarei a pesquisar e trazer a informação até vocês, estimadosSeguidores e Leitores, porque eu sou Luiz Ramos, o CAÇADOR DE MISTÉRIOS! Grato a todos vocês! Comentários serão bem-vindos e até a  próxima postagem! Lembrem-se: o próximo assunto pode ser a sua dúvida!