Blog

Blog

21 de abr de 2013

A co - criação e a matrix divina Gregg Braden

Gregg Braden, cientista  e autor de diversos livros que abordam temas conjuntos da ciência e da espiritualidade, é agora considerado uma entidade importante a seguir nos temas da filosofia espiritual quer dos antigos quer das tradições indígenas de todo o planeta.




O seu profundo conhecimento das crenças antigas, incluindo as dos Egípcios, dos Essênios, dos Nativos Americanos e dos Tibetanos, combinado com o seu enquadramento na ciência, faz com que Gregg Braden seja uma ponte única entre os dois mundos, o da ciência e o espiritual.
As suas viagens por locais remotos, mosteiros e templos de tempos passados, dão-lhe a oportunidade única de nos mostrar hoje os segredos antigos desses locais e dessas gentes.

Nesta breve entrevista, Gregg Braden explica-nos que o nosso coração gera ondas electromagnéticas que influenciam o mundo à nossa volta. Com base nos nossos pensamentos e nas  emoções que atribuímos a esses pensamentos  criamos um SENTIMENTO. O sentimento, segundo a definição tradicional sânscrita, é a união do pensamento e da emoção. E o mais interessante é que essas tradições dizem-nos que nós somos apenas capazes de duas emoções primárias: o amor e o que nós sentimos como o oposto do amor... Assim um pensamento pode criar coisas completamente diferentes pois gera consoante a EMOÇÃO um sentimento distinto. Conforme 'respiramos' AMOR ou MEDO juntamente com um pensamento, criamos  um sentimento distinto que se traduz por exemplo em tristeza ou alegria ou compaixão ou ira - isto são SENTIMENTOS e não emoções. Esta é a diferença subtil que faz toda a diferença nas nossas CRIAÇÕES. Esta 'tecnologia' interior, esta visão antiga, este grande segredo foi retirado da tradição cristã quando no século IV foram suprimidos 20 livros de um total de 45. Sabemos isto agora após terem sido encontrados  os Escritos do Mar Morto, os Textos Coptos e Gnósticos.
Agora sabemos que a comunicação através da linguagem do coração tem um grande impacto imediato no nosso corpo e no mundo à nossa volta. Isto convida-nos a SER CONSCIENTES DO QUE GUARDAMOS NO NOSSO CORAÇÃO, porque o que lá guardamos torna-se a verdade do nosso  mundo. Porque vivemos esses sentimentos que criamos... quer seja a escuridão ou a luz, o medo ou a alegria, são todos sentimentos que se manifestam pela nossa própria CRIAÇÃO (a união do nosso PENSAMENTO com a nossa EMOÇÃO).

Gregg Braden - La Cocreación en la Matrix Divina







.
.