Blog

Blog

27 de abr de 2013

Direto da redação - O seu fim de noite!







  Experiencia de Quase Morte - Raymond Moody







-----------------------------------------------------------------

Túneis iluminados, espíritos e a sensação de que o corpo está levitando. As experiências de quem ficou entre a vida e a morte são o material de trabalho do neurologista Kevin Nelson. Para entender melhor o fenômeno, Nelson fez um estudo com 55 pessoas que relataram essas experiências e descobriu que, nelas, os limites entre os estágios da consciência são mais tênues. É o que ele relata em "The Spiritual Doorway in the Brain", livro lançado em dezembro nos EUA. O médico concedeu entrevista à Folha, por telefone.





Folha - Qual a explicação para o fenômeno da quase morte?

Kevin Nelson - Há no cérebro uma espécie de "interruptor" que alterna entre os estágios da consciência. Ao dormir, passamos pelos estágios de vigília, sono não REM e sono REM. Em algumas pessoas, a fronteira entre esses estágios não é tão marcada e, em momentos de crise, o estágio REM invade a vigília e causa os efeitos descritos nas experiências de quase morte.

Quais são esses momentos de crise?


Uma parada cardíaca, por exemplo. O "interruptor" que modula entre a vigília e o REM é uma parte essencial do sistema de reflexos do sistema nervoso. Quando o fluxo sanguíneo diminui no cérebro, acionamos esses reflexos, localizados numa área bastante primitiva do cérebro. É quando ocorrem as experiências de quase morte e nos movemos em direção às fronteiras entre a vigília e o REM. Em algumas pessoas, isso pode ficar misturado.


Essas experiência só ocorrem em situações extremas?


Sabemos que desmaios também podem desencadear a experiência de quase morte, pelos mesmos mecanismos: as pessoas se sentem em perigo e ocorre alteração da pressão sanguínea na cabeça. O fato fascinante é que um terço das pessoas desmaia em algum momento da vida, o que pode fazer dessas experiências algo mais comum do que se pensa.




Há algo diferente no cérebro das pessoas que têm essas sensações?


Em 2005, comecei a estudar pessoas com um histórico de quase morte. Depois de comparar 55 pacientes nessa situação com 55 outras pessoas que nunca passaram por isso, descobrimos que o primeiro grupo era mais suscetível a ter essa intromissão do sono REM na vigília.


Pessoas relatam luzes e a sensação de levitar. Por quê?


Se o fluxo sanguíneo está diminuindo na região da cabeça, diminui também nos olhos, deixando a visão borrada nas bordas e criando a impressão de que há um túnel com luzes. Já quanto às experiências extracorpóreas, sabe-se que ao "desligar" a região temporoparietal do cérebro, ligada à percepção espacial, podemos tirar a pessoa do seu corpo. Essa é a mesma área do cérebro que é "desligada" durante o REM.



E as alucinações?


Quando entramos no estágio REM, o cérebro ativa o mesmo mecanismo que produz os sonhos. Mas as alucinações da quase morte não são sonhos propriamente ditos, parecem mais sonhos lúcidos, porque ocorrem enquanto estamos conscientes.




Você já recebeu críticas por estudar cientificamente o que alguns julgam ser uma experiência espiritual?


Não estou interessado em saber por que o cérebro age de alguma forma ou por que esse "momento espiritual" ocorre, mas em como o cérebro trabalha. Se separamos o "por que" do "como", muito do conflito entre ciência e religião desaparece.





-------------------------------------------------------------------------------------
O relato da mulher cega que viu o que se passava: (Há muitos mais exemplos inexplicáveis, como por exemplo pessoas que "visitaram" a sala ao lado e a descreveram sem nunca lá ter estado, outras que viram o que acontecia na rua, etc.
Este é apenas um exemplo:







 Revelações: Babilônia (Sai Dela Povo Meu)

O Documentário "Revelações - Babilônia (sai dela povo meu)" com diversos especialistas que conta a história deste império com legado do seu povo que surgiu nesta região na antiga suméria (Iraque).


A Babilonia tão citada na bíblia, conhecida como "A Grande Prostituta do Apocalípse", o lugar onde Deus (Enlil) misturou as línguas para que o povo não se entendesse entre si, e assim gerando muita confusão aos antigos lulus (escravos). Incidente este ocorrido logo depois da construção da Torre da Babilônia (Torre de Babel), como muitos afirmam poderia ter sido um Vimana (nave), o que também é mais aceitável de ter sido: já que o intuito era ir aos céus. Sitchin: assim, quando o povo da Babilônia (Bab-Ili, "Portal dos Deuses") resolveu fazer um Shem para si... Ou simplesmente deveria ser uma espécie de "Plataforma de Lançamentos" dos Lulus que estava sendo erguida, com a ajuda do Marduk para o desconforto do enraivecido Enlil que não gostou de nada quando viu  o que acontecia.


"Se os lulus poderiam ergue aquela Torre, nada mais os segurava"




Nesta ediçãodo livro do apocalípse, que nos fala sobre a Babilônia e sua queda:

"Veio um dos sete anjos que tinham as sete taças e falou comigo, dizendo: «Vem cá e te mostrarei a sentença contra a grande prostituta, a que está sentada sobre muitas águas. Com ela fornicaram os reis da terra, e os habitantes da terra se têm embriagado com o vinho de sua fornicação». Levou-me no Espírito ao deserto, e vi a uma mulher sentada sobre uma besta escarlata cheia de nomes de blasfemia, que tinha sete cabeças e dez chifres. A mulher estava vestida de púrpura e escarlata, enfeitada de ouro, pedras preciosas e pérolas, e tinha na mão um cálice de ouro cheio de abominações e da imundicie de sua fornicação. Em sua fronte tinha um nome escrito, mistério: «Babilonia a grande, a mãe das prostitutaes e das abominações da terra . Vi à mulher embriagada com o sangue dos santos e do sangue dos mártires de Jesús. Quando a vi fiquei assombrado com grande assombro" (Apocalipse 17:1-6).




Babilônia, tão épica dos seus famosos "Jardins Suspensos" por seu verdadeiro nome Ka.Dingir.Ra (Portal Dos Deuses de Rá), deus esse que nada menos era o tão conhecido Marduk, filho do EA/Enki, aquele que vierá a terra pela primeira vez, naquela leva de 50 Anunnaki que aportaram por aqui. Erguendo o primeiro lugar que na nossa história ficou conhecido como Estação I Eridu.

A História desta enigmatica cidade na Suméria: O Império da Babilónia, que teve um papel significativo na história da Mesopotâmia, foi provavelmente fundado em 1950a.C. O povo babilônico era muito avançado para a sua época, demonstrando grandes conhecimentos em arquitetura, agricultura, astronomia e direito. Iniciou sua era de império sob o amorita Hamurabi, por volta de 1730 a.C., e manteve-se assim por pouco mais de mil anos. Hamurabi foi o primeiro rei conhecido a codificar leis, utilizando no caso, a escrita cuneiforme, escrevendo suas leis em tábuas de barro cozido, o que preservou muitos destes textos até ao presente. Daí, descobriu-se que a cultura babilônica influenciou em muitos aspectos a cultura moderna, como a divisão do dia em 24 horas, da hora em 60 minutos e daí por diante.

Assista o vídeo:



 Prova de Gigantes: Anunnaki, Refraim e Nephilim

Estes dois vídeos são bem detalhados, quando nos explica sobre os Gigantes: que teriam existido no passado Terrestre. Até na Bíblia há descrições sobre os tais gigantes.

Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de [Elohim] אלהים adentraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama.

Também vimos ali os Nefilins, isto é, os filhos de Anaque (Anunnaki), que são descendentes dos nefilins; éramos aos nossos olhos como gafanhotos; e assim também éramos aos seus olhos.

Há diversas provas de crânios, esqueletos e tantas outras partes "ósseas" que podem ser estudadas e vistas por muitos, tudo esta disponível na internet.
Esta história corresponde aos antigos Nephilim/ Anaquins: Anunnaki (Descendentes de Extraterretres/ The Watcher: Observadores).


"Clique para ativar a legenda, optando pelo portugûes"

Assista o vídeo



Fonte dos vídeos: NephilimSkulls,















Blaise Pascal - Filme Completo