Blog

Blog

9 de abr de 2013

Grávidas perdem bebé depois de tomar vacina da Gripe A




Dois casos de abortos após tomar a vacina em portugal em novembro passado.

Uma grávida de oito meses dirigiu-se no dia 10 ao Hospital de Portalegre para tomar a vacina contra a Gripe A. Quatro dias depois, dirigiu-se à unidade hospitalar por "diminuição dos movimentos fetais, tendo ficada internada por suspeita de morte fetal, embora se encontrasse clinicamente bem", informa a administração do hospital em nota à comunicação social. Já hoje, "após a realização de exames, verificou-se a morte fetal".

Em declarações à SIC, o pai atribui a morte do feto de 34 semanas à vacina. Os médicos contactados pelo canal de televisão, no entanto, desmentem a relação, bem como a administração do hospital: "Não é possível establecer uma relação casual entre a vacinação da grávida e a morte do feto". Apenas no segundo trimestre da gravidez está interditada a vacinação.

A administração lembra ainda que "a ocorrência de natimortos em portugal, sem causa prévia, é de um por dia em Portugal". Contactado pelo i, o ministério da Saúde recusou comentar.

Veja o vídeo da reportagem da TV portuguesa RTP: