Blog

Blog

13 de abr de 2013

Ilha da Queimada Grande - O Serpentário Brasileiro




Localizada no Sul de São Paulo a Ilha da Queimada Grande ainda é um dos poucos cenários naturais muito bem preservados do nosso país, quase que intocado pela presença humana, mas a falta da ação do homem no local tem um grande motivo, cientistas afirma que existam cerca de 5 cobras por metro quadrado na ilha.

Se essas cobras não fossem lah tão venenosa, o lugar até que seria muito visitados por curiosos e apaixonados por serpentes, mas o local serve de abrigo principalmente para a Víbora Pit, responsável por 90% das mortes por mordidas de cobra no país.


Víbora Pit
O Acesso a ilha é restrito a cientistas do Instituto Butantan e analista ambientais do Instituto Chico Mendez. Mas a ilha naum traz só uma colonia de serpentes não, numa faixa de 2 milhas náuticas no entorno da ilha, onde existem corais e espécies vulneráveis da fauna marinha, como tartarugas e peixes como a Caranha da ilha.

O Desembarque na ilha é muito dificil devido as seus grandes paredões rochosos, e sem falar no risco de ser mordido ja no desembarque, por isso a marinha proibi a entrada naum autorizada no local, o que ajuda e muito a preservar esse pedaço de paraíso que é perigoso mas é lindo.

Outra especie muito perigosa e numerosa da ilha é a Jararaca-Ilhoa (Bothrops insularis), que segundo cientistas tem uma das maiores peçonhas do mundo. 


Jararaca de Ilhoa
A Ilha da Queimada grande é o Maior Serpentário natural do mundo e gerando muito interesse por parte de estudiosos do ramo.

Reportagem da Rede Record sobre a Ilha da Queimada Grande