Blog

Blog

7 de jun de 2013

Direto da redação - Edição da tarde!



Alienígenas do Passado - A Missão 


Trago até os amigos leitores mais um episódio de Alienígenas do Passado. Com vocês, Alienígenas do Passado - A Missão:

Se alienígenas realmente estiveram aqui na Terra no passado, qual teria sido a sua missão? Há indícios em muitas culturas que sugerem que os alienígenas vieram para explorar, levar matéria prima, fazer experiências científicas com terrestres ou simplesmente para conquistar o planeta. Existem evidências indicando que voltarão?

Seguem vídeos











Fonte: Canal History



Assumir-se publicamente, em qualquer área, é sempre uma tarefa de coragem. E doses redobradas dessa coragem são necessárias quando a bandeira que á hasteada ousa inovar, onde todos percorrem caminhos conhecidos e popularmente aceitos, que há muito não passam por qualquer tipo de questionamento ou alteração. Não fossem aqueles que ousam questionar os dogmas aceitos, ainda estaríamos vivendo sob a crença de que a Terra é o centro do Universo. Graças à ousadia de Copérnico, que enfrentou a igreja,  isso mudou. Não fossem aqueles que ousam, ainda estaríamos aplicando o Malleus Malleficarum e queimando as “bruxas” na fogueira. E olhem, que segundo o conteúdo do Martelo das Bruxas, hoje teria fogueira sem fim, afinal havia o preceito de que a mulher era torta, porque Eva surgiu de uma costela torta de Adão. Logo, todas as mulheres não podiam ser retas em sua conduta. Além disso, o pecado original que começou com o ato sexual, obviamente, era culpa da mulher! Logo, segundo o livro, "mas a razão natural está em que a mulher é mais carnal do que o homem, o que se evidencia pelas suas muitas abominações carnais". E olhem que foram 4 séculos disso! Não mataram poucas mulheres sob o argumento de que elas são a porta para o demônio!



Quero chegar no ponto de que a verdadeira busca interior pelo encontro com o divino está na busca do DESCONHECIDO e não na busca do conhecido. E para buscarmos o desconhecido é preciso coragem, porque a mente racional limita-se ao que é conhecido e não avança, nem tem condições de avançar em relação ao desconhecido, porque a mente racional só consegue pensar naquilo que conhece. E quantos dogmas do passado eram aceitos apenas porque eram o limite do até então conhecido? E quantos dogmas ainda se fazem presentes hoje, e aceitos, apenas porque se encontram no limite do conhecido, inquestionáveis? A mente racional limita-se a essa zona conhecida, seja ela verdadeira ou falsa, boa ou ruim, absurda ou não, até porque os absurdos são aceitos durante muito tempo, pela falta de consciência e de percepção de sua verdadeira natureza absurda: são considerados razoáveis, bons, são simplesmente aceitos em nossa cegueira.

Como ensina Osho, “A mente não pode buscar o desconhecido, então, a mente é a barreira para o desconhecido. A mente só pode buscar o conhecido de novo, de novo e de novo. A mente é repetitiva. … O conhecido é a mente. O desconhecido é Deus. E Jesus diz: Deus é amor. O amor vem através do desconhecido, com o desconhecido, como parte do desconhecido. Para se mover em direção ao desconhecido é necessário coragem, uma tremenda coragem. Para se apegar ao conhecido não há necessidade de ter qualquer coragem: qualquer covarde pode fazê-lo, os covardes fazem apenas isto. Quando você se torna um cristão, você é um covarde, quando você se torna um maometano, você é um covarde, quando você se torna um hindu, você é um covarde. Quando você se torna um religioso, você é incrivelmente corajoso – você está indo para uma aventura, você está buscando o desconhecido, você está se movendo em direção ao que não tem mapa, ao que não foi medido, ao incomensurável. Existe todo o perigo de que você possa se perder, existe todo o perigo de que você não seja capaz de voltar, existe todo o perigo de que você perca todo o controle, você pode tornar-se louco. 

Este é o preço que tem de se pagar pela religião real. As pessoas têm medo, então elas se apegam a substitutos falsos, baratos, facilmente disponíveis.”
E inovar faz parte de adentrar ao desconhecido, porque você está trazendo mudança dentro de padrões repetitivos, acomodados. O retorno do uso de enteógenos em rituais sagrados faz parte dessa inovação, dessa coragem, não só de inovar, mas de ir em busca do desconhecido, conhecer Deus! A Irmandade Polimata faz parte desses desbravadores, que utilizam enteógenos na busca do desconhecido, na compreensão de si e do mundo, de ir além do que já existe, tanto em rituais Védicos, quanto em rituais Xamânicos.

Autores como John Allegro, um dos acadêmicos escolhidos para traduzir os Pergaminhos do Mar Morto, que são escritos Católicos muito antigos, descobertos em Qumran próximo ao Mar Morto, em 1947, descobriu que toda a simbologia relacionada aos cultos cristãos está relacionada a um COGUMELO: O AMANITA MUSCARIA, o cogumelo vermelho e branco. É o elemento xamânico por trás de todo o culto cristão. Entre xamãs do norte europeu e da Sibéria, a palavra "xamã" é atrelada ao uso desse cogumelo. Jesus e o Amanita Muscaria estão intimimamente relacionados. As roupas dos Papas e cardinais são embasadas no Amanita, com partes brancas e vermelhas, a arquitetura das igrejas refeltem o Amanita. 

Até mesmo Papai Noel tem origem no Amanita, eis que o velhinho de branco refere-se a um elfo  xamã, que secava seus cogumelos amanitas em um pinheiro e depois visitava o povo da comunidade, pelas chaminés, levando de presente os cogumelos sagrados. Por isso Papi Noel usa roupas vermelhas e brancas, para representar o cogumelo Amanita. O consumo da carne e corpo de cristo, quando se comunga, refere=se ao consumo do cogumelo Amanita. Os ovos de páscoa têm origem no cogumelo amanita.  

                         
 


John Lash, outro estudioso dos textos gnósticos de Nag Hamadi, como resultado de suas pesquisas e estudos, em entrevista conferida à Revista Sexto Sentido, afirma que “Essencialmente, a gnose é  xamanismo experimental ilimitado. É um caminho livre de organizações institucionais, ritos, sermões e outros jogos religiosos. O trabalho de R. Gordon Wasson, Albert Hofmann e outros, mostra que os antigos Mistérios envolviam o uso ritual de plantas psicoativas, como o kykeon dos Mistérios Eleusinos. Robert Graves foi uma das primeiras pessoas a demonstrar que o xamanismo europeu era enteogênico, usando plantas de ensinamento sagradas (…) Isso está de acordo com a minha visão da gnose como tendo se desenvolvido a partir de uma forma pré-histórica de xamanismo. As plantas sagradas psicoativas não são drogas. Terence diz: "A mensagem psicodélica é uma mensagem antidrogas". Álcool, tabaco e a medicina prescritiva são drogas que matam e incapacitam milhões de pessoas. Não existe evidência clínica ou médica de que plantas psicoativas, incluindo os cogumelos mágicos, nos causem qualquer tipo de prejuízo, física ou mentalmente. Essas plantas são ilegais porque o uso delas liberta as pessoas dos condicionamentos sociais e faz com que se virem contra o Sistema, a Igreja, o governo etc. As plantas sagradas nos mostram a falsidade do mundo humano.  Eu não sou totalmente contra o uso de drogas para a prática gnóstica. Mas a prática ritual com plantas psicoativas tem sido feita pela espécie humana por milhares de anos. Essa prática não pode ser erradicada sem destruir a própria espécie. Sempre vai continuar, de uma forma ou de outra, mesmo que seja proibida pelas autoridades, que temem perder o controle das pessoas cujas mentes são despertadas pelas plantas.”  John Lash é fundados do site www.metahistory.org/index.php
NO HINDUÍSMO, HAVIA O CONSUMO DO SOMA – AMRITA – O ELIXIR DA IMORTALIDADE
O Soma ou Amrita, o Elixir da Imortalidade, é a Bebida Sagrada que utilizada na antiga Índia, no período pré-védico e védico.  É referida nos Vedas, sendo ingerida por alguns Deuses Hindus.
O Soma védico promovia a imortalidade aos que a bebiam. O soma provia visões místicas e revelações espirituais recebidas através do transe envolvido em seu consumo. Era usado nas iniciações bramânicas.
Entre os humanos, beber o soma possibilitava o renascimento como um Deus, e despertava a clarividência.
Hoje, vivemos o retorno de alguns enteógenos, utilizados há milênios pela humanidade para realizar sua conexão com o divino. Padrinho Sebastião, do culto daimista, ensinou a Alex Polari que o mestre Irineu teve a incumbência de introduzir o culto com a Ayhuasca para “tirar um povo” escolhido para conseguir alcançar o nível de espiritualidade necessário para passar pelas provas desta época de transição, a partir do ano 2000. Há textos espíritas afirmando o mesmo: o retorno de enteógenos para facilitar esta transição. Particularmente, vejo esse retorno não apenas como um facilitador temporário, mas como resultado do retorno a práticas antigas abandonadas que passarão a ser parte constante do novo padrão que se inicia, do novo ciclo que se inicia nesta época e irá permanecer durante centenas de anos. Final de ciclo, representa o final do CÍRCULO, e, como em qualquer círculo, seu final encontra-se com seu ponto de início – o Oroboros. No final, nos reencontramos aonda começamos – e começamos nas práticas xamânicas!

AGENTE DA CIA - NUNCA ASSISTA À TELEVISÃO


Bêbado no Ônibus!


E dessa vez não é piada!
Parece que o bêbado entrou no ônibus bebendo uma lata de cerveja, o motorista falou que não podia beber e ele jogou fora. Na metade do caminho ele abriu outra lata de cerveja e começou a xingar o motorista, até que o motorista parou o ônibus perto do presidio, deu de mão nos “direitos humanos” (porrete) e aplicou-o na cabeça do infeliz.
Acompanhe o furdúncio:

Este post é um patrocínio das CASAS PAU D’ÁGUA – Encomodou? Aplique o porrête sem mágoa.
Este vídeo foi uma dica de, nada mais nada menos que Fabiano MadDog, via Facefuck, que ainda complementa:

“O motorista é o responsável pelo ônibus. Se o cara nao tem cultura, não tem educação e bebe dentro do ônibus, tem mais que ser tirado de dentro. E se não vai por favor, vai pela dor. Parabéns ao motorista pela atuação em prol do demais. Agora, pra quem tá contra o motorista, se continuasse andando, o bêbado continuasse bebendo após um aviso e lá pelas tantas, resolvesse tirar satisfação com o motorista dirigindo, não poderíamos ter uma tragédia semelhante a que houve em SP?”

E concordo com muito gosto! E o motorista  foi brando ainda! Por mim, dava apenas UMA, CERTEIRA no meio dos córnos do fiadaputa e chutava pra fora do ônibus. Pronto… Tava acabado o problema.
Eu não bebo, e também não sou contra quem bebe SOCIALMENTE, mas quem tem a cabeça no lugar, há de convir comigo que há lugares e ocasiões para tal. Coisa que eu realmente DETESTOsão os cus-de-cachaça que perdem a noção, incomodam, acham que todos devem tolerar, fala merda, faz merda e ainda se acha o foda. Ninguém merece.

Filmes Bizarros #06 – Doce Vingança


Olá potrancas, filmes bizarros estavam meio sumido. Mas essa semana voltou UUHHL. Feriados quebram os meus horários, mas tudo bem. Vamos seguindo.
O filme de hoje nem é bizarro ta mais pra esquisito. Mas lembro que, quando eu vi, morri de rir (tudo bem que com uma sobrancelha erguida do tipo “oi, diretor? Ta tudo bem?”) Apesar do enredo ser do tipo triste o modo como o rumo do filme se leva é bem interessante. Ah, não é o tipo de filme que você irá querer ver com os seus pais.
Data de lançamento: 1 de maio de 2010 (Estados Unidos)
Direção: Steven R. Monroe
Trilha sonora: Corey A. Jackson
Roteiro: Stuart Morse
Elenco:  Sarah Butler, Chad Lindberg, Daniel Franzese, Jeff Branson,Andrew Howard, Tracey Walter, Rodney Eastman, Mollie Milligan, Saxon Sharbino, Amber Dawn Landrum.
Gêneros: Terror, Thriller, Romance policial
E hoje galerinha eu não esqueci do Link (palmas):

Aqui está o link para o vídeo no youtube:
Quero deixar claro que o filme não é longo para fazer um post explicando sobre ele; Tem muito sangue e mortes, cenas de sexo e é muito bom para se divertir com os amigos e não para acrescentar em algo na sua vida. Ou seja, esse post será pequeno. Como é final de semana de feriado é bom para dar uma relaxada em tantos filmes EXTREMAMENTE bizarros que existe por ai.
Jennifer Hills é uma escritora que resolve se mudar para um lugar tranquilo (no meio do mata, sem nenhum vizinho, numa cidade que nunca foi ninguém conhecido dela… Claro, super tranquilo) para se dedicar ao seu novo livro que está sendo construído. Por ser muito bonita (e também por não existir tantas mulheres nesse lugar) sua presença é percebida pelos rapazes do posto de gasolina local. Logo antes dos 10 minutos de filme já começa tudo dar errado naquele lugar e Jennifer percebe que não foi uma ideia muito boa lá (mas essas meninas americanas tem um espirito de super herói que só Jesus). A casa parece não funcionar, ela ouve barulhos e, se me permitem deixar uma opinião, ela é bem lerda pra continuar ali e por continuar num lugar longe de tudo. O mais engraçado é que eu não consigo entender o motivo de uma mulher morando sozinha no meio do nada quando escuta um barulho fora de casa vai pra varanda e grita “Oi?”. Mas tudo bem, vamos continuar. Você percebe que a merda começa a ser feita quando a personagem deixa o celular cair no vaso.
Depois disso o filme passa a ser considerado porno, na minha opinião, pois fica mais da metade dele só da personagem sendo estuprada. Não considerarei isso como um spoiler, pois é o tipo de filme que você já sabe o inicio meio e o fim.
Jennifer sofre diversos tipos de violências. Verbais, físicas e psicológicas. Tudo isso durante mais de 45 minutos quando, finalmente, o diretor pensa em acrescentar alguma coisa. Vejam, não estou dizendo que é um filme ruim, mas que sim é o tipo de filme pra você ver com os amigos e rir.
A mulher consegue fugir e então corre para o lugar mais obvio para conseguir ajuda… Onde? A policia local. Mas ela logo, infelizmente, descobre que o policial nada mais é do que chefe da gangue (?). Após mais algumas cenas de estupro ela novamente consegue escapar e dessa vez é pra valer. O filme muda o rumo completamente (porém, não de forma inesperada). Ao invés de correr para outra cidade em busca de ajuda e então sim voltar com uma policia mais confiável a mulher simplesmente quer vingança feita pelas próprias mãos. Apesar de achar o filme meio que irreal, eu gosto dessa ideia de vingança. Parece que alimenta em você uma torcida por ela e te faz desejar a morte de todos os participantes do crime tanto quanto Jennifer.
Confesso que daí pra frente o filme começa a tomar um rumo do estilo de jogos mortais (o que eu adoro). Para vocês se localizarem irei dividir o filme em três etapas:  filme clichê hollywoodiano. Mocinha, sozinha, homens a fim, escritor indo morar no campo pra melhor inspiração…  Filme porno com sexo violento. Estilo Sadomasoquismo .  Jogos mortais style.
Não vejo nenhuma intenção do filme além de chocar o expectador. Nada mais a acrescentar do que pura violência. O filme é um remake de “A vingança de Jennifer” no qual o diretor afirma que pensou no filme após ter ajudado uma menina que sofreu tais abusos. Não sei se foi uma homenagem ou apenas um “roubo” na história da menina.
Acredito que o filme seja apenas para diversão. Dou nota : 5 se você quiser ver sozinho e nota: 10 se você ver com os amigos pra zoar.  OBS: Não estou falando em zoar a menina ser estuprada.
Obsoutro: Apesar de não ter visto “A vingança de Jennifer” o filme aparenta ser melhor. Parece ter mais história e não ser focado apenas no estupro e na vingança. Se você quiser ver o filme original aqui esta o link (também no youtube) :




FILMES INTERESSANTES AGORA EM 2013


TRAILER DO FILME É O FIM - COMÉDIA SOBRE O FIM DO MUNDO - BEM LEGAL








 Demônio de Jersey

 
O Demônio de Jersey é um criptídio que supostamente habita a floresta de Pine Barrens, ao sul de  Nova Jersey, EUA. A princípio foi descrito como uma criatura bípede, dotada de asas, mas, quem conta um conto aumenta um ponto, e nos finalmente, já era uma fera gigantesca, com dez cabeças e mil chifres que soltava bolas de fogo pelos olhos e raios pelo traseiro.

Existem muitas versões para a história toda, mas uma das mais famosas diz que uma bruxa, ao dar à luz ao seu 13º filho, amaldiçoa-o com uma invocação demoníaca, gerando então, um ser monstruoso, que mata a própria família e foge para a floresta.

Atribui-se ao Demônio de Jersey ataques ao gado e desaparecimentos de pessoas, sendo que testemunhas e demais sobreviventes juram de pé junto que os olhos do monstrengo são vermelhos e brilhantes, capazes de paralisar a presa, e que o mesmo emite um grito semelhante ao de uma mulher. Só podia ser......

Os avistamentos começaram em 1778, quando o Comodoro Stephen Decatur, durante uma visita a fábrica de ferro, viu o dito demônio passar voando sobre o local. O cara até desferiu um tiro no bicho, mas este continuou voando e desapareceu das vistas do Comodoro.

Botaram até o irmão do Napoleão Bonaparte na jogada, que viu o bicho enquanto caçava, em meados de 1820. Em 1840 foi o ápice do coisa, tava na moda mesmo, e ocorreram inúmeros ataques contra animais, com rastros de pegadas, e outros sinais de que um predador havia estado alí.



Em 1873 e 1887 o Diabo só faltou cobrar ingresso do show, tantas foram as aparições e avistamentos, com o ser voando ou se esgueirando pela floresta. Em 1909 o criptídio foi avistado por um grande número de pessoas, sendo que a história saiu até nos jornais.
Sou feio mas tô na mídia!!!
Houve uma situação em que o monstro atacou um bonde (se fosse no Brasil era o Bonde do Tigrão! tum tundum tsssss), e a polícia teve que reforçar a guarda para proteger as pessoas de novos ataques da criatura. A histeria chegou ao ponto de escolas e comércios serem fechados. O Zoológico da Filadélfia ofereceu até uma recompensa a quem capturasse o demônio vivo. Ah nóis lá hein, Manolo! As mina pira nos caçador de Djanho!

De lá pra cá, ainda houveram muitos avistamentos, geralmente com a criatura em vôo, sendo o último caso oficial datado de 2008, quando um homem viu o bicho pousado em um celeiro. Ainda não se tem provas de que o Demônio de Jersey seja um ser pré-histórico remanescente ou se foi apenas produto da imaginação popular.



Algumas obras que envolvem o Demônio de Jersey:

Filmes


The Last Broadcast (1998) - documentário fake que custou 900 pila. Mais um pouquinho dava pra comprar um netbook....

13º Child (2002) - filme de terror que conta a suposta história do Demônio de Jersey. Foi filmado em Pine Barrens.

 Pazuzu

Hoje nesse post estarei escrevendo um bem organizado rezumo sobre o Demonio Pazuzu.

Pazuzu era o rei dos demônios do vento, filho do deus Hanbi. Ele também representava o vento sudoeste, que trazia as tempestades e a estiagem.

Senhor das Febres e Pragas
Sua origem remota a 1000 anos a.C na Assíria, Mesopotamia

Sua Representação

Corpo Humano

Cabeça de Leão ou Cachorro

Garras no lugar dos Pés

Dois Pares de Asas

Cauda de Escorpião

Corpo Também Revestido em Escamas

Vem com a Mão Direita Erguida e a Esquerda Abaixada, Sinal de Vida, Morte, Destruição

O Que diz a Mitologia

Pazuzu era considerado um demonio do mal, pois trazia Fome, e Estiagem nos tepos secos, e trazia Pragas nos tempos de chuva.

Pazuzu era invocado em amuletos para lutar contra a deusa maligna Lamashtul demônioque acreditava-se ser o responsável por prejudicar a mãe durante o parto.

Era também invocado como proteção contra doenças trazidas pelos ventos, especialmente pelo vento oeste.



No Cinema e na Cultura Popular

O Demonio Pazuzu ficou muito famoso principalmente no cinema ao ser descrito como o Demonio da Serie de Filmes O Exorcista




O Filme O Exorcista II-O Herege é o que mais mostra os tormentos e pragas de Pazuzu

               

Pazuzu Também virou vilão no game Devil May Cry


E  Pra Terminar apareceu também no clipe Rockit-Gorillaz


 O Carro Amaldiçoado de James Dean


Para entendermos sobre a maldição vamos saber um pouco mais sobre a vida de Dean.
James Byron Dean, nome em homenagem a um poeta inglês, desde criança viveu uma vida cheia de perdas seguida de talento e loucura. Aos 9 anos ele perdeu a mãe para o câncer e foi morar com seus tios, tempo depois Dean aos 14 anos começou a fazer teatro e foi para Nova York, onde deu inicio a sua batalha pela carreira de ator. Largou a faculdade, foi morar com seu pai e sua madrasta e ganhou um Chevrolet de segunda mão, e assim prosseguiu buscando papeis com sucesso e sem sucesso.
Durante a fama de Jimmy, como ficou conhecido posteriormente, era visto como uma pessoa de de temperamento difícil e tudo piorou quando houve um rompimento do namoro, ao saber que sua ex-namorada estava se casando ele apareceu na porta da igreja e chamou atenção de todos com a arrancada do motor de uma moto. Depois disso só se houve noticias de James uma ano após o incidente nas filmagens de "Assim Caminha a Humanidade". Durante as gravações do filme ele se comportava como louco e fora delas a loucura continuava com bebidas e sua obsessão por carros velozes, loucura que lhe custou a vida, onde nasce uma maldição.
A breve carreira turbulenta de James foi interrompida por um acidente em 1955, ao volante do carro amaldiçoado que ainda faz vitimas após sua morte.
Em 19 de Setembro de 1955, após as gravações do filme "Giant", Dean foi comprar o carro dos sonhos um Porsche Spider prateado, carroceria de alumínio e atingia 250 Km/h. Em uma tarde, com o sol se pondo e atrapalhando sua visão, ele bateu de frente com um Ford sedam. O mecânico que conduzia o outro carro foi arremessado para fora e escapou com um braço faturado e James morreu na hora com um pescoço quebrado.


Maldição do Pequeno Bastardo...

Nos dias que se seguiram após a compra do carro, James foi mostra-lo a um amigo, ator Alec Guinnes, na porta de um restaurante de Hollywood e Guinnes sentiu uma enorme vontade de dizer ao amigo para que não corresse. O especialista que preparou o Porsche para a corrida, George Borris, enfrentou vários problemas, a porta fechou acidentalmente esmagando seu dedo e mechendo no motor ele se cortou violentamente.
E o horror só começa, após a morte de Dean os restos do carro foi comprado pelo mecânico Barris, ele conseguiu salvar os pneus, a transmissão e boa parte do motor. Dias depois, dois médicos fanáticos por corridas, Willian Eschrich e Carl Mchenry, compraram essas partes e estalaram em seus carros. O Porsche de Mchenry capotou e o matou e Enchrich bateu contra uma árvore e sofreu ferimentos graves. Depois desse acidente um piloto de outro Porsche havia comprado os pneus do carro de Dean, dois dias se passaram e ele morreu na corrida. Logo após o acidente as peças do Porsche de James foram recondicionadas e voltaram a rodar, com ajuda de George, mecânico desde o inicio, que colocou o Porsche em exposição. Em particular uma delas o carro se soltou de onde estava e desceu em direção a um aluno que tinha a aparência bem parecida com a de James, quebrando as pernas do garoto. No mesmo ano em 1959, em um posto onde o carro estava guardado houve um incêndio que destruiu tudo menos o Porsche  Na estrada o carro se partiu em dois pedaços com a virada brusca do caminhão que o transportava, caindo na pista causando um grave acidente matando varias pessoas.
George Barris, desistiu de manter o carro de James colocando os restos em um contender e selando até chegar em seu destino. Ao chegar em Los Angels, o contender foi aberto porém não havia mais nada, desde então não se houve noticias dos retos do Porsche.
Alguns pesquisadores ficaram curiosos com os feitos macabros que envolviam o automóvel de James Dean, então começaram e rever registros antigos e descobriram uma ligação, vincularam o carro que o arquiduque Francisco Ferdinando viajava na hora que foi assassinado, atentado que deu inicio a Primeira Guerra Mundial. Tempo depois os restos do carro foram herdados pelo General Emil Potiroek que morreu após dirigi-lo pela primeira vez. Ao decorrer do anos o automóvel fez 9 proprietários mortos, em 1935, o carro foi parar em um museu de Viena, que foi bombardeado em 1944. O Dr. Karl Unster, da universidade de Viena, conseguiu recondicionar as peças do carro até o ferro velho. A sucata desde ferro velho foi comprada depois da guerra pela companhia automobilística Porsche.
Coincidência? Azar? Carro com alma do demônio?



 Animais Que Anunciam a Morte


São animais capazes de prever a morte? Existem espécies que trazem má sorte? Muitas lendas urbanas envolvendo eventos trágicos, relatam animais como presságios de morte.

Corujas

Se uma coruja está pairando em torno de janelas ou pousou no telhado de uma casa, seus gritos anunciam em breve a morte de uma pessoa.
Coerente com isso, uma antiga lenda mexicana diz que "quando a coruja canta, o índio morre". Então, talvez relacionado a isso, é o fato de que, quando padres espanhóis chegaram na América Latina, difundiram a crença de que as corujas eram criaturas do mal, animais usados por demônios e bruxas e nos conciliábulos utilizados na noite escura. Esta lenda foi profundamente enraizada no imaginário popular, de geração em geração até aos nossos dias, após o que é relativamente comum para as pessoas, quando você vê uma coruja perto de sua casa insulte-a, ou grite para assustá-la.

Borboletas Pretas

Em muitas culturas politeístas (vários deuses) dos tempos antigos, acreditava-se que as borboletas pretas por causa de sua cor e condição dos animais que se alimentam à noite, estavam associadas com bruxas ou deuses do mal e foram usados ​​por eles para feitiços ou vingança.
Devido em grande parte à crença anterior, não muito tempo atrás, havia pessoas que, quando viram uma dessas criaturas chegar a sua casa, interpretavam a visita  como um anúncio de morte iminente entre os membros da família.

Galinhas e galos

Em certos setores da tradição popular espanhola, acredita-se que o galo é sinistro. Assim, os estudos de José Miguel de Barandiarán sobre a cultura basca, ele escreve as seguintes superstições que existem nos seguintes locais:
Em Ziga, "o galo cantando no estranho é mau agouro e para destruir a sua eficácia jogue um punhado de sal para a lareira. Nenhuma indicação é só a morte, mas prenuncio qualquer outra calamidade. "
Em Dohozti " O canto do galo anuncia que algo desagradável está para acontecer no bairro, geralmente disse que um vizinho vai morrer."
Além disso, acredita-se também que alguém vai morrer quando você escuta uma galinha imitando o som de um galo. 

Morcegos

Se um morcego bate à noite, com suas asas nas janelas da sala em que um paciente se encontra, ela irá morrer naquela noite.
Também ira morrer um paciente no mesmo dia, se você ver uma coruja branca.

Cães

Se ouvir um cão uivando durante a noite, ou latindo para o nada, é porque ele tem visto um fantasma.
Além disso, uma crença popular diz que se um gravemente doente dá a sua comida para um cachorro e ele aceita isso, então ira viver, enquanto que, se ele a rejeita, ele vai morrer.

Gatos

Os gatos têm sido associados à morte por séculos. Entre os antigos egípcios o gato era sagrado, a ponto de muitas vezes ser mumificados gatos com camundongos, quando um gato morria entrava-se em luto, raspando as sobrancelhas. 
Mais tarde, na Idade Média milhares de gatos foram queimados, porque eles acreditavam que eram animais de estimação de bruxas, o que certamente poderia ser possível, mas que não fez o gato um "animal do mal".
Agora, além da crença, o gato realmente parece ter algum sentido. Portanto, acredita-se que quando um gato esta olhando fixo para um ponto, onde não há nada, é porque ele está vendo um fantasma ou talvez um demônio (se a sua reação é muito forte). Mas a coisa mais perturbadora é a capacidade de prever a morte, e um exemplo disso é o gato Oscar , que era geralmente tímido, mas quando um paciente vai morrer, Oscar permanece junto ao paciente em enfermo.



Mitos argentino

Na Patagônia todos temem o canto do bacurau (um pequeno pássaro cinza) que abundam no sopé da Cordilheira dos Andes. Porque algumas lendas dizem que seu grito anuncia doença ou morte de qualquer morador.
Por todas as contas, a melodia do pássaro Chingolo Sad (ave comum pequeno, cinza e branco) é a voz de uma pessoa que perdeu uma aposta feita com o diabo, e como castigo permanece vagando para sempre, lamentando a dor do fracasso.

Cavalos

Quando um cavalo coloca seus olhos negros sobre uma pessoa em um cortejo fúnebre, ele está anunciando a iminente morte dessa pessoa.

Falcão

Havia uma superstição entre os antigos babilônios: quando um médico estava indo para uma casa para ver um paciente, se ele viu um falcão no céu do lado esquerdo, isso significava que o paciente que ele estava visitando iria morrer. O mesmo era verdade se passado um vaga-lume brilhando acima do paciente, da direita para a esquerda.

Cobras

Diz a lenda que se uma cobra aparece em um túmulo, é um sinal de que o falecido tenha vendido sua alma ao Diabo.



A COORPORAÇÃO e A ILUSÃO POR DETRÁS DO OBJETO QUE VÊ

.

'The Corporation' (A Corporação) é um documentário canadense de 2003, dirigido e produzido por Mark Achbar e Jennifer Abbott, baseado em roteiro adaptado por Joel Bakan de seu livro (The Corporation: The Pathological Pursuit of Profit and Power, com versão em português: A Corporação: a busca patológica por lucro e poder).

 NÓS,  humanos, estamos à beira de um precipício de olhos vendados! Você também está! Todos estamos. Porquê? Porque somos demasiado ignorantes, ou seja, temos uma grotesca falta de conhecimento. Não me refiro a um conhecimento académico, mas a um conhecimento simples - o verdadeiro conhecimento sobre a realidade de cada objeto, brinquedo, máquina, perfume, alimento, etc. Quantos de nós consegue ver, profundamente, para além do objeto que tem na frente dos olhos? Quantos de nós consegue ver, profundamente, para além da peça de roupa que escolhe na loja? Quantos de nós consegue ver, profundamente, para além do produto embalado que, da prateleira do supermercado, leva para a sua casa? Quantos de nós consegue ver em profundidade, no tempo e no espaço, a origem, a forma, os meios, as causas e as consequências, de consumir um qualquer produto ?

'A Coorporação' é um documentário bastante revelador desse conhecimento que nos falta. Vale a pena adquirirmos mais conhecimento e afastarmos a nossa ignorância. Não se admire se se entristecer com o panorama apresentado sobre a consciência humana, acerca da realidade, neste documentário. Isso apenas é um indicador de que você está a tomar consciência e a despertar para um conhecimento profundo da sua realidade, aquela que o rodeia neste preciso momento.

'A coorporação' - um documentário de 145 minutos.

Sinopse:
Há cento e cinqüenta anos atrás, a corporação era apenas uma instituição insignificante. Mas hoje é mais que uma presença em nossas vidas. Assim como o Comunismo, a Igreja e a Monarquia em outras épocas, a corporação é hoje a instituição dominante.
A partir da polémica decisão do Supremo Tribunal de Justiça americano, a de ter concluído que uma corporação, aos olhos da lei, é uma "pessoa", são analisados os poderes das grandes corporações no mundo atual. A exploração da mão-de-obra barata no Terceiro Mundo e a devastação do meio ambiente são alguns dos fatos explorados, em entrevistas a presidentes de corporações como a Nike, Shell e IBM, além de Noam Chomsky, Milton Friedman e Michael Moore.



Para conquistarmos a nossa liberdade, precisamos conhecer a Verdade! (" a Verdade vos Libertará")
Deixando a ignorância para trás, tornamo-nos mais conscientes, responsáveis e, perante 'algo' que se nos apresenta como um produto a comprar, agora com um conhecimento profundo da verdade, devemos recuar e boicotar tudo aquilo que foi, é ou será danoso para nós humanos, para todo o ser vivo, para a vida e  para o planeta vivo em que vivemos. A Terra é tudo o que temos agora. E, por agora não vale a pena pensar noutros planetas... como nos atrevemos nós, humanos dos séculos XX e XXI, querer viajar para o espaço e pisar outros planetas, se nós nem sequer sabemos tomar conta do nosso próprio planeta!...



Vimānas - Discos Voadores na Antiguidade - Ufos, Óvnis, ETs



 Mohenjo Daro e Harappa do Vale do Indo



Para conquistarmos a nossa liberdade, precisamos conhecer a Verdade! (" a Verdade vos Libertará")
Deixando a ignorância para trás, tornamo-nos mais conscientes, responsáveis e, perante 'algo' que se nos apresenta como um produto a comprar, agora com um conhecimento profundo da verdade, devemos recuar e boicotar tudo aquilo que foi, é ou será danoso para nós humanos, para todo o ser vivo, para a vida e  para o planeta vivo em que vivemos. A Terra é tudo o que temos agora. E, por agora não vale a pena pensar noutros planetas... como nos atrevemos nós, humanos dos séculos XX e XXI, querer viajar para o espaço e pisar outros planetas, se nós nem sequer sabemos tomar conta do nosso próprio planeta!...


 Explosão há mais de 4.000 anos



Híbridos de humanos e animais - A ficção dos filmes na vida real

O Universo não é moradia apenas de Anunnakis e humanos. Existem inúmeras raças alienígenas vivendo em diversos tipos de “mundos” onde os átomos vibram numa freqüência maior ou menor,  conhecidos por  dimensões, que  podem ser  densas  como  a nossa  3D e  mais  sutis,  dimensões  “acima”.

Algumas dessas raças alienígenas nos visitam constantemente e até firmaram acordos com governos da Terra. Desde 1936 ovnis foram recuperados na Alemanha e sua tecnologia utilizada, os alemães estavam anos a frente em termos de tecnologia nessa época. Desde então acordos foram feitos também entre outros governos. O “acordo” tratava da troca de tecnologia que eles forneceriam para nós, e nós deveríamos “ignorar” as abduções e esconder os fatos. As pessoas envolvidas nesse acordo ficaram conhecidas mais tarde como MJ-12, um grupo com os mais altos cientistas e militares estabelecidos pelo presidente Truman em 1947.


Em 1897, um veículo motorizado com três rodas chamado Lanchester foi construído, o primeiro carro que possuía um motor à gasolina e depois outros modelos foram surgindo.

A humanidade viveu às escuras na Idade Média, sem avanços rápidos em tecnologia e em menos de 100 anos o homem deixou de andar no lombo do cavalo para andar no lombo de um foguete e chegar à lua. E desde então, o progresso tecnológico não para, é impossível se manter atualizado quando se fala em tecnologia, o que era ficção científica agora é pura realidade.

Dr. Hermann Oberth, um dos pais fundadores dos foguetes e astronáutica numa conferência declarou:

"Nós não podemos tomar o crédito para no nosso avanço recorde em determinadas áreas científicas sozinho, temos sido ajudados por pessoas de outros mundos."

É um documentário bastante revelador desse conhecimento que nos falta. Vale a pena adquirirmos mais conhecimento e afastarmos a nossa ignorância. Não se admire se se entristecer com o panorama apresentado sobre a consciência humana, acerca da realidade, neste documentário. Isso apenas é um indicador de que você está a tomar consciência e a despertar para um conhecimento profundo da sua realidade, aquela que o rodeia neste preciso momento.

'A coorporação' - um documentário de 145 minutos.

Sinopse:
Há cento e cinqüenta anos atrás, a corporação era apenas uma instituição insignificante. Mas hoje é mais que uma presença em nossas vidas. Assim como o Comunismo, a Igreja e a Monarquia em outras épocas, a corporação é hoje a instituição dominante.
A partir da polémica decisão do Supremo Tribunal de Justiça americano, a de ter concluído que uma corporação, aos olhos da lei, é uma "pessoa", são analisados os poderes das grandes corporações no mundo atual. A exploração da mão-de-obra barata no Terceiro Mundo e a devastação do meio ambiente são alguns dos fatos explorados, em entrevistas a presidentes de corporações como a Nike, Shell e IBM, além de Noam Chomsky, Milton Friedman e Michael Moore.


Os avanços estão em ritmos tão acelerado que o que hora era ficção científica já é realidade consumada. Essa semana a Academia de Ciências Médicas da Grã-Bretanha pediu ao governo que estipule regras mais estritas paras as pesquisas médicas envolvendo animais. O grupo teme que experimentos envolvendo transplante de células acabem criando anomalias, como macacos com a capacidade de pensar e falar como os humanos.

E a seguinte notícia também dessa semana do Daily Mail confirma a realidade consumada:

Cientistas criaram mais de 150 embriões híbridos de humanos e animais em laboratórios britânicos. Os híbridos foram produzidos secretamente nos últimos três anos por pesquisadores investigando possíveis curas para uma série de doenças. Na noite passada, um militante contra os excessos da pesquisa médica disse que estava enojado com o fato de que os cientistas estavam “se interessando pelo grotesco”.


Os embriões “misturados” contendo tanto material genético humano quanto animal, foram criados desde a introdução da Lei de Embriologia e Fertilização Humana, em 2008, a qual legalizou a criação de uma variedade de híbridos, incluindo um óvulo animal fertilizado por um espermatozoide humano; “citoplasma híbrido”, em que um núcleo humano é implantado em uma célula animal, essa mistura é chamada de quimera. 

Os cientistas dizem que as técnicas podem ser usadas para desenvolver células-tronco embrionárias, que podem ser usadas para tratar uma série de doenças incuráveis, o que cientistas nenhum conseguiu justificar eticamente.

Josephine Quintavalle, do grupo pró-vida ‘Comment on Reproductive Ethics’, disse:
“Estou horrorizada que isso está acontecendo e nós não sabíamos nada a respeito.
‘Por que eles mantiveram esse segredo? Se eles estão orgulhosos do que estão fazendo, por que precisamos fazer perguntas parlamentares para que isso venha à luz?’
“O problema com muitos cientistas é que eles querem fazer as coisas porque querem experimentar. Isso não é uma razão boa o suficiente. ”

Atualmente todos os laboratórios que obtinham licença, pararam de criar embriões híbridos (Eu duvido!), devido à falta de financiamento, mas os cientistas acreditam que haverá mais desse trabalho no futuro. 
Híbridos humano-animal também são criados em outros países, muitos dos quais têm pouca ou nenhuma regulamentação.


O filme Splice de 2009, direção de Vicenzo Natali demonstra com riqueza o assunto manipulação e quimeras do artigo acima, semelhança entre nossa história com Enki é mera coincidência! Assista o filme clicando aqui

Trailer:

Alex Jones também comentou a notícia sobre a criação de clones híbridos, os alimentos transgênicos  e diz que essa manipulação de células animais e vegetais é a maior ameaça à humanidade.


Vendo o vídeo do Alex, lembrei de mais dois filmes. Amo filmes! As informações estão sempre pipocando na telinha. 
O filme a Ilha de 2005, direção de Michael Bay, aborda o assunto clonagem de seres humanos, onde seres humanos estariam sendo clonados por encomendas, visando a utilização de seus órgãos caso necessário pelos que pagaram por isso. Assista on line

Trailer:

E o filme Thz 1138, que foi o primeiro filme escrito e dirigido por George Lucas. O filme conta a história de dois residentes de uma sociedade distópica localizada no subterrâneo em um local e época indefinida. A sociedade criada por Lucas apresenta uma visão pessimista de um futuro em que os habitantes são vigiados por andróides, obrigados a consumir drogas e onde toda a forma de emoção foi proibida. Mal recebido pelo estúdio, foi lançado em pequeno circuito e não obteve sucesso de bilheteira. Devido à abordagem densa e à temática, THX 1138 é considerado até hoje como um filme difícil, que só obteve sucesso e passou a ser considerado de culto após a consagração de Lucas com a série Star Wars. Assita on line

Trailler:


Estamos ligados em tudo e linkando informações que estão mais que bagunçadas num misto de informação e desinformação, mas com olhos e mentes bem abertos, conseguimos ver o cenário que se forma para entender o todo e não apenas parte das mensagens.