Blog

Blog

11 de jun de 2013

Radarnet - Fique por dentro!



 Câncer - Suprimindo a prevenção e escondendo a cura


Estamos vivendo em um mundo onde ficamos presos a base da pirâmide, buscando a sobrevivência enquanto nos bastidores, uma pequena elite administra do topo, as ações que acham mais convenientes para atingir seus próprios objetivos. 

O escritor Michael Ellner resumiu isso na seguinte frase:

"Apenas olhe para nós. Tudo está de trás para frente; Tudo está de cabeça para baixo.
Médicos destroem a saúde, advogados destroem a justiça, universidades destroem o conhecimento, governos destroem a liberdade, a mídia destrói informação e as religiões destroem a espiritualidade."

Esses pilares são tudo que a pequena elite necessita conhecer e controlar para manipular facilmente mais de 6 bilhões de pessoas. 

Felizmente, apesar disso, surgem pessoas extraordinárias, elas não aparecem na mídia, nem são presenteadas com um prêmio Nobel, mas desenvolvem coisas formidáveis capazes de mudar as doutrinas perpetuadas erroneamente durante décadas pela elite dominante.

É o caso do médico italiano Tullio Simoncini, um brilhante e corajoso homem que recusou-se a curvar-se perante a pressão que tem sofrido, depois de ter descoberto que o câncer é um fungo causado pela cândida, um organismo que vive em nosso corpo em pequenas quantidades, mesmo em pessoas saudáveis.

Normalmente o sistema imunológico mantém a cândida sob controle, mas quando ela sofre mutação para um poderoso fungo, alguns problemas de saúde podem desenvolver-se inclusive o câncer.

A doença

Tullio Simoncini é especialista em oncologia e desde que ingressou na medicina percebeu que algo estava muito errado com a forma com que o câncer é tratado:


Eu vejo sofrimentos terríveis. Eu estava em uma ala pediátrica de oncologia e todas as crianças morreram. Estava sofrendo quando olhava para as pobres crianças morrendo com quimioterapia, com radiação.
Sua frustração o levou a sair das limitações que a ciência impõe e com a mente aberta pode pesquisar sobre a doença e achar uma alternativa.

Chegou a conclusão de que a sequencia da doença se dá da seguinte forma:  
  • A cândida normalmente é mantida sob controle pelo sistema imunológico, mas quando este enfraquece a cândida pode expandir e criar colônias.
      A cândida eventualmente penetra em algum órgão e o sistema imunológico precisa responder a essa ameaça de forma diferente.
      Esta "forma" é a de construir uma barreira defensiva com suas próprias células e este crescimento chamamos de câncer.
É dito que o alastramento do câncer a outras partes do corpo (metástase) é causado porque células "malígnas" escapam de seu local de origem.  Simoncini, diz que este não é o caso. O alastramento do câncer é desencadeado pela real causa do câncer, o fungo da cândida, escapando da fonte original.

Basta um sistema imunológico fraco para facilitar o desenvolvimento do câncer, e partindo desse princípio, a quimioterapia enfraquece ainda mais esse sistema, e no tratamento espera-se que o veneno químico mate as células cancerígenas antes de ter matado muito mais células saudáveis a ponto de matar o paciente.

Em outras palavras a quimioterapia, quando consegue "salvar" o paciente, na verdade destrói seu sistema imunológico, tornando-o uma bomba relógio para que a cândida forme novas colônias e o câncer retorne.

A cura

Tendo em vista que o câncer se originava de um fungo, Simoncini começou a pesquisar algo que matasse o fungo e removesse o câncer. Ele percebeu que anti-fungicidas  não funcionavam porque o fungo rapidamente sofria mutação para se defender e até passava a se alimentar das drogas. Ao invés disso, Simoncino achou algo muito mais simples - bicarbonato de sódio.


Ele usou o bicarbonato de sódio porque é um poderoso anti-fungicida e a cândida não consegue se adaptar a ele. O paciente é tratado com a forma líquida do bicarbonato oralmente e por meios internos como endoscopia. Isso permite que o bicarbonato seja colocado diretamente no câncer - fungo.

No site http://www.curenaturalicancro.com/ existe uma lista de protocolos de tratamentos contra diversos tipos de câncer que você pode fazer em casa, bem como maiores informações sobre todo esse estudo.

Curar é crime

Em 1983, Simoncini tratou um Italiano, Gennaro Sangermano, que foi diagnosticado com apenas alguns meses de vida, de câncer de pulmão. Alguns meses depois, ele não estava morto; estava saudável e o câncer havia sumido. Mais de 20 anos depois e ele continuava vivo e bem. 



Após ter alcançado mais resultados positivos, Simoncini apresentou seus estudos ao Departamento de Saúde Italiano, na esperança do método ser testado e aprovado cientificamente. Ao invés disso as autoridades ignoraram seu trabalho, foi expulso da Ordem médica Italiana por prescrever curas que não foram aprovadas. Ou seja, se um médico te curar com um método sem aprovação da ordem, poderá ter seu diploma cassado, porque curar é crime.

Além de ter sido ridicularizado rapidamente pela mídia e todo sistema que se beneficia com a doença, foi ainda sentenciado a três anos de cadeia.

Mas isso não o impediu de continuar seus estudos e cada vez mais pessoas tem sido beneficiadas com esse tratamento. No seu site você encontrará maiores informações e poderá pesquisar mais a respeito, e quem sabe, até ajudar alguém que esteja nessa situação onde a medicina convencional deixou de cumprir seu papel e tem seus alicerces fundados na grande máquina lucrativa das doenças.

Abaixo segue o primeiro de três vídeos onde Simoncini fala sobre este estudo e você pode continuar acompanhando no youtube:







Fonte de pesquisa: Livro "Human Race - Get off your knees de David Icke.


 O lado sombra


Neste vídeo Phoenix fala sobre o efeito sombra e como olhar para esses aspectos de nós mesmos que mantemos trancados nas gavetas do nosso subconsciente. É hora de lançar uma nova luz sobre essas energias e esvaziar as malas que carregamos por tanto tempo. Para mais detalhes sobre este tema acesse o artigo: O efeito sombra - documentário






 Dois mundos


O medo paralisa, nos mantêm estagnados, impedindo mudanças, provoca reações não só na mente como no corpo. Quando sentimos medo, um substância conhecida como adrenalina se espalha pelo corpo, os batimentos cardíacos aumentam fazendo o sangue circular mais rápido, deixando o corpo preparado para uma fuga ou um  movimento agressivo. Se houver situação de impotência diante de uma situação, misturamos a todas essas sensações a vontade incontrolável de chorar, de fugir, de sumir, de se esconder.

Com exceção da auto preservação, onde o medo é fator de sobrevivência, na maior parte seus efeitos são destrutivos.  O medo da doença, pobreza, violência, solidão, das contas no fim do mês, o medo da morte, o medo de Deus, o medo de ser você...

Seres que dominam nosso planeta utilizaram essa ferramenta para nos controlar, pois conhecem nossa natureza melhor do que nós conhecemos. Eles sabem o que somos, nossa origem, nosso excelente potencial de criação e utilizam essa ferramenta assim como alguns pais utilizam “o homem do saco”  para controlar seus filhos. O pai pensa que está agindo da melhor maneira, “eles” agem de acordo com sua natureza, seus conhecimentos, não por amor, mas fazem aquilo que sabem para sobreviver, na visão deles somos inferiores, controláveis e úteis.


Pode parecer estranho, mas vejo perfeição no jogo da vida, no jogo do Cosmos, assim é, porque se faz necessário por enquanto. Para pensar que não existe perfeição no que nos parece muito imperfeito, teríamos que utilizar aquela palavrinha chata: “SE”.
Se não houvesse controle, se não houvesse mentira, se não houvesse manipulação, se se se...

Só há um problema, a palavra “SE” não existe, pois o passado já passou e não pode ser alterado e o futuro é um leque de possibilidades. Não podemos nos apegar a algo que não aconteceu mas poderia ter acontecido, isso não existe, sabemos que o que existe realmente é o agora, o presente, você está lendo esse texto agora, o que será feito dessas palavras dentro do seu coração e mente é um leque de possibilidades.

Não se esforce na tentativa de imaginar o que poderia ser do mundo SE tudo tivesse acontecido diferente e nem na tentativa frustrada de muda-lo. Se esforce em mudar o seu mundo, em equilibrar seu corpo e sua mente.

O mundo não mudará para você, é você quem pode mudar para ser acolhido brevemente num mundo melhor, depois de passar por esse planeta escola, se seu lugar é aqui, aqui você ficará no “novo mundo” que surgirá e se não, sua essência encontrará o destino. Enquanto isso, trabalhe seus medos, não adianta fugir de notícias ruins, pois elas não são ruins, são só informações, o que muitos pensam ser frieza, eu chamo de neutralidade. Veja informação e não tragédia, veja mudança e não apatia. Esse mundo é uma escola, então aproveite para que essa seja sua última existência num mundo 3D. Você não precisa e não quer mais ser controlado. 

Somos divinos e ao mesmo tempo diabólicos, vivemos num mundo polarizado e por que?

Não é o equilíbrio que buscamos? Como aprender sobre equilíbrio se não conhecemos polaridades? É preciso experimentar ou melhor experienciar.

Aprendemos , colocamos em prática e então: sabemos. Não é preciso dizer a uma flor que ela é uma flor ou a um gato que ele é um gato, mas o ser humano precisa de alguém para lhe dizer que é especial, que é divino, criativo, criador, imortal, pois nós não enxergamos isso sozinhos, aceitamos o que nos falaram e apenas depois de algumas conquistas é que hoje percebemos que somos muito mais do que nos ensinaram

“Eles” nos omitiram isso, que sacanagem! Será mesmo?
Vamos partir do princípio de que tudo é perfeito como está, mesmo não concordando com isso.
Quantos você conhece que aceitam novas descobertas (as nossas) com facilidade?
Quantos você conhece que até aceitam, mas não querem saber mais, preferem ficar como estão?
Quantos te denominam louco? Para essa questão, eu sei a resposta...

A história da raça humana se desenvolveu como se desenvolveu, porque assim permitimos. Os céticos, materialistas, manipuladores de ontem podem ser os despertos de hoje. Algumas pessoas continuarão na Terra 3D, alguns irão para a Terra 5D, outras voltarão para seus orbes de origem, pois muitos são exilados de outros planetas que passaram pelo mesmo processo que a Terra em breve passará, o importante é compreender que somos seres imortais em evolução, partículas divinas experienciando e desenvolvendo o esquilíbrio num mundo de polaridades. 



Abade: É possível cobrir a Terra inteira de tecido para que fique suave em qualquer lugar que pisarmos?

Monge : Não.

Abade: Então o que fazemos?

Monge : Colocamos sandálias de tecido.

Confeccione para você uma sandália bem macia onde mesmo um campo cheio de pedrinhas  não lhe aborreça ao andar. Essa sandália se confecciona no dia a dia, podemos produzir experiência positivas se encararmos essa caminhada focados no equilíbrio de nossa mente e corpo.

Assumir a responsabilidade por nossas experiências sem culpar fatores externos ou alheios é onde se dá origem nossa liberdade, ser escravo, é ser refém do condicionamento, da imposição, das situações, da opinião alheia, é permitir ser afetado ou controlado por fatores externos. Coletivamente criamos a situação em que estamos e estamos numa posição privilegiada de logo criarmos uma situação melhor, mas isso se dá primeiro individualmente, somos autores de nossas experiências e ter consciência disso é o primeiro passo à liberdade.

Outro passo é o desapego. O isolamento, ser um peixe fora d’ água é outra parte do processo.
Nem todos percebem ou chegaram no tempo de perceber a realidade das experiências que vivemos, preocupação provem do medo, preocupar-se com o filho, o marido, os amigos, os parentes é não respeitar o tempo de cada um deles. Muitas mães, pais, avos, amigos perderão a oportunidade de ir além por se preocupar com seus entes queridos, por isso aprender lidar com a solidão, o isolamento hoje é necessário. É mais um preparo, caso contrário, nós que expandimos um pouquinho nossas consciências, seríamos uns vizinhos dos outros e alguns de nós, estamos separados por oceanos. Separação necessária?

Por que não? Se todos fossemos vizinhos, talvez nossa relação não seria como é, nossos egos atrapalhariam, não é sempre o ego que atrapalha relações? No dia a dia e a cada post amigo, trabalhamos nosso ego um pouquinho mais, até que um dia ele não seja um problema em nossas relações.



Façamos o que for possível no auxilio, mas sem interferir agressivamente e sem perder essa grande oportunidade. Cada um estará onde deve estar, por isso é importante vigiar seus pensamentos, aprender a cancelar o negativo e criar positivos, pois no dia D, eles é que farão a diferença, não existe um “se acontecer”, mas "quando acontecer", pois esse dia chegará e quando o momento chegar seus pensamentos devem ser claros e direcionados para o que você quer criar, realizar, estar, se estiverem fixos nos outros, será onde você vai estar e esse processo é individual, não é possível transferir experiências, é preciso viver.  Compreender e respeitar o tempo do outro é amar. 


Já aprendemos muito até aqui e o que vamos realizar dependerá só do que assimilamos em nossos corações. Nós seremos nossos algozes ou salvadores. A escolha é sua e definirá o gran finale e em que mundo você ficará.  

Michael Jackson antes de sua morte, nos deixou um curto mas preciso recado. 



 Adolescente grava o vídeo de um 

alienígena em seu quintal


Alex Player gravou imagens do que parece ser uma misteriosa criatura alienígena que se desloca no seu quintal.


Com 16 anos de idade, residente de Bilambil Heights, filmou quatro diferentes encontros com a criatura alienígena e acredita que a criatura tenha entrado em sua casa.

"A primeira vez que eu vi era o mais claro. Não era tão alto - apenas tão alto como a grama - e uma cor  cinza, com uma cabeça grande ", disse Alex.

"Ele não fez um único som. Eu acredito em ETs, mas eu nunca vi nada como isso antes. Estou aberto à idéia."

"Quem poderia estar lá fora nesta área tão tarde da noite? Eu não acho que poderia ser qualquer outra coisa. "

As imagens foram capturadas em 05 de outubro, 24 de outubro, 20 de novembro e 28 de novembro em uma câmera de vídeo e telefone celular.

Alex disse que o ser entrou em sua casa em uma ocasião.

"No início de novembro ele entrou na casa. Eu acho que ele veio do quarto da minha mãe e através da casa ", disse Alex.

"Minha mãe e eu nos sentamos no meu quarto. Ele atravessou a casa em dois minutos."

"Então nós ouvimos um barulho lá fora, como se tivesse saltado da varanda."

Alex disse que colocou o filme no site de vídeo YouTube e recebeu muitos comentários de usuários.

A filmagem que ele fez do encontro em primeiro de outubro foi utilizada em um documentário produzido de forma independente intitulado Gone with the UFO, que será lançado em DVD em 2011.

O oficial de avistamentos da UFO Research Queensland, Martin Gottschall, disse que o movimento poderia ser um fator decisivo quando se olha para a atividade alienígena.

"Existem certos tipos de movimento que eu reconheço como pertencente a um OVNI", disse o Sr. Gottschall.

No entanto, ele disse que não vê esse tipo de movimento na gravação de vídeo de Alex e ele não estava convencido de que a gravação mostrava um alienígena.

"OVNIs podem pairar e não fazer nenhum som ou disparar em alta velocidade. Nas imagens você não pode ver se a criatura está pairando" disse o Sr. Gottschall .

A UFO Research Queensland Incorporated é uma organização voluntária, uma associação sem fins lucrativos criada em 1956 para receber, registrar e pesquisar avistamentos ufológicos.

Propõe-se que existe, e por muitos anos, uma grande massa de avistamentos bem atestados que são tão inequívocos de que a única dedução razoável é que os veículos extraterrestres estão voando através da atmosfera, caindo no chão e entrando no oceano.