Blog

Blog

3 de jun de 2013

Direto da Redação - O seu fim de noite!




 A Cidade dos Amaldiçoados 

Título Original: Village of the Damned
Direção: John Carpenter
Roteiro: John Wyndham
Produção: Michael Preger, Sandy King
País: EUA
Ano: 1995
Estúdio: Universal Studios
Duração: 99 Minutos
Tema: Suspense

Elenco: Christopher Reeve (Dr. Alan Chaffee), Kirstie Alley (Dra. Susan Verner), Linda Kozlowski (Jill McGowan), Michael Parè (Frank McGowan) Meredith Salenger (Melanie Roberts), Mark Hamill (Reverendo George), Thomas Dekker (David McGowan), Lindsey Haun (Mara Chaffe)

Sinopse - Remake do clássico de 1960, mostra a história de um fenômeno que ocorreu na cidadezinha de  Midwich. A população da cidade sofre um desmaio coletivo durante 6 longas horas. Após as pessoas retomarem a consciência, percebem que algo muito estranho aconteceu, e que o pior ainda está por vir, através das crianças.

Crítica ID - Vanessão

Filme clássico do Intercine, reprisado a exaustão. O cara acorda e é só mais um dia. Parte normalmente, e poof! Todos desmaiam..... E aí começa o mistério. Um desmaio coletivo, tem gente que sofre acidente e se empacota, tem nego que acorda e nem lembra que dormiu, outro cai sobre a churrasqueira e morre assado, e por aí vai. O governo envia uma cientista para averiguar a situação. Afinal, a cidade era pacata, mas isso não é motivo pra todo mundo puxar um ronco de seis horas. 

Neste fatídico dia, dez mulheres engravidaram, dando a luz dez crianças. Esses moleques é que são o problema. Eles é que são os vilões da história. Com poderes psiônicos extraordinários, podem ler os pensamentos das pessoas e submetê-las a sua própria vontade. Menos um homem.

Christopher Reeve tem um método interessante de bloquear o ataque psíquico das crianças-ets: ele mentaliza uma parede de tijolos ou as ondas do mar quebrando. Isso gera um tipo de oclumência, impedindo as crianças de controlarem sua mente. Nem preciso dizer que os pirralhos ficam fulos da vida por não conseguirem controlar logo o professor. Vale ressaltar que esta foi a última atuação de Reeve antes do acidente que o deixaria tetraplégico.

Só o que posso dizer é que a gurizada forra a cartucheira, submetendo os adultos a sua vontade, gerando suicídios, aparentemente inexplicáveis. O objetivo das crianças-alien é eliminar os humanos para que possam iniciar uma colônia de extraterrestres. Sem combates corpo a corpo. Apenas usando as próprias pessoas para se destruírem. E devo ressaltar que os adultos tomam um belo couro dos pirralhos.

Como é de se imaginar, esse tipo de criatura precisa necessariamente ser destruída, e o nosso valente professor leva esse fato até a última instância. Em resumo, não sobrou nada. Ou quase nada...





 Demônios 

A Trilha sonora do filme é bem chamativa e se encaixou direitinho com a proposta, o elenco que contou com o jah experiente Ron Perlman carece de boas atuações, as atrizes se mostraram totalmente desentrosadas com suas personagens, diálogos totalmente forçados, e apresentações de baixo nível. Outro detalhe negativo é que hoje em dia todo filme de possessão demoníaca tem que usar o nome e aquela frase batissísmica " Meu Nome é Legião. Por que somos muitos" poxa tem tanto demônio por ai, se escolhesse Pazuzu ia ficar até um pouco melhor que esse Legião.

O Grande erro do filme que se torna imperdoável, e que me fez rir pra caramba é uma cena em que as garotas vão explorar um andar proibido da escola, e a garota Cecilia que por sinal é Cega usa uma lanterna ai eu me pergunto, se ela é cega pra que precisa de uma lanterna??? olha um erro gigante.



 Zombio 

Titulo Original: Zombio
País: Brasil
Ano: 1998
Produção: Canibal Mabuse
Direção: Petter Baierstof
Duração: 45 Minutos
Orçamento: R$ 250,00

Elenco - Coffin Souza (Psycho Freak) , Denise V (Tânia), Rose de Andrade (Sacerdotisa), Cláudia de Sordi (Loira), Jorge Timm (Gaúcho), Cesar Souza (Euclides), Boni Coveiro (Sacerdotisa Monstro), Élio Copini (zumbi), Aírton Bratz (Zombie)

Sinopse - Um Casa a fim de loucuras sexo e diversão, chegam a uma ilha paradisíaca e encontram ali um ótimo cenário para aproveitar e fugir da rotina, mas eles descobre que o lugar não é tão deserto quanto aparenta ser. Hordas de mortos-vivos se levantam para espalhar o terror ao casal de namorados. Muito sangue muita gosma no primeiro filme de zombies nacional, e lembre-se eles se levantaram e comeram sua carne.
Critica do ID

Olha Criticar esse filme é muito fácil, Zombio é da época do VHS e segundo informações a fita vendeu muito bem aqui no Brasil e que claro que trouxe até um bom retorno financeiro aos produtores, sendo que seu orçamento é de 250,00 pila. Zombio foi um dos filmes mais mal feitos que tive a felicidade de assistir, muita gosma, sangue, sexo e muito humor negro. Tudo isso é claro associado a sua péssima direção e filmagem.

Não se trata de ver o filme por ser bom, mas para matar a curiosidade sabe é difícil ver filmes brasileiros de terror e quando são lançados sempre são de Zumbis, que na verdade é a alternativa mais barata para os nossos queridos diretores amadores.

O Único ponto positivo nesse filme foram os diálogos, olha eu chorei de rir com algumas cenas tudo bem amador e mal ensaiado, digno de uma obra com o selo Brasil de qualidade.
Para os amantes de Trash vale a pena assistir pois concerteza sera sua melhor experiencia dentro desse mundo de erros e improviso. 
Minha Nota para Zombio, até que vai ser um pouco elevada mas estou contando pelo esforço






 O Espantalho 

Titulo Original: Husk
Direção: Brett Simmons
País: Estados Unidos
Duração: 83 Minutos
Ano: 2011
Distribuição: Califórnia Filmes
Estúdio/Companhia: After Dark Films
Classificação: 18 Anos



Elenco - Devon Graye (Scott), Wes Chatham (Brian), C.J Thomason (Chris), Tammin Sursok (Natalie), Ben Easter (Johnny), Michael Cornelison (Farmer Comstock), Aaron Harpold (Local Farmer), John Skipworth (Corey), Nick Toussaint (Alex), Candice Rose (Farmers Wife).

Sinopse - Quando um bando de corvos quebra o pára-brisa do carro, um grupo de jovens amigos é forçado a abandonar o veículo, deixando-os presos ao lado de um milharal deserto. Escondidos dentro do milharal, eles encontram uma casa em ruínas - mas eles logo descobrem que ao invés de um santuário, a casa é  o centro de um ritual aterrorizante sobrenatural onde estão prestes a se tornar uma parte. Sobreviva, fuja ou se junte ao grande Milharal. 

Critica do ID

Um dos meus fantasmas de infância volta agora para me assombrar. Eu fui uma criança corajosa até um dia ver junto com meu mano "A Noite do Espantalho", depois daquele dia fiquei com trauma de milharal, trauma só superado anos depois. Husk me trouxe de volta boas lembranças, e também salvando o tema espantalho que ja a muito tempo vinha sendo alvo de gosações decorrentes de alguns grandes fiascos como "A Colheita" e "O Espantalho".

O filme no inicio até que é bem clichê, principalmente na cena onde eles perdem o controle do carro devido a uma chuva de corvos no para-brisa. O Filme traz aquela historia ja bem batida da maldição do milharal, só que apresentada de uma maneira totalmente inovadora, relacionando as vitimas a uma especie de sonambulo ou zumbi, que depois de vestirem a mascara se tornam receptáculos do espirito vingativo de um garoto assassinado pelo irmão.

O Filme se passa apenas no ambiente do milharal e da velha casa, nenhum outro cenário é apresentado, gerando grande foco em torno do que deve ser realmente mostrado, fugindo de cenas apelativas onde o dialogo é excessivo e que tornam o filme muito chato e enrolado. O Milharal em questão é denso e proporciona um ótimo clima de suspense, muito comparado ao filme "Olhos Famintos", já a velha casa se torna algo tão sombrio e grotesco quanto a um velho porão infestado de ratos, e muito sangue seco nas paredes.

A Cenas de morte são muito rápidas e se tornam um pouco apagadas, direcionando todo o foco para a ação dos zumbis que vão até a maquina de custura, para fabricar o que podemos chamar de assessório de possessão, isso mesmo o espirito só pode controla-los de uma forma mais ágil se os mesmos estiverem com uma mascara de espantalho. Essa cenas da maquina de costura causam grande tensão e sofrimento aos personagens que não podem fazer nada para ajuda-los. As visões do garoto nerd se tornam um Prequel, mostrando detalhes da historia e inicio da maldição.  

O Filme é uma boa pedida, com boas doses de suspense, e atuações satisfatórias. Se você quer ver violência, aqui não encontraras, mas se você quer uma boa historia e um ótimo clima de tensão Husk é recomendado. Destacando que o final do filme não nos deixa duvidas de uma continuação.








 Mariscos e Miolos


Título Original: Mariscos e Miolos
País: Brasil
Idioma: Português
Duração: 21 Minutos
Produtora: S.H.A.P.T.
Tema: Trash/comédia, Curta-metragem

Elenco - Pedro Gerber (Chico Drake de L'Armación), Gil Caruso (Hercílio Kabritson), Arley Von Lucifer (Seu Valdecir), Jerson Baphomet (zumbi gordo / zumbi operário), Nina Kopko (irmã do zumbi gordo), Daniel Priori (ladrão da jóia), Francisco Orlandi (zumbi executivo), Gabriel Almeida (zumbi mendigo / zumbi surfista 1) Mais...

Sinopse - O pirata argentino Chico Drake tenta recuperar a todo custo sua jóia que foi engolida por um zumbi. Hercílio Kabritson é um hippie cristão que acredita na redenção dos mortos-vivos através da pregação divina e golpes de kung-fu. Seu Valdecir quer apenas levar a vida, até que...

Crítica ID - Vanessão


A Cenas de morte são muito rápidas e se tornam um pouco apagadas, direcionando todo o foco para a ação dos zumbis que vão até a maquina de custura, para fabricar o que podemos chamar de assessório de possessão, isso mesmo o espirito só pode controla-los de uma forma mais ágil se os mesmos estiverem com uma mascara de espantalho. Essa cenas da maquina de costura causam grande tensão e sofrimento aos personagens que não podem fazer nada para ajuda-los. As visões do garoto nerd se tornam um Prequel, mostrando detalhes da historia e inicio da maldição.  

O Filme é uma boa pedida, com boas doses de suspense, e atuações satisfatórias. Se você quer ver violência, aqui não encontraras, mas se você quer uma boa historia e um ótimo clima de tensão Husk é recomendado. Destacando que o final do filme não nos deixa duvidas de uma continuação.



Bom, por que só falar de filme gringo, se temos um excelente curta-metragem nacional? Eu diria que a coisa é quase que artesanal, mas o resultado diverte e surpreende. Nada muito "oooh" mas todos que assistem concordam que os caras foram raçudos realizando o projeto, e só por isso já são dignos de congratulações. E você? Encara?






 TAI CHI CHUAN E LONGEVIDADE - MESTRE TAOISTA DE 116 ANOS






Tai Chi: In Harmony With Science 

Acione o CC para o idioma português


Tai chi chuan (em chinês: 太極拳 pinyin: Tàijí quán) é uma arte marcial interna chinesa, categoria nomeada em chinês de neijia (內家).
Este estilo de arte marcial é reconhecido também como uma forma de meditação em movimento.
Os princípios filosóficos do tai chi chuan remetem ao taoísmo e à alquimia chinesa.
A relação de yin e yang, os cinco elementos, o ba gua (Oito Trigramas), o Livro das Mutações (I Ching) e o Tao Te Ching de Lao Zi são algumas das principais referências para a compreensão de seus fundamentos.
Os textos clássicos do Tai Chi Chuan escritos pelos mestres orientam a:
·         Vencer o movimento através da quietude (Yi Jing Zhi Dong) 以靜制動
·         Vencer a dureza através da suavidade (Yi Rou Ke Gang) 以柔克剛
·         Vencer o rápido através do lento (Yi Man Sheng Kuai) 以慢勝快
O tai chi chuan tem suas raízes na China, sendo atualmente uma arte praticada no mundo todo. É apreciado no ocidente especialmente por sua relação com a meditação (tao yin) e com a promoção da saúde, oferecendo aos que vivem no ritmo veloz das grandes cidades uma referência de tranquilidade e equilíbrio.


Abduções Reptilianas por Barbara Lamb


Logo após o falecimento do legendário ufólogo John E. Mack, Barbara Lamb dá prosseguimento a sua pesquisa com reptilianos. Em um evento em Nevada USA em 2005, ela relata casos de contato reptiliano, como o famoso relato da cantora Pamela Stonebrooke.

9º Encontro Ufológico de Peruíbe - Marco Petit - 18/05/2013


Logo após o falecimento do legendário ufólogo John E. Mack, Barbara Lamb dá prosseguimento a sua pesquisa com reptilianos. Em um evento em Nevada USA em 2005, ela relata casos de contato reptiliano, como o famoso relato da cantora Pamela Stonebrooke.


Sexualidade Reptiliana por Barbara Lamb


Sexualidade Reptiliana por Barbara Lamb


O Livro Egípcio dos Mortos 

Esta fabulosa coleção de textos funerários começou a aparecer nas tumbas egípcias por volta de 1.600 a.C. São uma espécie de guia para que o falecido pudesse alcançar uma vida feliz após a morte. Seu propósito era ser lido pelo morto durante sua jornada através dos Mundos Subterrâneos, pois o ajudaria a superar obstáculos e não se desviar de seu caminho.

Para isso, continha diversos ensinamentos codificados em senhas, fornecendo pistas e revelando atalhos que permitiriam ao morto responder às perguntas que lhe seriam feitas e atravessar todas as ameaças. Seu conteúdo garantia a ajuda e a proteção dos poderosos deuses egípcios, pois com ele o morto proclamava sua identidade com as divindades.

O papiro de Ani é um dos mais ricos e completos exemplos desta tipo de texto funerário egípcio que sobreviveu aos nossos dias. Atualmente ele se encontra em Londres, no Museu Britânico.
Perdido por milhares de anos e descoberto a cerca de um século atrás, trata-se da primeira descrição escrita de qualquer religião. Além disso, é considerado como sendo a verdadeira fonte dos Dez Mandamentos.
Este documentário acompanha o Livro Egípcios dos Mortos desde a sua criação há milênios na cidade de Tebas até a sua redescoberta – ou roubo, se preferirem – em 1887 d.D.
Estudiosos da Bíblia Hebraica afirmam que porções do Velho Testamento descendem diretamente deste texto egípcio, e existem arqueologistas que sugerem que Moisés deve ter conhecido e até mesmo carregado consigo uma cópia quando fugiu do Egito.

Assista abaixo ao documentário completo:
(dublado)



Consumindo Crianças: A Comercialização da Infância 

Com base nas percepções dos profissionais de saúde, os defensores das crianças e membros da indústria, este filme centra-se no crescimento explosivo do marketing infantil, na esteira da desregulamentação, mostrando como os comerciantes da juventude têm usado os mais recentes avanços da psicologia, da antropologia e da neurociência para transformar crianças norte-americanas em um dos consumidores mais poderosos e rentáveis no mundo.
Consumindo Crianças encara de frente a comercialização em massa de infância, levantando questões urgentes sobre a ética do marketing infantil e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar das crianças.
É um alerta para toda a sociedade: as crianças são o alvo preferencial das estratégias de marketing e já sofrem graves consequências do consumismo infantil.

Esse é o tema central deste documentário lançado em dezembro de 2008 pela MEF (Media Education Foudantion), nos EUA.
O filme trabalha numa perspectiva de alerta geral sobre a publicidade e as estratégias de marketing das grandes empresas no intuito de transformar as crianças e a própria infância num grande buraco negro de consumo e eixo de influência da família.

O estudo demonstra o enorme volume de gastos com pesquisas e produções midiáticas direcionadas ao público infantil, comerciais e animações, fast-food, automóveis, celulares etc., que são cada vez mais feitos olhando a criança como principal consumidora ou aliciadora da família, no sentido de convencer os pais sobre como e no que gastar.
Assista abaixo ao documentário completo:
(legendas em português)


Visite o Canal ECOMantiqueira.

 Documentário “Out of The Blue”
Quem iria se atrever em dizer ao mundo: como seria a descoberta de que estamos sendo visitados por extraterrestres, seria uma das maiores história da humanidade. Mudaria profundamente a percepção que temos de nós mesmos e do nosso lugar.

Documentário: Out of the Blue
A definitiva investigação do
fenômeno UFO
No universo. Esta seria uma descoberta que colocaria a América ao avesso, onde nós seríamos os "selvagens", talvez por isso mesmo a simples idéia de ETs incomode tanto. Ainda mais se esses ETs não fossem ETs, e sim outra coisa que está profundamente ligada ao nosso passado ou ao nosso mundo espiritual.

O Documentário UFO - Destino Terra (Out of the Blue) é uma produção que contém informações e imagens surpreendentes, fornecidas por cientistas, astronautas, militares, pilotos, agentes secretos e até políticos. Nunca um documentário ufológico contou com tantas personalidades. Você verá os presidentes dos EUA Jimmy Carter, Gerald Ford, Bill Clinton e Ronald Reagan fazerem impressionantes declarações, raramente veiculadas antes.

O filme é narrado por Peter Coyote, o DVD mostra os astronautas Edgar Mitchell e Gordon Cooper descrevendo ocorrências com UFOs na Terra e no espaço, e o cosmonauta Pavel Popovich relatando o avistamento de um disco voador durante o vôo da estação espacial Mir. -
 texto do canal TheDocsBr para Out of the Blue.

Veja a primeira parte:









Ou se quiser assisti-lo por completo e legendado:


Fonte do vídeo: MufonBrasilTheDocsBr,