Blog

Blog

22 de jul de 2013

Boa noite Brasil ´Fique sabendo!


EXCELENTES DOCUMENTÁRIOS SOBRE CIVILIZAÇÕES ANTIGAS E PERDIDAS!


Esmeramo-nos para colocarmos notícias relevantes sobre Cultura Geral, História, Ciência e Tecnologia, Teologia, Filosofia, Economia, Educação etc. Tudo – como sempre dizemos – sob uma perspectiva genuinamente cristã. Também colocamos links para vários documentários que estão na Internet, indubitavelmente o meio mais democrático de acesso à informação. Este post é o caso: apresentamos alguns episódios de diversas produtoras e séries diferentes, todas com um mesmo propósito: dar-nos informações sobre algumas das mais proeminentes civilizações do passado… algumas, cujas grandiosas histórias estamos apenas descortinando, em pleno século XXI. 

Como sempre dizemos: desligue um pouco sua tv e dedique um tempo para você assistir documentários bem produzidos e com razoável conteúdo de informação. Tenho certeza de que você ficará ainda mais fascinado pelas civilizações do passado!

“Mesopotâmia – Retorno ao Éden” (Discovery Civilization)
“China – O Abraço do Dragão” (Discovery Civilization) 
 
“Egeu – O Legado de Atlântida” (Discovery Civilization)

“Egito – Em Busca da Imortalidade” (Discovery Civilization)

“Grécia – Um Momento de Esplendor” (Discovery Civilization)
 
“África – A História Negada” (Discovery Civilization)
 
“Maias – Sangue de Reis” (Discovery Civilization)
 
“Roma – O Último Império” (Discovery Civilization).

 Massacre em Connecticut: Medicação Psiquiátrica e Tiroteios - Existe uma ligação?


Em trágicos fuzilamentos em massa envolvendo armas e medicamentos psicoativos, os políticos procuram imediatamente culpar as armas, mas nunca a medicação. Quase todos os tiroteio em massa que ocorram nos Estados Unidos nas duas últimas décadas têm ligação com medicação psiquiátrica, e parece que o recente evento em Newtown está indo na mesma direção.

Segundo a ABC News, Adam Lanza, o suposto atirador, têm sido rotulado como tendo uma "doença mental" e um "transtorno de personalidade". Estas são precisamente as palavras normalmente ouvidas sobre uma pessoa que está sendo "tratada" com drogas psiquiátricas psicoativas.

Um dos efeitos colaterais mais comuns de drogas psiquiátricas são explosões violentas e pensamentos de suicídio.

Os atiradores da High School Columbine estavam, é claro, sob efeito de medicamentos psiquiátricos no momento em que atiraram nos seus colegas em 1999. Tendências suicidas e violentas e pensamentos destrutivos são alguns dos efeitos colaterais comportamentais admitidos dos medicamentos  psicoativos, prescritos legalmente por médicos.

Nenhuma arma pode por si só atirar em ninguém. Ela deve ser disparada por uma pessoa que toma a decisão de usá-la. Afinal, a medicação altera a mente que controla o dedo que puxa o gatilho. A frase "as armas matam pessoas" é fisicamente impossível. As pessoas matam as outras pessoas.

Nós Deveríamos estar Proibindo Medicamentos Psiquiátricos!

Se houvesse algum debate legítimo sobre o chamado "controle de armas" no rescaldo destes tiros, a única ideia que faz qualquer sentido seria a de restringir a compra de armas por pessoas que tomam medicamentos psiquiátricos. Mas mesmo esta restrição seria evidentemente abusada pelo governo para tirar as armas de pessoas perfeitamente saudáveis, cidadãos cumpridores da lei que inocentemente procuram tratamento para depressão leve, e que honestamente não tem ideia de que medicamentos psiquiátricos podem causar comportamento violento.

Uma solução muito melhor aqui seria de em primeiro lugar tornar ilegal drogas psiquiátricas que causam comportamento violento. Afinal, se você proíbe apenas as armas, mas não conseguem eliminar as drogas que causam a violência, as pessoas sob efeito destas drogas psiquiátricas simplesmente encontrarão armas alternativas para cometer os mesmos atos de violência.

Eu tenho pensado por muito tempo que as pessoas sob efeito de medicação são perigosas dirigindo automóveis em vias públicas. Se dirigir bêbado é ilegal, porque não é "dirigir sob efeito de remédios" também ilegal? Por que as pessoas medicadas de forma descontrolada são autorizadas a operar máquinas pesadas?

Um policial de alta patente em Tucson, Arizona, uma vez me disse que um terço de todos os acidentes de carro na cidade de Tucson eram relacionados a motoristas sob efeito de drogas psicoativas legais. Isso é um número surpreendente, e se for realmente verdade, isso parece indicar que os medicamentos são mais perigosos do que as armas quando se trata da contagem total de mortes diárias.

Faça as contas: os medicamentos são muito mais mortais do que armas

Medicamentos matam cerca de 100 mil americanos a cada ano de acordo com as estatísticas. O número real é ou 98 mil ou 106 mil, dependendo do estudo que você escolher acreditar.

Para armas de fogo para serem tão mortais como os medicamentos, teria que haver um massacre no estilo de Newtown 10 vezes por dia, todos os dias do ano. Só então a "violência por armas", igualaria se ao número de mortes causadas por medicamentos aprovados pelo FDA e prescritos por médicos.

Se o nosso objetivo é acabar com a violência nos Estados Unidos, estamos sendo completamente desonestos se não considerarmos as causas mentais de comportamento violento. E isso começa com a drogas psiquiátricas psicoativas que desencadearam uma epidemia de violência em toda a nossa nação (Nota blog: O autor, americano, se refere aos EUA).

Obama, Bloomberg (prefeito de Nova York) e outros irão apontar para armas e tentar convencê-lo de que objetos inanimados de metal são a causa dessa violência. Nenhuma arma dispara sozinha. O gatilho deve ser puxado por alguém, e o estado mental da pessoa é a causa principal da ação resultante. É brutalmente desonesto  ignorar essa cadeia fundamental de fatos.

No vídeo abaixo (em inglês) Mike Adams do site Natural News, ironiza sobre o fato das armas não atirarem sozinhas. E termina muito propriamente dizendo que na Alemanha nazista as armas também foram proibidas e o resto da história todos sabem como terminou.
    

Fontes:


Gabriele Staehler: Os Benefícios da Vitamina D3



Eu assisti este vídeo alguns meses atrás, e gostaria agora de compartilhar com vocês. Gabriele Staehler é uma espécie de médica na Alemanha, chamado "heilpraktiker", que tem praticamente as mesmas funções de médicos normais, mas com uma visão mais holística.

Neste vídeo, Gabriele dá uma explicação clara e sucinta sobre o funcionamento da Vitamina D, os vários benefícios à saúde trazidos por ela e os problemas que a Vitamina D pode evitar. Isto além de muitas outras informações, como dosagem necessária, diferentes tipos de vitamina D, recentes pesquisas científicas sobre o assunto e muito mais.

A dosagem recomendada pela FDA é de 400 UI (unidades internacionais). Gabriele afirma que está dosagem é ineficaz, e que porque a maioria de nós é tem alta deficiência de Vitamina D, o importante é aumentar a concentração de Vitamina D em nosso sangue, e que uma dosagem de 5.000 UI por alguns meses seguido por dosagens menores para manter o nível. Ela ressalta também a importância da vitamina D para mulheres grávidas para assegurar bebês sadios.

É inacreditável em um momento que o Brasil está tentando combater a gripe suína com uma vacina suspeitíssima e sem suficientes testes, não existe nenhuma estratégia para utilizar uma forma natural de combate a esta gripe. Várias pesquisas científicas provam que a Vitamina D é essencial para que seu sistema imunológico seja capaz de lhe proteger contra todos os tipos de gripe A.

Em parte da entrevista (em inglês), Gabriele fala também dos chemtrails.

Abaixo temos os primeiros 10 minutos com legendas em português:






Fontes:

Vida Eterna

Neste documentário de pesquisas sobre vida eterna temos a pergunta Será possível viver para sempre?É o que estes pesquisadores irão tentar rensponder para você.Por religiões,ou ciência este assunto é o que mais intriga os cientistas e religiosos que querem descobrir.

Fotos de Necrofilia - Atração Insana

Necrofilia. A atração pelos mortos parece ser bem mais comum do que parece, a um tempo atrás ao conversar com uma garota no Facebook ela me relatou que seu Fetiche seria fazer sexo com um cadáver.

Depois do sucesso da outra postagem sobre Necrofilia deixo abaixo algumas fotos selecionadas sobre o assunto.







Especial - Indice da Maldade

Trago aos psicopatas do ID os melhores episódios da serie do canal Discovery Channel " Índice da Maldade".

Sendo breve na apresentação, Michael Stone psiquiatra forense da universidade de Colúmbia considera esses assassinos de duas formas quanto mais perverso o crime e mais premeditada a mentira maior o índice na escala, essa varia em níveis, nível 1: pessoas que matam em legitima defesa até nível 22: assassinos em serie torturadores sem motivo aparente e mentem friamente.
A como identificar psicopatas ainda na infância, como Ted Bundy.