Blog

Blog

16 de jul de 2013

Radarnet - Fique sabendo!




Depois da estréia da série The Following, um clássico do gênero Hannibal agora em série com adaptação do livro de Red Dragon, estreou dia 17 de Abril e é exibida no canal pago AXN todas as terças às 22h00. Como muitos dos fãs deste assassino em série vão saber, o programa tem como base as novelas de Thomas Harris, que anteriormente inspirou os filmes: O Silêncio dos Inocentes e Dragão Vermelho. “Trata-se de honrar o gênero e respeitar a obra original”, disse Bryan Fuller criador da série.

A história se passará antes da prisão do canibal. Hannibal parecerá mais feliz. Ele não será abordado como um vilão. Além de explorar o lado "leve" de Hannibal, a série também vai se aprofundar na relação entre o assassino e o detetive Will Graham (Hugh Dancy). 

Psicólogo de sucesso e assassino em série sociopata, no auge de sua carreira. Dr. Lecter é nomeado psiquiatra de Will Graham, ajudando a navegar pelos casos cada vez mais perturbadores que Graham enfrenta ao mesmo tempo em que obtém para si mesmo acesso sem precedentes ao FBI. Exceto por suas tendências homicidas, Dr. Lecter é todo ele um cavalheiro, com seu humor impecável, inteligência impressionante, variedade gastronômica e olho para os aspectos mais refinados da vida.




O Suicidio de Kurt Donald Cobain 


Kurt Donald Cobain nasceu em 20 de fevereiro de 1967, no Hospital Grays Harbor, em Aberdeen, Washington, filho da garçonete Wendy Elizabeth Fradenburg e do mecânico automotivo Donald Leland Cobain. Seu pai era descendente de escoceses, irlandeses e franceses, e sua mãe, era de origem cubana, espanhola, irlandesa, alemã e inglesa.

Em 05/04/1994: Kurt Cobain, líder da banda Nirvana, comete suicídio no auge da fama com um tiro de espingarda na cabeça, sendo encontrado apenas cerca de dois dias depois, pelo eletricista Gary Smith. Conheça agora todos os passos do Herói antes de seu final trágico.

A Caminho do Fim


Ao lado do corpo foi encontrado uma carta de suicidio escrita em tinta vermelha. Antes da final tentativa de suicídio Kurt tentou outras 2 veses mas as duas foram frustradas.

Primeira Tentativa - Ele havia tomado champanhe e cerca de 50 pílulas do tranquilizante Rohypnol

Segunda Tentativa - Kurt se trancou em um quarto da casa com um revólver mas foi frustrado pela policia

Depois das dua tentativas Kurt concordou em se internar no Exodus, em Los Angeles, Califórnia, que aconteceu em 30 de março. Courtney estava na mesma cidade promovendo o novo disco do Hole, "Live Through This". 

No dia 1º, por volta das 19:30h, Kurt saiu pelas portas dos fundos da Exodus sob o pretexto de fumar um cigarro e escalou o muro de pouco menos de dois metros de altura. E fugiu. Duas horas depois, Kurt usou seu cartão de crédito para comprar uma passagem de primeira classe para Seattle no voo 788 da Delta.
Kurt chegou em casa à 1:45h da manhã do sábado, 2 de abril, naquele dia ele também foi até a Seattle Guns e comprou uma caixa de cartuchos de espingarda calibre 20.


Na noite de domingo, 3, ele foi visto no restaurante Cactus, jantando com uma mulher magra, provavelmente sua traficante, Caitlin Moore, e um homem não identificado.

Nas horas que antecediam a alvorada de terça feira, Kurt Cobain havia despertado em sua cama. Os travesseiros ainda tinham o cheiro do perfume de Courtney. No quarto, o aroma misturou-se com o cheiro ligeiramente picante da heroína cozida - este também era um cheiro que o despertava. Kurt havia dormido com suas roupas do corpo.

Sua camiseta da banda Half Japanese

Sua calça Levi's favoritas

Tênis Converse

Kurt levantou ligou o radio colocou para tocar um disco do R.E.M., "Automatic for the People". Acendeu um Camel Light e caiu de costas na cama com um bloco tamanho ofício apoiado em seu peito e uma caneta vermelha de ponta fina. 

Ele já havia escrito uma longa carta pessoal à sua esposa e filha, rapidamente rabiscada, enquanto estava no Exodus. Kurt escreveu então outra pagina do bilhete depois ele se levantou da cama e entrou no closet, onde retirou uma tábua da parede. Neste cubículo secreto havia

Uma capa de náilon bege

Uma caixa de cartuchos de espingarda 

Uma caixa de charutos Tom Moore

Em um closet do corredor, ele apanhou duas toalhas - ele não precisava delas, mas sabia que alguém precisaria. Ele havia refletido sobre tudo isso, traçado um mapa com a mesma premeditação que dedicava às capas de seus discos e a seus vídeos. 

 Haveria sangue, muito sangue, e uma bagunça que ele não queria em casa. Principalmente, ele não queria assombrar aquele lar, deixar sua filha com o tipo de pesadelos com que ele havia sofrido.

Na cozinha, ele abriu a porta de sua geladeira Traulson de aço inox de 10 mil dólares e apanhou uma lata de cerveja de raízes da Barq, tomando cuidado para não soltar a espingarda. Levando essa carga macabra - cerveja de raízes, toalhas, uma caixa de heroína e uma espingarda, tudo o que mais tarde seria encontrando num arranjo de plantas bizarro

Ele trilhou os cerca de vinte passos até a estufa, galgou os degraus de madeira e abriu o conjunto de portas francesas dos fundos. O piso era de linóleo: seria fácil de limpar.Ele sentou-se no chão da estrutura de cômodo único, olhando para as portas da frente. Ninguém conseguiria vê-lo ali.

Ficou sentado pensando coisas que só ele sabia por vários minutos. Fumou cinco Camel Light e sorveu vários goles de sua cerveja. Tirou o bilhete do bolso, estendeu-o no chão do linóleo e tinha de escrever em letras maiores, que não saíram tão perfeitas, depositou o bilhete no alto de um monte de terra para vasos e fincou a caneta no meio, para que, como uma estaca.

Tirou a espingarda da capa de náilon macia

Tirou a jaqueta, estendeu-a sobre a capa e colocou as duas toalhas no alto desse monte

Abriu a caixa com 25 cartuchos de espingarda e tirou três, enfiando-os na câmara da arma. Moveu o mecanismo da Remington para que um único cartucho estivesse na câmara. Retirou a trava de segurança da arma.

Fumou seu último Camel Light

Tomou mais um gole da Barq

Agarrou a caixa de charutos e tirou um pequeno saco plástico que continha heroína preta mexicana

Afastou para o lado seus instrumentos, flutuando cada vez mais rápido, sentindo sua respiração se reduzir. Ele tinha de se apressar agora: tudo estava se tornando nebuloso e um matiz verde-água enquadrava cada objeto. Agarrou a pesada espingarda, encostou o cano contra o céu de sua boca. Faria barulho ele tinha certeza disso

Disparou, e calou-se a voz do do grande líder do Nirvana Kurt Donald Cobain


Foi possível identificar o cadáver como sendo de Kurt, embora seu aspecto fosse macabro: as centenas de bolinhas de chumbo do cartucho da espingarda haviam expandido sua cabeça e o haviam desfigurado. A polícia retirou as digitais do corpo e as impressões batiam com àquelas já arquivadas no caso da prisão por violência doméstica.
No sábado, 9, Courtney foi até a agência funerária para ver o corpo de Kurt Courtney foi introduzida na sala de inspeção. Kurt estava sobre uma mesa, vestido com suas roupas mais elegantes, mas seus olhos tinham sido costurados. 

Era a primeira vez em dez dias que a Courtney viu o marido e foi a última vez que seus corpos físicos ficaram juntos. Ela acariciou seu rosto, falou com ele e cortou uma mecha de seus cabelos. Depois, baixou as calças dele e cortou uma mecha de seus pêlos púbicos. Finalmente, ela subiu em cima de seu corpo, abraçando-o com as pernas e recostou a cabeça em seu peito e lamentou: "Por quê, por quê?

O corpo de Kurt Cobain foi cremado e Courtney recebeu a urna com as cinzas uma semana depois. Ela pegou um punhado e o enterrou sob um salgueiro na frente da casa. 

Em maio, colocou o resto numa mochila de ursinho e viajou até o mosteiro budista Namgyal, perto de Ítaca, estado de Nova York, onde procurou consagração para as cinzas e absolvição pra si mesma. Os monges abençoaram os restos e usaram um punhado para fazer uma escultura comemorativa.

Reconstituição do Suicídio



Vídeo Noticia do Suicídio


Os Últimos dias de Kurt



Homem Enfurecido Mata Policiais a Facada

Aconteceu em Chontales, Nicaragua. O circo está armado: jornalista inconveniente, vítima provocativa, suspeito ensandecido e policiais hesitantes. Uma tragédia anunciada.
Uma daquelas ocorrências ja bem conhecidas pela polícia em que o homem não aceita o término de seu relacionamento e ameaça sua ex-companheira. Armado com uma faca e se sentindo acuado pelos policiais, o suspeito desfere diversos golpes contra os policiais (alguns armados com fuzil AK-47) que vão tombando um a um até que finalmente o homem é alvejado por tiros. 





Critica em Video - A criatura 

Titulo Original: Creature
Direção: Fred Andrews
País: Estados Unidos
Ano: 2011
Produção: Bubble Factory
Duração: 93 Minutos
Tema: Monstros e Lendas Locais
Classificação: 18 Anos

Elenco - Sid Haig (Chopper), Amanda Fuller (Beth), Mehcad Brooks (Niles), Serina Swan (Emily), Dillon Casey (Oscar), Aaron Hill (Randy Parker), Lauren Schneider (Karen Parker), Wayne Pere (Bud), David Jensen (Jimmy), Daniel Bernhardt (Grimley Boutine), Rebekah Kennedy (Caroline Boutine),

Sinopse - Seis amigos estão fazendo um passeio juntos. Ao parar o carro, num posto de gasolina, próximo a um pântano, ficam sabendo de uma lenda local sobre um homem-jacaré. Por curiosidade, decidem visitar a antiga casa do homem que se transformou no monstro.

Critica 


A Morte do Demônio

Título Original: Evil Dead
Diretor:  Fede Alvarez
Roteiro: Sam Raimi, Bruce Campbell, Robert G. Tapert
Ano: 2013
Produção: Fede Alvarez, Rodo Sayagues, Diablo Cody
Música: Roque Baños
Estúdio: Ghost House Pictures, FilmDistrict, TriStar Pictures
Distribuidora: TriStar Pictures
País: EUA
Idioma: Inglês
Duração: 92 minutos
Tema: Horror/Suspense

Elenco - Jane Levy (Mia), Shiloh Fernandez (David), Lou Taylor Pucci (Eric), Jessica Lucas (Olivia), Elizabeth Blackmore (Natalie), Randal Wilson (Abomination Mia), Rupert Degas (voz do demônio)

Sinopse - Grupo de jovens se isola na floresta com a intensão de ajudar uma amiga que tem problemas com drogas. Infelizmente eles encontram a droga do Necronomicon e tudo vai pelo ralo. Com direito a ponte destruída e tudo.

Crítica ID - Vanessão

Gostei do Eric. Loiraço. A maquiagem da guria ficou tão nojenta que até substituí o famigerado wallpaper da Miss Fortune por um da Mia possessa. Agora, cada vez que minha irmã liga o computador, ela dá uma bufada. Enfim, vamos ao que interessa:

Eu curti. Mas não gostei da guria ser drogada e tals. Achei que poderia ser mais fiel ao original, a história dos caras indo passar o fim de semana no bangalô e terminando trollado pelo capiroto.

O que eu posso adiantar: tem uma maquiagem legal, a ambientação é ótima, tem os cipós, tem o porão, tem a galera possessa, tem a cabana, tem o Necronomicon, no geral é um tesão. Mas não tem o Ash (fala sério), e não tem aquela aura trash/"terrir" do original. Prima mais pelo gore/escatológico do que o terror/ trash que estávamos acostumados. Mas no todo, eu fiquei satisfeita sim. Dificilmente curto remake, mas esse aí eu adiciono à minha lista de exceções.

Aliás, a vomitada que a energúmena dá na cara da amiga deve ter feito inveja na Regan, diga-se de passagem.

Embora a classificação seja "horror", é mais um filme de suspense com um elemento sobrenatural e cenas splatter. Apreciadores apreciarão.

Jorge Edu, não vou falar mais nada porque sei que tu não assistiu ainda. Só te digo que além da moto-serra tem também faca elétrica (pois é). Então vamos lá, vale a pena, tem muitas cenas de tensão, tu vai gostar. O segredo é apenas deixar de lado todo o marketing feito sobre a coisa, e apreciar um belíssimo filme de terror, que afinal, já fazia um tempinho que não aparecia.

Aos interessados, deixo o link para o Site Oficial. E bora baixar e assistir!