Blog

Blog

24 de jul de 2013

Boa noite Brasil - Fique sabendo!


 Hebe Camargo entrevista Chico Xavier



Somemo-nos aos que vibram fraternalmente pelo Espírito que animou Hebe Camargo nessa nova etapa de sua caminhada evolutiva, agora de regresso à pátria espiritual. E aproveitando o ensejo, vamos recordar um momento marcante de sua carreira televisiva, quando, no programa especial de natal de 1985, a apresentadora exibiu uma entrevista com Chico Xavier.

Acompanhemos:












Mundos Internos e Mundos Externos

Documentário: Mundos Internos e Mundos Externos
O documentário que você verá “The Inner Worlds And The Outer Worlds” de Shahrukh Khan”, nesta apresentação nos traz um profundo ensinamento com estudos e conhecimentos sobre os vários campos de enérgia que permeia toda a criação.

Sinopse:

Existe um campo vibratório que liga todas as coisas. Ele tem sido chamado de Akasha, Logos, o OM primordial, a música das esferas, o campo de Higgs, energia escura, e milhares de outros nomes ao longo da história. Os antigos mestres ensinavam via Nada Brahma, o universo é vibração.
O campo vibratório é a raiz de toda real experiência espiritual e investigação científica. É o mesmo campo de energia que os santos, Budas, yogis, místicos, sacerdotes, xamãs e videntes têm observado olhando dentro de si mesmos. Na sociedade contemporânea, a maioria da humanidade esqueceu esta sabedoria antiga.
Nós nos perdemos muito longe no reino do pensamento; o que percebemos ser o mundo exterior da forma. Perdemos nossa conexão com os nossos mundos internos. Esse equilíbrio, o que o Buda chamou o caminho do meio, o que Aristóteles chamou a doutrina do meio-termo, é o direito natural de todo ser humano. É o elo comum entre todas as religiões, e da relação entre nossos mundos internos e os nossos mundos exteriores.

A verdadeira crise no nosso mundo não é social, política ou econômica. Nossa crise é uma crise de consciência, uma incapacidade de experimentar diretamente a nossa verdadeira natureza, e uma incapacidade de reconhecer essa natureza em todos e em todas as coisas.

Mundos Internos e Mundos Externos

Existe uma origem que se move através de todos.

Assista, o documentário completo:



Ou se preferir dividido em quatro vídeos:

Parte 1

Akasha

Akasha
Akasha é o não-manifestado, o “nada” ou o vazio que preenche o vácuo do espaço. Como Einstein percebeu, o espaço vazio não é realmente vazio. Santos, sábios e yogues que olharam dentro de si também perceberam que no vazio há um poder incomensurável, uma teia de informações ou energia que conecta todas as coisas. Esta matriz ou web tem sido chamada de Logos, o Campo de Higgs, o OM Primordial e mil outros nomes ao longo da história.


Na primeira parte dos mundos interiores, vamos explorar a fonte  vibratória que se estende através de todas as coisas, através da ciência da cimática, o conceito do Logos, e o conceito védico de Nada Brahma (o universo é som ou vibração). Quando percebemos que há uma fonte vibratória que é a raiz de toda a investigação científica e espiritual, como podemos dizer “minha religião”, “meu Deus” ou “minha descoberta”.


Parte 2

A Espiral

A espiral
O filósofo pitagórico Platão sugeriu enigmaticamente que havia uma chave de ouro que unificava todos os mistérios do universo. A chave de ouro é a inteligência do logos, a fonte do OM primordial.
Poderia se dizer que é a mente de Deus. A fonte desta simetria divina é o maior mistério da nossa existência.
Muitos dos maiores pensadores da história, tais como Pitágoras, Keppler, Leonardo da Vinci, Tesla e Einstein chegaram ao limiar desse mistério.

Todo cientista que olha profundamente no universo e todo místico que olha profundamente dentro de si, eventualmente, fica cara a cara com a mesma coisa: A Espiral Primordial

Parte 3
A Serpente e a Lótus



A Serpente e a Lótus
A espiral primordial é o mundo manifestado, enquanto Akasha é o não-manifestado, ou vazio em si. Toda a realidade é uma interação entre essas duas coisas; Yang e Yin, ou consciência e matéria. A espiral tem sido muitas vezes representada pela serpente, a corrente descendente, enquanto o pássaro ou a flor de lótus tem representado a corrente ascendente ou transcendência. As antigas tradições ensinaram que um ser humano pode se tornar uma ponte que se estende do exterior para o interior, do bruto ao sutil, dos chakras inferiores para os chakras superiores.
Para equilibrar o interior e o exterior é o que o Buda chamou o caminho do meio, ou o que Aristóteles chamou de a doutrina do meio-termo. Você pode ser essa ponte. O despertar pleno da consciência e energia humana é o direito natural de cada indivíduo no planeta. Na sociedade contemporânea, perdemos o equilíbrio entre o interior e o exterior. Estamos tão distraídos com o mundo exterior da forma, pensamentos e idéias, que nós já não dedicamos tempo para nos conectarmos aos nossos mundos internos, o reino do céu que está dentro.

Parte 4

Além do Pensamento

Além do Pensamento
Vida, liberdade e a busca da felicidade… Nós vivemos nossas vidas buscando a felicidade “lá fora” como se fosse uma mercadoria. Nós nos tornamos escravos de nossos próprios desejos e ânsias.

A felicidade não é algo que pode ser buscado ou comprado como um terno barato. Esta é Maya, ilusão, o jogo interminável da forma. Na tradição budista, Samsara, ou o ciclo interminável de sofrimento é perpetuado pela ânsia pelo prazer e aversão à dor. Freud se referiu a isto como o “princípio do prazer”. Tudo o que fazemos é uma tentativa de criar prazer, para ganhar algo que queremos, ou para afastar algo que é indesejável, e que nós não queremos.

Mesmo um organismo simples, como o paramécio faz isso. Isso é chamado de resposta a estímulos.

Ao contrário de um paramécio, os seres humanos têm mais escolha. Somos livres para pensar, e esse é o coração do problema. É o pensamento sobre o que queremos que ficou fora de controle. O dilema da sociedade moderna é que buscamos compreender o mundo, não em termos da arcaica consciência interna, mas pela quantificação e qualificação o que consideramos ser o mundo externo através de métodos científicos e da lógica. Esse tipo de pensamento patológico que é desconectado da nossa realidade interior, só levou a mais e mais perguntas.

Procuramos conhecer as forças mais profundas que criaram o mundo e guiam o seu curso. Mas nós concebemos esta essência como exterior a nós mesmos, e não como uma coisa viva, intrínseca à nossa própria natureza. Foi o famoso psiquiatra Carl Jung, que disse: “quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta.”. Não é errado desejar estar desperto, ser feliz. O que é errado é buscar a felicidade fora quando ela só pode ser encontrada no interior.


Fonte dos vídeo: Bill Orwell, AukaMalen

 Levitação Com Ondas de Som Movimenta Objetos no Ar

O palito de dentes é suspenso é
rotacionado pelas ondas acústica.
[Imagem: Daniele Foresti/ETH
Zurich]
O artigo foi divulgado no site inovação tecnológica, falando sobre levitação através de ondas sonicas acústicas, é um método para a suspensão de matéria em meio usando pressão de radiação acústica a partir das ondas de som intensas no meio.

Levitação acústica é possível por causa dos efeitos não lineares de ondas sonoras intensas.

Veja:

Pesquisadores suíços criaram um sistema de levitação sônica que não impõe nenhuma restrição sobre o objeto a ser levitado.
Já existem diversos sistemas de levitação usando campos magnéticos ou campos elétricos, mas eles exigem que o objeto a ser levitado tenha propriedades magnéticas ou elétricas.
Um dos criadores do grafeno, Andre Geim, foi ridicularizado antes de ganhar o Nobel por ter levitado um sapo, mas o feito exigiu um campo magnético fortíssimo.

Levitação com ondas de som

Com a levitação por ondas sonoras não há tais constrangimentos. Embora os experimentos com levitação sônica também sejam antigos, até agora eles eram pouco flexíveis. No ano passado, Chris Benmore demonstrou a levitação sônica deixando gotas de água suspensas no ar pela pressão combinada das ondas sonoras de dois alto falantes.
Daniele Foresti e seus colegas do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique foram mais caprichosos, e criaram um sistema de múltiplos alto-falantes que permite a manipulação precisa do objeto levitado. Embora o protótipo só tenha conseguido levitar gotas de líquidos e um palito de dentes, em tese essa técnica poderá ser usada para levitar qualquer coisa.
Os pesquisadores acreditam que a técnica poderá ser usada para manipular materiais perigosos, estudar reações químicas e até simular a microgravidade do espaço. E não é necessário se preocupar com o barulho: os cientistas usaram ondas de alta frequência - 24 quilohertz (kHz) - que não são captadas pelo ouvido humano, embora o ruído certamente irá assustar gatos, cães e ratos.

Levitação sônica



O aparato consiste em um conjunto
parecido com um tabuleiro de damas,
formado por placas vibratórias, cada
uma gerando sua própria frequência.
Imagem: Daniele Foresti/ETH Zurich
Um objeto atinge o estado levitado quando todas as forças que atuam sobre ele estão em equilíbrio, deixando-o estacionário no ar. Em outras palavras, a força da gravidade, que puxa o objeto para baixo, é anulada por uma força de igual intensidade no sentido oposto.
Esta força vem das ondas acústicas, que o aparelho gera quando uma onda estacionária entre um emissor e um refletor reverbera as ondas acústicas. A força da onda acústica atua contra o objeto, evitando que ele caia devido à gravidade. O conceito é similar ao de um jato de ar de um ventilador mantendo uma bola de pingue-pongue no ar.
O aparato consiste em um conjunto parecido com um tabuleiro de damas, formado por placas vibratórias, cada uma gerando sua própria frequência. Variando-se a frequência de cada placa é possível mover o campo acústico e, por decorrência, o objeto levitado, fazendo-o mover-se de forma controlada.
Em um dos experimentos, Foresti moveu um grão de café instantâneo para junto de uma gota de água e fez os dois se misturarem, tudo no ar. Em outra experiência, ele misturou duas gotículas de líquido com diferentes valores de pH, um alcalino e outro ácido, gerando uma gotícula que contém um pigmento fluorescente que brilha apenas com pH neutro.

Possibilidades e limitações


Os pesquisadores moveram um grão
de café instantâneo para junto de uma
gota de água e fizeram os dois se
misturar em pleno ar. Imagem: Dimos
Poulikakos
Segundo o pesquisador, a técnica de levitação por ondas sonoras tem uma ampla gama de aplicações possíveis. É possível mover de forma controlado vários objetos em paralelo, o que é interessante para aplicações industriais e de laboratório.
Apesar das potencialidades, ainda há restrições e alguns cuidados devem ser tomados.
Por exemplo, se as ondas acústicas exercerem uma força maior do que a tensão superficial do líquido, a gota explode espetacularmente - eles fizeram testes com água, hidrocarbonos e vários solventes.
A maior limitação, contudo, é o diâmetro máximo do objeto a ser levitado, que corresponde à metade do comprimento de onda da onda sonora que está sendo usada.
A levitação acústica (sônora) é uma tese defendida por pesquisadores, arqueólogos, estudiosos, cientistas e escritores dos astronautas antigos:

Quando sugerem, e defendem a idéia de que as pirâmides, como megas construções antigas, espalhadas em muitos lugares do mundo. Dizem que foram erguidas na verdade, com o apoio dos alienígenas, junto com humanos através de uma tecnologias avançadas dadas por eles.

Afirmando que as construções que vemos atualmente - são originária do passado distante (muito antes de termos surgido - ou criados para dizer melhor...), podem ter sido facilmente começadas e terminadas com o auxilio da tal tecnologia sônica, para levitarem os enormes blocos de pedras sucessivamente, erguendo monumentos magníficos como: Baalbek, a famosa plataforma localizada em Jerusálem que assemelha-se com a plataforma de Baalbeck, no líbano. Como tantas outras obras existente

Assista, um vídeo demostrando o processo da levitação acústica:






Fonte do vídeo: John Deep

 Cidades Ocultas - Deuses da Guerra


Deuses Da Guerra (Troia / Turquia)
Localizada numa faixa que divide o Ocidente do Oriente, a Turquia tem uma história cheia de conquistadores ambiciosos e grandes impérios que lutaram para controlar as rotas comerciais. À sua passagem, eles deixaram uma rica mitologia.

... de deuses e relatos de batalhas épicas que banharam de sangue o solo turco. Revelaremos todos os segredos que descansam sob a terra, incluindo o excêntrico plano de um rei para converter a terra santa em uma das Sete Maravilhas do Mundo, e construir ali um spa sagrado!

O aspecto das cidades muda constantemente: onde um dia havia um templo, hoje pode estar um centro comercial. As cidades de impérios extintos se transformam em fantasmas que habitam os edifícios de hoje e os tornam misteriosos e fantásticos. Por trás de muros, embaixo dos telhados, em túneis e calabouços se escondem segredos que serão revelados nesta magnífica série.

No primeiro episódio apresentamos Istambul, cidade de revoluções que esteve dominada por diferentes impérios e culturas. Berlim, Budapeste, Londres, Paris e Roma, lugares que na antiguidade foram centros de poder e glória, são alguns dos outros episódios que são evidência viva de como a história sob os seus pés moldou seus rostos imortais.

Assista: 


Fonte do vídeo: Publicados01

 O Plano Cósmico - A História Proibida

Sixto Paez
Há outra postagem sobre este documentário que esta dividido por partes. Desta vez: é possível assisti-lo por inteiro. De tão bom que é, vale apena posta-lo novamente para que possamos refletir sobre e compreender a nossa real existência na terra.

Sixto Paz Wells é um famoso peruano conhecido por contactar com seres Extraterretsres, e muito requisitado para participar nos congressos internacionais mais importantes do mundo sobre o tema UFOs (OVNIs). Semelhantemente, tem sido alvo de muitas entrevistas na Rádio e na TV.

Sixto tem estado em contacto com uma raça mongol com semelhanças humanas originalmente da constelação de Orion. Esta raça estabeleceu uma grande base em Ganymede, uma das luas de Júpiter. Depois de ter estabelecido uma comunicação telepática com os extraterrestres em 1974, Sixto tem tido vários avistamentos de Ovnis e contacto físico com os extraterrestres na área deserta de Chilca, no Peru.

Os avistamentos envolveram múltiplas testemunhas e os contactos físicos envolveram alguns indivíduos que estavam a ser preparados para interacções mais extensivas entre humanos e extraterrestres. O caso de Sixto foi independentemente investigado por um jornalista espanhol, Juan José Benitez, que ficou tão impressionado com os avistamentos e contactos que escreveu alguns livros que descrevem o que estava a acontecer em Chilca no Peru.

El Plan Cosmico - O Plano Cósmico, é um documentário no qual Sixto partilha a informação que lhe foi passada pelos extraterrestres, sobre a Terra, a sua criação, o nascimento da espécie humana, a Atlântida, o mundo interior de Agartha, cidade de Shambhala, etc...

Assista:



Fonte do vídeo: Dr.Xandra

A Odisseia das Espécies

As Origens das Espécies ”Uma
saga de milhões de anos: a história
de nossas origens”
A história da criada e controversa origem da raça humana neste gracioso planeta é conturbada. Para aqueles que duvidam e aceitam os velhos métodos fáceis de engolir, no medo que os devoram por dentro. Antes de compreenderem tal verdade.

Porque com o sistema imposto, negando tais evidências - tudo se torn
a fácil, havendo um aparato por trás do acobertamento.

O surgimento repentino do Homo Sapiens é tão facinante para o homem moderno, como que do nada - num toque de mágica apareceram, tornando-os diferente de qualquer outra espécies: onde esta a sua evolução?

Não querer aceitar o elo-perdido, de um ato engendrado pelos Anunnaki: no cruzes de genes de ambas espécies, unidas na ligação cósmica com o primitiva terrestre do (Homo-Erectus) - criada não se sabe ao certo porque quem ou sabem? Porque não os répteis - não digam que não falei dos répteis.

Mas, entendemos que o documentário relaciona as evoluções ocorridas para todas as espécies no decorrer do tempo, que caminharam neste mundo, sem esquecer do salto incrível dado por uma espécies muito misteriosa que é o ”Homo Sapiens” surgindo do nada? não! Para depois, auxiliarem e melhorarem a seguinte: nós, os Homo Sapiens-Sapiens, no estágio atual da Humanidade.

Mas, é como diz no documentário: o que seremos amanhã? No que nos tornaremos - sofreremos uma nova reprogramação que sofremos atualmente?

Quase que diariamente ouvimos declarações de especialistas queafirma isto, sobre a criação seres híbridos, mescla realizada por seres cósmicos, antes que possamos descobrir: o porque de tudo isso?
Veja o excelente trabalho feito sobre nossos ancestrais.
  • A Odisseia das Espécies ou (As Origens da Humanidade)
Em ”A Odisséia das Espécies” ou ”Origens da Humanidade” é uma série de documentários de ficção dirigido por Jacques Malaterre.

O primeiro Odyssey documentário do tipo, foi realizado em 2003 e narra a ascensão da humanidade desde os primeiros hominídeos. O documentário mostra, recriados, a origem da humanidade e da evolução humana desde os primeiros hominídeos até chagar ao Homo sapiens, tentando Australopithecus, Homo habilis, etc. Existe uma versão em três episódios conhecido como ”Odyssey das espécies I»”.

O segundo documentário Homo sapiens, também conhecido como ”A Odisséia da Espécie II” centra-se na espécie homo sapiens. O terceiro, Le Sacre de l'homme. foi realizado em 2007.

Os documentários tiveram a direção científica de Yves Coppens. Na edição espanhola da coordenação científica foi feita por Juan Luis Arsuaga.
  • ”Uma saga de milhões de anos: a história de nossas origens”
Sinopse:
Esta é uma ambiciosa co-produção de um conjunto de prestigiados produtores europeus, incluindo o produtora espanhola Sagrera de TV. O programa segue os passos da famosa série da BBC sobre os dinossauros, desta vez fizeram enfocando a aventura de nossas origens e mostrando os momentos cruciais pelos quais os seres humanos haviam passando ao longo da história: desde o primeiro primata que começou a evoluir para 7 milhões de anos para Homo Sapiens da era moderna, 10.000 anos atrás.

A série utiliza as técnicas mais recentes de animação e computador reconstrução visual com o objetivo de reavivar a audiência o tempo dos nossos antepassados ​​e mergulhá-lo na atmosfera e ambiente desses primeiros habitantes da Terra. Ele tem usado todos os tipos de técnicas narrativas em sua linha de argumentação, da ficção para a criação de um documentário verdadeiro espetáculo visual que evoca o grande detalhe a origem e a evolução da raça humana.”

Confira, a lista de epísódios abaixo:

A Odisseia das Espécies I (A Odisseia das Espécies)

Versão em 1 Episódio:
  •  2003 - A Odisseia das Espécies (Filme Documental)
Versão em 3 episódios:
  • 2003 - 1 - Os Pré-Homínidios (A Odisseia das Espécies I)
  • 2003 - 2 - Os Primeiros Homes - (A Odisseia das Espécies I)
  • 2003 - 3 - Neandertal e Sapiens (A Odisseia das Espécies I)
A Odisseia das Espécies II - (Homo Sapiens)
  • 2005 - Homo Sapiens (A Odisseia das Espécies II)
A Odisseia das Espécies III (O amanhecer do Homem)
  • 2007 - O Rito do Homem (O Amanhece do Homem)
(*) ”O percurso de 10.000 a.C., de nômade a sedentário, a domesticação de plantas e animais, agricultura e pecuária, (início no Neolítico), a Idade do Cobre e a Idade do Bronze até o início do surgimento da escrita e do Império suméria. - wikipedia
Assista:

(Mas, antes ative a legenda para escolher o português, facilmente pode ser compreendido na língua espanhola)

Parte I
Os Pré-Homínidios (A Odisseia das Espécies I)

Parte II
Os Pré-Homens (A Odisseia das Espécies I)
Parte III
Neandertal e Sapiens (A Odisseia das Espécies I)



Fonte dos vídeos: Miraquetv