Blog

Blog

15 de set de 2013

Boa noite Brasil! De tudo um pouco!...



Bloqueio: A Guerra Contra Cuba



Este documentário mostra as agressões que Cuba vem sofrendo por parte dos Estados Unidos desde o início de sua Revolução. Também poderemos constatar a firmeza e a determinação do povo cubano e de seus líderes em não se render às pressões exercidas pela maior potência econômica e militar do planeta em todos os tempos. Por mais de 50 anos, o povo de Cuba vem sendo obrigado a suportar o maior embargo econômico já exercido sobre qualquer país na história da humanidade. Tudo isso, sem mencionar os atos de sabotagem que visam destruir seus meios de produção com vista a causar-lhe escassez de alimentos e outros recursos e, consequentemente, gerar a fome e miséria entre sua população; assim como a prática de terrorismo direto, chegando inclusive ao ponto de introduzir artificialmente no país vetores de gravíssimas doenças que atacam tanto os habitantes humanos como os animais e a vegetação. No entanto, Cuba dá um exemplo para a toda a humanidade de que é possível resistir vitoriosamente a toda essa monstruosa agressão  imperialista quando um povo está dotado de consciência política, determinação de luta e organização, e é comandado por uma liderança representativa, capaz, coerente e abnegada. Nenhum país do mundo sofre as dificuldades que Cuba tem que passar para conseguir as coisas mais elementares para levar adiante o dia a dia de sua gente. O objetivo do imperialismo estadunidense (e de seus defensores em outros países) sempre foi o de impedir que Cuba pudesse desenvolver seu modelo de organização social independente de modo normal. O que queriam era evitar que outros países do Terceiro Mundo decidissem se espelhar em Cuba e trilhar o mesmo caminho.(Jair de Souza)

Se você acredita na história da velha mídia, que em Cuba não se vota, que há uma ditadura, que Fidel é um carrasco, assista ao Documentário "Fatos, Não Palavras: Direitos Humanos em Cuba".

Notícias de uma Guerra Particular




Ative a legendas para o idioma português

Aproveitando o momento em que Portugal decide descriminalizar o uso dos entorpecentes e que o estado americano do Colorado está a um passo de tornar o uso da maconha legal, e de São Paulo estar vivenciando um momento de violência terrível, postamos esse incrível documentário, que mostra que o pior efeito colateral para uma sociedade é a violência gerada pelo tráfico e que, sem a proibição dos drogas, facções criminosas, policiais, juízes e políticos corruptos, não teriam como ganhar tanto dinheiro e poder.

Sinopse Taringa: Eleito um dos melhores filmes brasileiros contemporâneos pela Revista de Cinema e vencedor da competição nacional de documentários do festival "É Tudo Verdade",  "Notícias de uma Guerra Particular" é um amplo e contundente retrato da violência no Rio de Janeiro. Flagrantes do cotidiano das favelas dominadas pelo tráfico de drogas alternam-se a entrevistas com todos os envolvidos no conflito entre traficantes e policiais - incluindo moradores que vivem no meio do fogo cruzado e especialistas em segurança pública. A realidade da violência é apresentada sem meio-tons e da forma mais abrangente possível, tornando patente o absurdo de uma guerra sem fim e sem vencedores possíveis.


    A missão de Gordon Cooper


Em 1963, Gordon Cooper fez uma missão espacial que consistia em dar 22 voltas ao redor da órbita da Terra. No último desses movimentos, pelo rádio Cooper viu um objeto luminoso verde perto de sua cápsula.
No entanto, no retorno à terra, Cooper não foi autorizado a fazer declarações a respeito e três semanas depois emitiu-se um comunicado afirmando que Cooper tinha sofrido alucinações devido ao vazamento de dióxido de carbono na cápsula.

STS-088 missão


No entanto, foi na missão STS-088, quando as imagens se tornaram definitivamente comprometedoras, causando embaraços oficiais. As fotos estão disponíveis no catálogo da NASA da referida missão. As fotografias foram tiradas do ônibus Endeavour e a NASA deu a seguinte  explicação: "era apenas lixo espacial". Confira você mesmo.