Blog

Blog

24 de set de 2013

Boa noite Brasil - Fique por dentro!


 

Por Que os Vírus Matam?

Os vírus são a forma de vida mais abundante na Terra.
Se puséssemos todos os vírus no planeta enfileirados, formariam uma reta de 200 milhões de anos luz.




Estes minúsculos organismos continuam desafiando até mesmo aqueles que passam a vida estudando-os. Nossa vida e a dos vírus estão entrelaçadas. Eles são um grande e importante componente de todos os ecossistemas deste planeta e a vida poderia não existir sem a presença deles. Não sabemos, na verdade, o quanto somos dependentes dos vírus que nos infectam. Nossas defesas imunológicas foram moldadas pela ameaça dos vírus. Mas, igualmente, elas também fazem os vírus evoluírem.


O vírus provavelmente é o menor organismo que existe. Para ter uma noção do quanto os vírus são pequenos, o rinovírus que causa o resfriado comum, tem cerca de 20 nanômetros de diâmetro. Se você alinhasse uma sequência de rinovírus, precisaria de 50 mil deles para transpor a cabeça de um alfinete.


Em meio litro de água do mar por exemplo, existem mais de 30 bilhões de vírus. Mais de 100 mil espécies diferentes, porém completamente inofensivos ao homem. Toda vez que nadamos, engolimos cerca de 30ml de água do mar. Mas isso não causa mal algum, pois estes são vírus que infectam a vida microbiana nos oceanos.

Vírus podem parecer estranhos, mas em seu núcleo, são feitos dos mesmos elementos estruturais que nós. Um vírus atravessa uma fase sem vida, fica flutuando, e está tão morto como uma pedra. Mas quando ele entra em uma célula, começa a ter os atributos de algo vivo. É quando se infiltra em uma célula que ele revela seu potencial, porque é nela onde eles se reproduzem. Eles têm que achar uma célula específica na qual eles possam entrar e se replicar.


Esse local em especial pode ser uma célula vegetal, um micróbio no mar, ou uma célula no nariz. O vírus assume o controle, obrigando a produzir mais partículas virais. E ele faz isso com uma tremenda eficiência.
O vírus pode ser muito menor que uma célula, mas essa pequena partícula viral a matará e produzirá 100 mil cópias dela mesma em questão de 6 horas. Quando a célula produzir o máximo possível, o vírus se tornará ainda mais devastador, espalhando milhões de novas partículas virais.



Esta extraordinária habilidade de se replicar significa que não há como escapar dos vírus. Mas aqueles que realmente tememos são uma proporção minúscula do número total de vírus neste planeta.

Então, por que os vírus matam?

A ciência começa a reavaliar nossa relação com os vírus e seu papel em moldar a vida na Terra. Estamos aqui para auxiliar a replicação dos vírus e na verdade todos acham exatamente o oposto.

Assista ao documentário Por Que os Vírus Matam? e descubra tudo sobre esses temíveis microorganismos que estão literalmente em toda parte.












Deus em Questão

Sigmund Freud é o mais influente porta-voz da visão de mundo secular.
C. S. Lewis o mais influente defensor da visão de mundo espiritual.
Eles representam partes conflitantes de nós e a que escolhermos determinará toda a nossa filosofia de vida.



C. S. Lewis
Sigmund Freud.
Não importa qual seja a sua fé ou no que você acredita. A forma como cada um de nós compreende o sentido da vida se reduz a uma questão básica:
Deus realmente existe?
Alguns de nós anseiam por uma relação com a fonte de todo amor, alegria e esperança e outros erguem seu punho desafiador. Mas qual o impacto de acreditar ou não em deus? Quais as diferenças entre quem crê e quem não crê em um criador? Para podermos realizar uma avaliação mais aprofundada, nada melhor do que analisar dois dos mais profundos pensadores do século XX, Sigmund Freud e C. S. Lewis.

"A religião é a neurose obsessiva universal da humanidade." (Freud)

"Acredito em Deus assim como acredito que o sol nasce, não porque posso vê-lo,  mas porque através dele posso ver todas as coisas." (Lewis)



O Mente Aguçada expõe a história de dois homens com ideias bastante diferentes da existência humana. Em Deus em Questão  faremos uma viagem emocional e intelectual pela vida e mente destes dois gigantes, à medida que tentam revelar o sentido da vida.

"Nós, mortais, temos uma raiz no absoluto. Ansiamos por essa unidade que nunca podemos atingir, exceto ao deixarmos de ser seres separados, chamados de 'nós'." (Lewis)

"Minha vida tem sido mostrar ao homem que suas crenças e seu comportamento não estão enraizados na verdade divina, mas em seus próprios medos e desejos da infância." (Freud)

Para esta série, formada por 4 partes, sete homens e mulheresforam convidados a lidar com o enigma basilar de nossa existência. A série alterna entre o debate e trechos da vida de Freud e Lewis, buscando respostas e descobrindo qual deles pensa mais semelhante a nós.







O Princípio da Vida

A história da vida pode ser vista como uma árvore muito ramificada, com todas as espécies vivas atuais ligadas a ancestrais comuns bem perto de sua base. Mas como e quando eles surgiram pela primeira vez?

Fóssil de Trilobita

Nos últimos anos, cientistas descobriram provas dramáticas de como eram esses primeiros seres. Também podemos achar indícios em animais vivos. Usando a tecnologia mais recente, é possível trazer esses antigos animais de volta à vida pela primeira vez em meio bilhão de anos. Do instante em que surgiram ao momento em que deram seus passos pioneiros sobre a terra, podemos deduzir como os animais adquiriram corpos que se moviam, olhos que viam e bocas que comiam. E podemos compreender como esses primeiros organismos lançaram as bases para os animais modernos que conhecemos. Incluindo você e eu.
Terra Primitiva











O Mente Aguçada traz O Princípio da Vida, uma série constituída por dois episódios. Uma viagem fantástica à procura da origem da vida. Uma viagem não apenas ao redor do mundo, mas de volta no tempo, para tentar construir a imagem de como era a vida nesse período inicial. Será uma viagem repleta de surpresas. Partes dela eram desconhecidas até poucos anos atrás. David Attenborough, apresentador da série, explorará a origem de tudo isto. Procurando os primeiros seres vivos que surgiram no planeta e evidências em fósseis e seres vivos do que ocorreu no passado remoto, quando as características  basilares dos animais modernos estavam sendo estabelecidas pela 1ª vez.

Assista a uma parte e encante-se com as primeiras formas de vida: