Blog

Blog

14 de set de 2013

Direto da redação - O seu fim de noite!




Maldita Hipocrisia!




http://4.bp.blogspot.com/-m6IPeSn4Wv4/Uh-gLlAawUI/AAAAAAAAvBU/MHTofraAh8w/s1600/00000-4-1.jpg
Israel tem dois segredos gigantes. O maior segredo do país é o programa nuclear de Dimona, que Mordechai Vanunu mostrou ao mundo nos anos 1970. No entanto, um dos segredos mais bem guardados de Israel é o  programa  químico e de armas biológicas. Apesar de todas as suspeitas, sabe-se que Israel tem algo escondido na manga e ninguém sabe exactamente o que está acontecer nos laboratórios e porões do Instituto de Pesquisa Biológica de Israel  (IBR), situado em Nes Tzionah, a cerca de 13 milhas ao sul de Tel Aviv.

EUA estão a transferir secretamente Ogivas Nucleares para a Costa Leste do País, segundo fonte do governo americano.



 

Vendo de outra perspectiva: Como os judeus tentaram exterminar os alemães e outros gentios



10 artigos de jornais que falam em 6 milhões de judeus entre 1915 e 1938, antes do holocausto acontecer:



Um judeu, Benjamin Freedman, avisa os americanos em 1961 das intenções dos judeus. Um discurso que fala da I e da II Guerras Mundiais.



Tradução do interessante discurso

Um pequeno trecho:

«A única razão que havia para um sentimento na Alemanha contra Judeus era o porque eles eram responsáveis pela Primeira Guerra Mundial e pelo boicote mundial. Por último eles também foram responsáveis pela Segunda Guerra Mundial, porque após isto sair do controle, era absolutamente necessário para os Judeus na Alemanha agarrarem-se a uma guerra para ver qual deles iria sobreviver. Enquanto isto, eu tinha vivido na Alemanha, e eu sabia que os Alemães haviam decidido se a Europa iria ser Cristã ou Comunista: não havia meio termo. E os Alemães decidiram que eles iriam mantê-la Cristã se possível. E eles começaram a se re-armar. Em Novembro de 1933 os Estados Unidos reconheceram a União Soviética.»



Hornet, a nova arma


Israel está a desenvolver uma nova arma. Não, não é o que normalmente pensamos como arma , não mata pessoas , não as  torna inconscientes e  não causa qualquer dor física. A nova arma vão ser as pessoas que estão a ser treinadas para defender a imagem de Israel na internet . Sim, você leu bem, é um tipo de arma social. Aqui está o que um porta-voz do exército israelita disse sobre essa arma social:  "O alvo é principalmente o público internacional, que está menos exposto aos processos operacionais. A imprensa estrangeira  tem que fazer mais" zoom -in ", aproximar-se.  É importante para nós, mostrar a totalidade das acções da IDF (Forças de Defesa Israelita ) sem filtros."  


Como se pode ver Israel sente que,ao mostrar o que realmente está acontecer, ou o que passa ao lado da história, que  poderá ser capaz de mudar a opinião pública mundial. Dizem que a opinião pública mundial é a arma mais poderosa de todas.  

Já que estamos no assunto de desenvolvimento de armas israelitas , tenho que mencionar o facto de que Israel está a criar algo conhecido como a vespa  biónica, ou bionic hornet . É uma arma robótica do tamanho de um insecto que pode ser usada para perseguir , fotografar e matar.  Muitos não acreditam que está a ser desenvolvida, pois elimina a possibilidade de danos colaterais. Por outras palavras, se  quisessem assassinar um "líder terrorista poderoso" ou qualquer um que o desejem, tudo que  há a fazer é enviar um destes minúsculos insectos, têm ferrão e provavelmente passariam despercebidos. Poderia pousar na sua cama , esperar numa cadeira até que se sente, ou esconder-se em muitos outros lugares, até que esteja pronto para injectar o seu veneno letal. Mesmo quando o alvo morre, o resto das pessoas nunca poderão saber o que aconteceu.  

Durante décadas, têm-se preocupado com as armas nucleares e de destruição maciça pelos danos que podem causar , mas  a que acabo de descrever , pode ser muito mais mortal , se  for lançada em ondas de centenas de milhares. Esta arma não  tem as restrições de uma arma nuclear, uma vez que deixaria todas as estruturas intactas e prontas a ser utilizadas pelo invasor .Temos que saber o que as novas armas que estão a ser  inventadas são capazes e das quais nada sabemos.  Quando vemos as armas que estão a ser desenvolvidas, que são capazes de toda  essa devastação e que ainda nos é permitido saber sobre elas, só podemos imaginar o que serão capazes aquelas que se desenvolvem e de que nada sabemos.

Lembram o que escrevi no post anterior sobre o IBR Instituto de Pesquisa Biológica de Israel ? Veremos então o que nos poderão mostrar sobre este departamento 

fonte:  http://aboutfacts.net/Weapons99.html

Mas neste momento a grande preocupação é Fukushima.

O vídeo foi bloqueado e consistia numa entrevista ao cientista de vanguarda e humanista Dr. Patrick Flanagan, Também cientista do ano de 1997 e fundador da Phi Sciences, onde discute o desastre de Fukushima. Flanagan explica que a situação de Fukushima é muito pior do que todos nós temos sido levados a acreditar.
Afirma ter dados que determinam que "Fukushima está a piorar o equivalente a 10 bombas atómicas de Hiroshima, em radiação, a cada hora, 24 horas por dia."
Afirma também que ele e uma equipa de cientistas, com apoio dos governos poderiam neutralizar por completo a expansão da radioatividade na central nuclear, com as novas tecnologias que usam. 


EUA em estado de sítio e que é feito dos Media?


O vídeo abaixo  FMA264 é um vídeo imperdível e começa com uma declaração de Stan Jones em 2006, o candidato libertário ao Senado, por Montana.

«Corro o risco de parecer um teórico da conspiração, mas já não é  uma teoria, o que eu estou a dizer é verdade. As organizações secretas da elite do poder mundial,  já não são  segredo. Eles planearam tudo e estão a levar-os para um governo  "comunista" mundial 
Os "lideres" começaram a mostrar clips de notícias das suas palavras proféticas que se vão tornando em realidade. Mostram-nos como estamos a ser levados directamente para  Guerra Mundial e tudo em nome da Nova Ordem Mundial.


 Mais palavras para quê?

 

 

 

Entretanto e com relação a quem proporcionou Duas Guerras Mundiais e uma Terceira que se está a desenrolar, recomendo a leitura deste artigo, escrito por alguém bastante esclarecido: A Longa Escalada

  EUA Um Século de Mentira


Fonte: Um Novo Despertar

Fonte: Revellati online 

Sobre a Síria - Um bom esclarecimento

Os convidados são a psicanalista libanesa Claude Fahd Hajjar, pesquisadora de temas árabes e autora do livro “Imigração Árabe – Cem Anos de Reflexão”, e Jaime Spitzcovsky, que já foi editor internacional e correspondente em Moscovo e Pequim



"Assad não tomaria jamais essa decisão, nem  precisaria da Rússia ou do Irão como apoiantes porque ele não mataria o seu povo!  Foi um terceiro elemento que forneceu essas arma químicas."

"Os mercenários são pagos para exporem estas imagens que depois passam na net e nos media convencionais!"

Quanto ás imagens da BBC, (essa MÁQUINA DE GUERRA tão bem exposta por Jonh Pilger na reportagem sempre censurada na net; THE WAR WE DONT SEE) da qual fala este interlocutor, acedam a este link: É ver para crer.

"Porque é que o Irão não pode ter armas nucleares e Israel pode ter as que quer?! Eu não entendo isso. Vocês sabem que se houver um abalo sísmico essa região do Médio Oriente desaparece do mapa?! Por um abalo  sísmico? Essa análise foi feita por um sírio durante uma palestra a que assisti em Damasco. É mais preocupante o arsenal nuclear de Israel do que as supostas armas nucleares iranianas."


"Porque é que Israel se considera acima da lei?!".

Palavras do Presidente sírio Bashar Al-Assad: 

O Caminho da III Guerra Mundial



 Documentário “Out of The Blue”

Quem iria se atrever em dizer ao mundo: como seria a descoberta de que estamos sendo visitados por extraterrestres, seria uma das maiores história da humanidade. Mudaria profundamente a percepção que temos de nós mesmos e do nosso lugar.

Documentário: Out of
the Blue
A definitiva investigação do
fenômeno UFO
No universo. Esta seria uma descoberta que colocaria a América ao avesso, onde nós seríamos os "selvagens", talvez por isso mesmo a simples idéia de ETs incomode tanto. Ainda mais se esses ETs não fossem ETs, e sim outra coisa que está profundamente ligada ao nosso passado ou ao nosso mundo espiritual.
O Documentário UFO - Destino Terra (Out of the Blue) é uma produção que contém informações e imagens surpreendentes, fornecidas por cientistas, astronautas, militares, pilotos, agentes secretos e até políticos. Nunca um documentário ufológico contou com tantas personalidades. Você verá os presidentes dos EUA Jimmy Carter, Gerald Ford, Bill Clinton e Ronald Reagan fazerem impressionantes declarações, raramente veiculadas antes.

O filme é narrado por Peter Coyote, o DVD mostra os astronautas Edgar Mitchell e Gordon Cooper descrevendo ocorrências com UFOs na Terra e no espaço, e o cosmonauta Pavel Popovich relatando o avistamento de um disco voador durante o vôo da estação espacial Mir. - texto do canal TheDocsBr para Out of the Blue.



UFO - Destino Terra 



Fonte do vídeo: MufonBrasil, TheDocsBr

 Brasília Secreta e a Cidade de Akhetaton no Antigo Egito


Quando o Maçon Juscelino Kubitshek teve a idéia de criar a cidade de Brasília na realidade ele estava copiando o projeto de um antigo Faraó chamado Akenaton, as quais ele se dizia ser a "reencarnação" desse Faraó. Brasília foi criada seguindo os...

A Catedral de Brasília
...moldes de cidade de Aketaton, no antigo Egito, repleto de ocultismo e simbologias idólatras e satânicas. Há muito tempo um livro chamado "Brasília Secreta" já falava sobre isso em detalhes (seria bom vocês lerem esse livro - texto as maiores mentiras da humanidade).
Quem foi Akhenaton? Akhenaton ou Aquenáton (cujo nome inicial foi Amen-hotep IV ou, na versão helenizada, Amenófis IV) foi um grande faraó da XVIII Dinastia egípcia. A historiografia credita esta personalidade com a instituição de uma religião monoteísta entre os  egípcios, numa tentativa de retirar o poder político das mãos dos sacerdotes, principalmente aqueles do deus Amon da cidade de Tebas.

Para concentrar o poder na figura do faraó, ou para apenas retirar o poderio dos sacerdotes, Akhenaton instituiu o deus Aton como a única divindade que deveria ser cultuada, sendo o próprio faraó o único representante e mediador dessa divindade. Outras fontes acreditam que Akhenaton apenas queria retirar o poder dos sacerdotes, que em muito influenciavam a vida política dos egípcios, de forma muitas vezes nocivas - texto wikipedia.
Abaixo dois vídeos sobre esta cidade e as ligações que muito não deconfiam dos motivos que o levaram a construí-la, lá no planalto central do Brasil: Aketaton é muito mais antiga, sendo que a outra "novinha" erguida sobre a influência da antiga no Egito. São cidades de pontos interligados - as semelhanças são incrivéis entre elas e suas histórias.
Assista:




Veja nesse vídeo existe belas e elucidativas imagens de Aketaton. Imagens que completam e ilustram o livro (A imagem da capa: Akhenaton - A Revolução Espiritual do Antigo Egito.
Este livro é um relato sobre a vida do faraó Akhenaton que há 3.300 anos tentou implantar entre os egípcios o culto monoteísta ao deus Aton. Romance envolvente com fundo espiritualista e com profundos detalhes históricos já comprovados pela arqueologia moderna. Texto de Imagens do Egito - Aketaton...
Veja o vídeo com as imagens do Egito antigo e atual, Amarna ou Akhetaton a cidade do Deus Aton, Cairo, Luxor, música em estilo egípcio:




Fonte dos vídeos: Diego Schneider, SpiritTvOnline,

 Quem pune estes carrascos?!

Com os cumprimentos da democracia americana e aliados

OPERATION GOMORRAH - 70 ANOS

Será como a destruição de Sodoma e Gomorra, e de seus vizinhos, diz o SENHOR; não habitará ninguém ali, nem morará nela filho de homem. (Jeremias 49:18)
Já haviam tentado um ano antes. Mandaram mil aviões atacar a cidade de Colônia (aquela da celebre catedral). Causaram muita destruição, mas “só” mataram 500 civis alemães. Churchill – O Exterminador – ficou frustrado. Logo que assumira a chefia do governo em maio de 1940 o premier britânico havia contratado como principal assessor científico o físico Dr. F.A. Lindemann, emigrante alemão cheio de ódio e de planos de destruição do seu país de origem. Em reconhecimento ao seu trabalho recebeu, ainda durante a guerra, o título de “Lord Cherwell”. Durante os meses que seguiram ao bombardeio de Colônia os britânicos trabalharam com afinco no sentido de aprimorar sua estratégia, sem deixar, é claro, de continuar seus bombardeios aéreos às cidades da Alemanha. O assassinato em massa da população civil alemã era o objetivo principal do Plano Lindemann e do seu chefe.


Finalmente chegou o dia 24 de julho de 1943. Faz 70 anos  que os aliados iniciaram aquilo que chamaram de OPERAÇÃO GOMORRA. Este nome que comandantes de países considerados civilizados deram a um procedimento militar, que planejava a matança de um sem número de homens, mulheres e crianças, faz crer que estivessem mesmo inspirados pelo diabo.
O alvo da Operação Gomorra foi a cidade de HAMBURGO. Tudo começou na noite do dia 24/25 com o lançamento de 2.300 toneladas de bombas explosivas e incendiárias por 791 bombardeiros pesados da RAF–Royal Air Force inglesa. Continuou até o dia 3 de agosto seguinte, as Super-Fortalezas americanas atacando durante o dia e os britânicos à noite. Nesta operação criou-se o que seria chamado de Tempestade de Fogo, em que este disparava pelas ruas atrás do oxigênio que consumia. No meu livro “...e a GUERRA CONTINUA” procurei fazer um relato do que então me foi dado a ver e viver.
O que restou das vítimas foi sepultado em vala comum no cemitério de Ohlsdorf, considerado o maior cemitério parque do mundo. Em 1952 foi inaugurado ali o memorial representado na foto abaixo.
Na ocasião o então prefeito de Hamburgo Max Brauer pronunciou pungente oração da qual destaco as palavras seguintes:

“A guerra aérea colocou nossa cidade em escombros. Naqueles poucos dias de verão do ano de 1943 tornaram-se vítimas dessa guerra total, da qual não havia como escapar, 55 000 crianças, mulheres e homens da população civil. Elas foram destroçadas por bombas, esmagadas pelas paredes de suas casas que desabaram ou pereceram em chamas infernais que deitaram em cinzas bairros inteiros. Hoje estamos aqui diante do jazigo comum dos mortos da nossa cidade. Nem todas as vítimas da guerra de bombas encontraram aqui o seu descanso. Muitas ficaram para sempre sob os escombros. Muitas viraram pó nas aterrorizantes fogueiras extensas, seus restos mortais levados pelo vento. Mas é a todas que o Senado e a Municipalidade mandaram soerguer este monumento conjunto que hoje queremos dedicar aos mortos em respeitosa consagração.”

 

Não sei se os anglo-americanos ainda lembram o que fizeram, mas quando a OPERAÇÃO GOMORRA completou 50 anos, dedicaram-lhe um carimbo postal. 

             Napalm contra os vietnamitas
     
 ...e da democracia Israelense


Bombas de Fósforo contra os palestinos


        E contra os libaneses bombas de urânio

Tudo arma proibida.

E a Síria é que vai pagar o pato?

Enquanto essa mídia corrupta e servil insistir que Estados Unidos e Israel são democracias, pouca coisa vai mudar.

Mas com certeza vai mudar.

Ou alguém duvida?

 Obama e Putin

Diário da Síria - A Guerra Vista Por Dentro



 O maior perigo que a humanidade enfrenta

Enquanto todos estamos focados na Síria, existe um perigo muito maior no mundo . É o desastre de Fukushima, cujos reatores derretem enquanto falamos.

O mundo está numa encruzilhada crítica. O desastre de Fukushima, no Japão trouxe à tona os perigos da radiação nuclear no mundo inteiro.
A crise no Japão tem sido descrita como "uma guerra nuclear sem guerra." Nas palavras do renomeado escritor Haruki Murakami:
 
"Desta vez ninguém  atirou uma bomba sobre nós ...fomos nós que montamos o palco e por isso cometemos o crime com as próprias mãos. Estamos a destruir as nossas próprias terras e estamos a destruir as nossas vidas."

A radiação nuclear que ameaça a vida no planeta Terra não é notícia de primeira página, em comparação com as questões mais insignificantes de interesse público, incluindo a cena do crime a nível local ou os relatórios dos tablóides de fofocas sobre celebridades de Hollywood.
 
Enquanto as repercussões a longo prazo do desastre nuclear de Fukushima Daiichi estão ainda a ser plenamente avaliadas, elas são muito mais graves do que aqueles referentes à 1986 desastre de Chernobyl, na Ucrânia, do que resultou  quase um milhão de mortes
 
Além disso, enquanto todos os olhos estavam fixos na central Fukushima Daiichi, a cobertura de notícias no Japão e internacionalmente não conseguiu reconhecer plenamente os impactos de uma segunda catástrofe em (Tokyo Electric Power Co Inc) Fukushima Daini central nuclear da Tepco.
 

O consenso político no Japão,  EUA e  Europa Ocidental é que a crise em Fukushima foi contida.
 
As realidades, no entanto, são em contrário. Fukushima 3 estava a vazar quantidades não confirmadas de plutónio. Segundo a Dra. Helen Caldicott ", um milionésimo de uma grama de plutónio, se inalado pode causar câncer".
 
Uma pesquisa de opinião de Maio 2011 confirmou que mais de 80 por cento da população japonesa, não acredita nas informações do governo sobre a crise nuclear. (Citado em Sherwood Ross, Fukushima: Japão segundo desastre nuclear, Global Research, 10 de novembro de 2011)
 
Os impactos no Japão


O governo japonês foi obrigado a reconhecer que "a classificação de gravidade da crise nuclear ... é a mesma do desastre  de 1986 em Chernobyl". Numa amarga ironia, no entanto, esta admissão tácita pelas autoridades japonesas provou ter sido parte do cover-up de uma catástrofe significativamente maior, resultando num processo de radiação nuclear global e a contaminação respectiva:"Apesar de Chernobyl ter sido um desastre sem precedentes, só ocorreu num reator e este rapidamente derreteu

 Contaminação em todo o mundo

O despejo de água altamente radioactiva para o Oceano Pacífico constitui um potencial rastilho para um processo de contaminação radioactiva global. Elementos radioactivos não só foram detectados na cadeia alimentar no Japão, a água da chuva radioactiva foi registada na Califórnia:

"Elementos radioactivos perigosos estão a ser lançados no mar e ar em torno de Fukushima acumulam-se a cada passo de várias cadeias alimentares (por exemplo, em algas, crustáceos, peixes pequenos, peixes maiores, então dos seres humanos, ou do solo, da erva, carne de vaca e leite, em seguida, nos seres humanos). Entrando no corpo, estes elementos - chamados emissores internos - migram para órgãos específicos, tais como a tiróide,  fígado, ossos e cérebro, irradiando continuamente pequenas quantidades de células, com doses elevadas de alfa, beta e / ou radiação gama, que  ao longo de muitos anos vai induzir o câncer ". (Helen Caldicott, Fukushima: apologistas nucleares Jogar Shoot the Messenger em radiação, The Age, 26 de abril de 2011)
Enquanto que  a propagação da radiação para a Costa Oeste da América do Norte foi reconhecida casualmente, nos primeiros relatos da imprensa (AP e Reuters), "citando fontes diplomáticas", afirmou que apenas "pequenas quantidades de partículas radioactivas chegaram à Califórnia, mas não representam uma ameaça para a saúde humana. "

 Michel Chossudovsky (Editor)I-Book No. 3,  de 25 de janeiro de 2012


Texto integral: Um Novo Despertar 

Fukushima em Setembro de 2013 



Boiling Sea Off Fukushima Viral Photo Of The Day

Apareceu no Twitter uma foto a mostrar um mar borbulhante perto da central  nuclear de  Fukushima , que pode estar relacionada com as radiações libertadas. A foto tornou-se viral.

Então, porque está o mar a borbulhar? A resposta pode ser encontrada no site NaturalNews.com, que nos diz que Fukushima está em Queda Livre.


 
Não há muito que possa ser feito. Centenas de milhares de pessoas vão morrer, se não milhões . Os  Oceanos ficarão contaminados por milhões de anos . A vida marinha vai morrer e o ecossistema será danificado para sempre.O " Síndrome da China " é o maior perigo que a humanidade enfrenta.

 


Os núcleos dos reactores nucleares de Fukushima ainda estão perigosamente quentes - Estão a usar água do MAR para resfriar os reatores . A radiação é como magnetismo - tudo o que toca torna-se radioactivo e contaminado - cada gota de água do mar usada para resfriar os reactores, fica  contaminada. Secretamente, a japonesa TEPCO corp. foi injetando bilhões de litros de água do mar, para o  meio dos núcleos dos reactores e de seguida, essa água foi libertada contaminando o mar. Cada gota é veneno puro.

Isto é o que está acontecer em Fukushima - os núcleos podem derreter a crosta da Terra se não continuar a injectar biliões de litros de água do mar a cada ano para os núcleos. O PROBLEMA DE FUKUSHIMA REQUER COOPERAÇÃO INTERNACIONAL . É o maior problema que a humanidade enfrenta neste momento. 
 
Se estes núcleos de Fukushima derreterem acontece o que é conhecido dentro da indústria nuclear, como " Síndrome da China . Ou seja, que se se parar de refrigerar os núcleos com biliões de litros de água do mar,  os núcleos vão aquecer e tornar-se numa massa quente efervescente, que vai começar a afundar-se directamente para o núcleo da Terra -  e supostamente, queimar todo o caminho até à 'China ' ou antípodas, falando mais correctamente. No entanto, o fluxo de água contaminada acabará por envenenar e matar todas as criaturas que vivem no Oceano Pacífico. Mortes em massa de peixes, focas e aves já estão a ser relatados.




As opções são estreitas, para dizer o mínimo. Se os núcleos  aquecerem, então  vão derreter e o seu caminho será  para os lençóis de água subterrânea, dentro da crosta terrestre e uma explosão nuclear gigante ACONTECERÁ - além, é claro, de que a água doce subterrânea de toda a região do norte do Japão vai ficar contaminada. O governo japonês precisa de desenvolver uma tecnologia de ponta de imediato, para arrefecer esses núcleos  sem contaminar o todo Oceano Pacífico. Já existem seis núcleos de reatores  em decomposição no fundo do mar de antigos submarinos militares russos e americanos - agora mais quatro núcleos estão a ser lavados e arrefecidos no Oceano, o que provavelmente irá levar o equilíbrio ecológico  numa espiral descendente.




fonte: http://www.pakalertpress.com/2013/09/01/boiling-sea-off-fukushima-viral-photo-of-the-day/
 http://www.pakalertpress.com/2013/09/08/video-fukushima-melt-down-it-is-called-the-china-syndrome-biggest-problem-facing-mankind/