Blog

Blog

10 de set de 2013

Direto da redação - O seu fim de noite!




O Enigma de Nazca


A Civilização Nazca, era uma cultura pré-incaica que se desenvolveu no deserto, bem ao sul do Peru entre 300 a.C e 800 d.C, muito conhecida pelos gigantescos geoglifos que produziu nos desérticos altiplanos próximos a atual cidade de Nazca.


O enigma de Nazca
Outra produção notável desta civilização são os aquedutos subterrâneos extremamente engenhosos, e a magnifica cerâmica policromada, normalmente de motivo zoomórfico.

A civilização de Nazca, é a cultura que se perdeu ao longo do tempo ficando no passado, envolvida nas areias do deserto.
Sinopse:
As linhas de Nazca são geóglifos e linhas direitas no deserto Peruviano. Foram feitas pelo povo Nazca, que floresceu entre 200 a.C. e 600 d.C. ao longo de rios que desciam dos Andes. O deserto estende-se por mais de 1.400 milhas ao longo do Oceano Pacifico. A área de Nazca onde se encontram os desenhos é conhecida pelo nome de Pampa Colorada. Tem 15 milhas de largura e corre ao longo de 37 milhas paralela aos Andes e ao mar.
As pedras vermelho escuras e o solo foram limpas, expondo o subsolo mais claro, criando as "linhas". Não existe areia neste deserto. Do ar, as "linhas" incluem não só linhas e formas geométricas, mas também representações de animais e plantas estilizadas. Algumas, incluindo imagens de humanos, estendem-se pelas colinas nos limites do deserto.
Se o vídeo não funcionar, clique no link para o mesmo vídeo de ”O Enigma dos Nazcas - Grandes Tesouros da Arqueologia

Assista:




Fonte do vídeo: Ptfelicitas




A história secreta do Cristianismo




Acesso secreto ao Vaticano




O exorcista do Vaticano




Césio 137 – A paixão pelo brilho da morte

“Eu me apaixonei pelo brilho da morte”

…disse uma das principais vítimas do maior acidente radioativo em área urbana do mundo. Você conhece a verdadeira história do Césio 137? Vale a pena:

O acidente radioativo de Goiânia, Goiás, aconteceu no dia 13 de setembro de 1987. No ocorrido foram contaminadas dezenas de pessoas que morreram acidentalmente pelas radiações emitidas por uma cápsula do radioisótopo Cloreto de césio, de número 137, sendo chamado de Césio-137. Foi o   maior acidente radioativo do Brasil e o maior radiológico do Planeta.

Uma das melhores simulações do Linha Direta, conta a história, detalhadamente. Pegue o refri, a pipoquinha, e dê play:

                    









Eu moro em Goiânia, e não há nada digno dessa história aqui. O Governo prefere ignorar, sempre foi assim. Infelizmente, um sucateiro, ou qualquer outro cara, nunca iria saber que aquilo era material radioativo. Portanto, não me venham com ignorância e preconceito com as vítimas – e causadoras – da tragédia.

Flechada no olho

 Olha, recebi esse vídeo por e-mail). Desde o início do vídeo em algum idolos da vida por aí, já dá pra perceber a delicadeza e destreza de um elefante nas duas pessoas. Duas antas de galocha resolveram concorrer com um número a la “Guilherme Tell”. O resultado só podia dar merda mesmo.
Tem gente que pra aparecer faz qualquer coisa né?




Físico Michio Kaku fala sobre civilizações alienígenas

No vídeo em destaque o físico estadunidense Michio Kaku, fala sobre possíveis e prováveis civilizações alienígenas nesse nosso imenso universo. É impressão minha ou estão aos poucos nos preparando para a revelação ou o possível contato? Acompanhe uma breve biografia do físico citado e não deixe de assistir ao vídeo acima.
Michio Kaku (em japonês 加來 道雄) (São José, 24 de janeiro de 1947) é um físico teórico estadunidense. É professor e co-criador da teoria de campos de corda, um ramo da teoria das cordas.

Kaku formou-se como bacharel (summa cum laude) na Universidade de Harvard em 1968, quando ele foi primeiro em sua turma de física. Em 1972, ele dirigiu-se ao Berkeley Radiation Laboratory na Universidade de Berkeley para receber o PhD. Em 1973, tornou-se membro da Universidade de Princeton. E atualmente ele é professor da City University of New York. Autor de vários artigos técnicos envolvendo a teoria das cordas, a supergravidade, supersimetria e hádrons; seus estudos atualmente se concentram na Teoria de tudo.

Ele é autor de vários livros de divulgação científica, e também fez várias participações em programas de televisão explicando os conceitos mais “esotéricos” da física moderna. Atualmente apresenta dois programas no Discovery Channel: A Física do Impossível, Como Funciona o Universo e O Mundo do Futuro.

Fontes: Wikipedia, Youtube Rafael Klaatu








Som estranho vindo do céu é gravado no Canadá


Som estranho e aterrorizante, teoricamente vindo do céu, voltou a amedrontar pessoas. Desta vez o fato ocorreu no Canadá. Estes sons estranhos, que se tornaram muito comuns no ano passado, estiveram presentes em várias partes do mundo e foram associados às trombetas do Apocalypse, livro bíblico. Vejam o vídeo gravado por uma moradora canadense.


NÃO MENCIONE OS RÉPTEIS - DAVID ICKE  

Parte 2














Decifrando Códigos - Grupo Especial do Presidente 



Mysteryquest - Alienígena Oculto 






Imagem Surpreendente Oculta "A Última Ceia" Pintura de Da Vinci, seria Jesus um Extraterrestre? Olhando para o famoso Da Vinci, "A Última Ceia" de imagem, espelhamento e invertendo a imagem da maneira correta, invertendo bem no meio você tem uma imagem escondida que é inacreditável o que é revelado é absolutamente de deixar de queixo caído! A questão é o que Da Vinci está tentando revelar? Veja o Vídeo Abaixo: Fonte:DAHBOO77 Postado por Ricardo Roehe às 20:53 0 comentários Enviar por e-mailBlogThis!Compartilhar no TwitterCompartilhar no FacebookCompartilhar no Orkut Marcadores: Alien, alienigena, extraterrestre, imagem, jesus, Jesus Cristo, leonardo da vinci, pintura, surpreendente, ufos ovnis 2013, ultima ceia Geólogos Alertam para um Possível Grande Tsunami que Poderia Devastar a Califórnia Um tsunami gerado por um grande terremoto no Alaska, que poderia causar sérios danos à economia e forçando a evacuação de 750 mil pessoas na Califórnia, por isso foi dito em um relatório publicado nos Estados Unidos, um terço de todos os militares e navios da marinha mercante na Califórnia poderiam ficar danificados, o que significaria perdas de cerca de US $ 700 milhões, enquanto os principais portos teriam dificuldade em sair para o mar as grandes navios de carga em tempo de evitar o 'impacto do tsunami. Especialistas da United States Geological Survey (USGS) basearam a sua avaliação de danos para um possível terremoto de magnitude 9,1 na costa Ritcher Pacífico do Alasca, que disse que era "hipotética, mas plausível. "" Neste cenário deve ser evacuadas 750 mil pessoas, entre elas 90 mil turistas e visitantes ", diz o relatório, publicado conjuntamente pelo Geological Survey USGS nacional e Califórnia. O número de turistas estão em maior risco, porque seriam menos capazes de saber o que fazer - subiria para milhões de pessoas no evento que o tsunami ocorre nos meses de verão, quando os visitantes se reúnem para as praias da Califórnia. " A boa notícia é que três quartos da costa da Califórnia são falésias e, portanto, imune a choques tsunami violento e devastador ", disse Lucy Jones, que liderou o estudo. Em caso de perigo, a má notícia é .... Há um estudo sobre o impacto do tsunami em usinas de energia nuclear na Califórnia, especialmente perto da costa, já que estaria em risco. "A má notícia é que um quarto do que está em jogo é a região economicamente mais valiosa da Califórnia", acrescentou. O relatório destaca o impacto potencial sobre os portos de Los Angeles e Long Beach, dois dos principais centros comerciais da costa oeste dos Estados Unidos. "Os navios maiores estão no porto e também podem ser vulneráveis", disse Lucy Jones: "Dado o curto espaço de tempo entre o alerta de tsunami ... e com a chegada da primeira onda" -3,5 horas em Los Angeles e Long Beach , pode ser "difícil ou impossível" para avisar os navios e enviá-los em alto-mar, onde haveria menos riscos. "Outros portos na Baía de São Francisco e San Diego Bay também estão propensas a danos neste cenário", acrescentou.Califórnia há muito temiam um "Big One", como os cientistas o chamam, um terremoto de magnitude 8, 5, que pode ocorrer em uma das áreas sensíveis sismologicamente e está localizado na falha de San Andreas, a leste da Los Angeles. curso de administração de empresas