Blog

Blog

25 de set de 2013

Você ainda não viu tudo! Fique sabendo!





OVNI sobre Sydney


OVNI em Sydney
OVNI em Sydney
Trazemos mais um bela captura do nosso amigo Lazslo Novak. Laszlo mora na Austrália e captura OVNIs com recursos de filmagem com e sem infravermelho, quase todos os dias. As filmagens de Novak são sempre autênticas e muito interessantes. Neste vídeo especificamente, o recurso de infravermelho foi utilizado e capturou um objeto que possivelmente tem formato discoide.
PS: Laszlo disse que viu o objeto a olho nu e depois filmou-o com uma câmera SONY.DCR-TRV530, digital com I R.850  com filtro digital Infravermelho.

Fonte: Youtube Laszlo (colourufo)

Cientistas russos dizem que Ison fez “ajustes orbitais inexplicáveis”




De acordo com a Agência Espacial Federal da Rússia, o cometa ISON fez uma série de “ajustes orbitais inexplicáveis” ao redor do planeta Marte para melhor alinhar-se com o planeta vermelho e a sua lua Phobos. Segundo os cientistas foram mudanças intrigantes. Alguns especialistas acreditam que Phobos é na verdade uma antiga nave espacial abandonada na órbita de Marte, levando a uma maior especulação de que ISON pode ser o mesmo, de acordo com EUTimes .
Este relatório Roscosmos resume as suas conclusões, afirmando que “não pode ser descartada esta teoria” que cometa ISON não seja uma “bola de gelo sujo”, um cometa, mas pode, de fato, ser um objeto interestelar sob controle inteligente em uma missão à Phobos, uma missão ainda inexplicada. Rev Michelle Hopkins discute outro assunto relacionado e também inexplicável, sobre o que estaria orbitando o Ison. Estariam alienígenas desviando o cometa de uma possível colisão com a Terra ??? Há muitos mistérios envolvendo este cometa, lembram da imagem feita pelo Hubble, deixando as pessoas intrigadas? Veja aqui.

No vídeo abaixo, por BPEarthWatch , você vai ver algo muito original sobre o relatório da Rússia sobre os “ajustes orbitais inexplicáveis”.



Fontes dos vídeos: Youtube revmichellehopkins e BPEarthWatch







Astronauta Gordon Cooper 

Astronauta, Gordon Cooper, falando sobre discos voadores em entrevista


Indicamos aos amigos leitores, verem esta fantástica entrevista onde o astronauta Gordon Cooper fala sobre discos voadores. Cooper não foi um simples astronauta, ele foi piloto do Projeto Mercury e em seu voo quebrou todos os recordes de permanência no espaço, passando um total de 34 horas, 19 minutos e 49 segundos num total de 22 órbitas em volta da Terra, mais que todos os voos anteriores da Mercury juntos, sendo o primeiro astronauta a dormir no espaço.
Em agosto de 1965, Cooper comandou a nave Gemini V num vôo de oito dias e 120 órbitas em volta da Terra, ao lado do astronauta Charles ‘Pete’ Conrad – que comandaria a Apollo 12 e seria o terceiro homem a pisar na Lua – demonstrando pela primeira vez que astronautas poderiam suportar um longo período na falta de gravidade, experiência fundamental para testar a capacidade do homem de adaptação ao espaço pelo tempo necessário de uma viagem de ida e volta à Lua.
Cooper e Alan Shepard, os dois únicos remanescentes da equipe original do Projeto Mercury ainda em atividade no f
im dos anos 60, disputaram a vaga para comandar uma Missão Apollo e pisar na Lua. Com a escolha de Shepard, que acabou comandando a Apollo 14, Cooper aposentou-se da NASA e da Força Aérea como coronel, em julho de 1970, tendo voado cerca de 222 horas pelo espaço.
No fim da vida ele foi acometido pelo Mal de Parkinson e morreu de ataque cardíaco em 2004, em sua casa em Ventura, na Califórnia, aos 77 anos de idade.

Fonte: Wikipedia e Youtube

A Revolução Virtual

Tudo que é tocado pela internet se transforma.
Mas quais foram as mudanças trazidas por essa revolução virtual?

Ter o nosso mundo conectado digitalmente impactou absolutamente tudo o que existe, mudando a maneira como pensamos e agimos e, remodelando os costumes e a cultura de toda uma geração. Ela criou uma prosperidade inimaginável, abriu novos campos de conhecimento, mas também foi acusada de criar viciados em internet. Tal ferramenta tem o maior potencial entre tudo que já foi desenvolvido pela raça humana. Uma tecnologia incrível que abriu as possibilidades para o conhecimento, tornando as informações acessíveis para qualquer pessoa do planeta.
O poder que a rede mundial proporciona não tem precedentes na história da humanidade e representa um ecossistema de informações totalmente novo. Ela está acelerando a globalização, encorajando pessoas comuns a lutarem por liberdade e democracia, mas ao mesmo tempo causando consequências indesejáveis.

Essa é a história de uma revolução que afetou o planeta e como nos tornamos cúmplices de algo que está redefinindo nosso mundo, a conexão de todas as pessoas através da internet. Nesta série, formada por 4 episódios, encontraremos com todos os pioneiros e figuras-chave, Google, Facebook, Tweeter e todos os que ajudaram a inflar esta ferramenta quase onipresente.















EUA estariam secretamente se preparando para uma mega catástrofe



Belas Equações

Para muitos, as equações não passam de símbolos incompreensíveis.
Mas para os cientistas são verdadeiras obras de arte.

Onde está a beleza das equações? O que há de tão belo em um bando de símbolos? Na arte, a beleza é fundamental, mas será que isso se aplica às fórmulas matemáticas? É exatamente o que descobriremos em Belas Equações, onde o artista e crítico de arte, Matthew Collings, entrará num mundo completamente desconhecido para ele, para ver as mais importantes equações científicas e entender de que forma elas descrevem o Universo. De Albert Einstein a Stephen Hawking, ele fará um apanhado em busca da maravilha existente nessas fórmulas, com explicações consistentes de pessoas que realmente entendem do assunto.

Embarque nesta jornada e aprenda mais sobre os símbolos que foram criados nas mais fantásticas mentes do mundo. Finalmente você terá a oportunidade de entender do que se trata todo aquele emaranhado de letras, números e sinais. Saiba como eles são capazes de expressar o funcionamento das coisas e de que forma se aplicam ao mundo real. Descubra como as equações se tornaram a ferramenta mais importante da ciência, forçando as fronteiras do conhecimento e nos proporcionando ideias que vão além da imaginação humana.



A História do Satélite

Era apenas uma bolinha cheia de antenas que girava ao redor da Terra, cerca de 200km acima de nossas cabeça, ecoando um simples sinal de rádio.
Ninguém pensou que algo tão simples pudesse ser tão avassalador.
O fato é que o mundo nunca mais seria o mesmo depois disso.
Antigamente, o mundo era muito diferente. As notícias já eram velhas quando chegavam nas TVs. As previsões do tempo eram incertas e muitas pessoas morriam por informações falhas. Todo ano, navios encalhavam e furacões chegavam de surpresa, levando consigo várias vidas desprevinidas. Até que algo aconteceu, mudando o mundo de maneira irreversível.
Nós entramos na era do satélite. E depois disso tudo mudou.
Sputinik I
Em 4 de outubro de 1957, a União Soviética lançou o primeiro satélite do mundo, o Sputinik 1. As principais notícias de todas as mídias do planeta foram ocupadas, em plena guerra fria, pelo espetacular objeto voador que circundava a Terra. 
O mundo ocidental dobrava-se ao surpreendente feito da União Soviética: Pela primeira vez na história da humanidade um satélite artificial era lançado e colocado com êxito em órbita terrestre. Mais que isso, a esfera de aluminio reluzente podia ser vista a olho nu, durante a noite, por onde passava, como se fosse uma nova estrela no firmamento. Homens, mulheres, idosos e crianças postavam-se nas ruas, logo após o sol desaparecer, na esperança de testemunhar em algum lugar do céu o espetáculo que estava na boca do povo.
  
Sistema de Posicionamento Global
Desde que os satélites foram postos em órbita, mudanças significativas abalaram o nosso mundo. Uma das coisas que nos possibilitou um grande avanço e uma maior compreensão foi o Sistema de Posicionamento Global, o GPS, que opera por meio de 24 satélites, cada um transmitindo constantemente a hora e dados sobre suas localizações. Na Terra, um receptor GPS pode receber essas transmissões, calculando a distância entre ele e pelo menos quatro satélites, assim, o receptor pode determinar sua localização exata, com precisão.

Através dos satélites passamos a reproduzir sinais de rádio, TV, celular, entre outros, além de podermos observar o planeta do espaço, fazendo previsões climáticas e meteorológicas mais precisas. Tivemos a oportunidade de observar melhor o espaço e realizar experiências fora da Terra.

No documentário A História do Satélite você descobrirá como surgiram essas incríveis máquinas, a história de como nós construímos os satélites, e como os satélites construíram o mundo moderno.









Destino no Espaço


Se algum dia você sonhou em ser um astronauta, essa é a sua chance de embarcar num foguete e acompanhar de perto tudo o que acontece acima de nossas cabeças, no espaço.

A raça humana sempre foi muito curiosa e jamais se contentou com respostas superficiais. Sempre em busca de conhecimento, o homem sempre quis aprender mais sobre tudo aquilo que o cercava, estudando absolutamente todas as coisas que não entendia. Como já era de se esperar, logo se deparou com alguns questionamentos básicos sobre o céu, as estrelas e tudo aquilo que viam à noite. Isso o levou a explorar o espaço e se dar conta da imensidão do Universo, o que deu-lhe uma pequena noção de quão pequenos eles eram perto de tal grandiosidade.

Mas a busca não parou e a humanidade aos poucos avançou pelo negro e gelado espaço, explorando em pequenos passos aquilo que ainda não controlava. Em relativamente poucos anos o homem conseguiu arrumar um modo de sair de seu próprio planeta, utilizando os recursos que lhe eram disponíveis, para literalmente sentir na pele o que é sair da órbita terrestre e habitar o espaço.
Um feito que para alguns não significa muita coisa, mas que de fato é uma das coisas mais extraordinárias que o ser humano já foi capaz de realizar.

Com imagens simplesmente surpreendentes, Destino no Espaço é um documentário que vai seduzir você do início ao fim, mostrando como é a vida do lado de fora do nosso planeta.
Embarcaremos literalmente numa nave espacial e decolaremos rumo ao espaço, para vermos com nossos próprios olhos o que se passa com os astronautas lá em cima. Acompanharemos todo o trabalho realizado para que tudo saia como o planejado e o que é necessário para viver fora da Terra.
As imagens são de tirar o fôlego, filmagens reais, feitas pelos próprios astronautas e por câmeras instaladas nas naves. São cenas únicas, de tamanho esplendor que chegamos a ficar paralisados de admiração. O Mente Aguçada tem um enorme prazer em recomendar mais um conteúdo de altíssima qualidade, que fará seus olhos brilharem diante da tela.