Blog

Blog

26 de set de 2013

O que você ainda não viu! - Fique sabendo!



As escolas matam a criatividade; produzem escravos

Um excelente, divertido e curto vídeo, onde Sir Ken Robinson mostra como as escolas e a Educação em geral matam a criatividade e o espírito crítico, anulando por completo o individualismo criativo para promover o pensamento de grupo e por consequência, o Pensamento Único.


O vocabulário diabólico da Unesco

As coisas terríveis às quais aludirei neste texto estão documentadas no livro 

Maquiavel Pedagogo, de Pascal Bernardin (publicado em português pela VIDE Editorial): são idéias sistematicamente defendidas e propagadas, em documentos oficiais, por cientistas e pedagogos da Unesco. Se não refiro cada uma delas a seu específico lugar é por falta de tempo, e por saber que esse grosso trabalho já está feito e publicado. Por outro lado, mesmo que não houvesse provas textuais, há uma coisa que deveria trazer-me o benefício da dúvida: muito do que vou dizer aqui pode provocar no leitor, como provocou em mim, lembranças de uma idade mais inocente, em que um pervertido obteve permissão de meus pais para estuprar minha consciência, assim aviltando o nome e a glória da profissão de professor. 

Não tratarei aqui dos fins das acções da Unesco. Ela possui um ideário que é, de resto, o mesmo da ONU, e que não deixa de ter muito em comum com a mentalidade jornalística brasileira (ou, o que dá no mesmo, com os liberais americanos e europeus). Tudo o que se diz nos documentos da organização é sempre justificado pela necessidade de acabar com o preconceito, a discriminação, o atraso cultural da sociedade, etc. Não preciso dizer que, múltiplas vezes, vemos essas lindas palavras ligadas à célula familiar (transmissora de preconceitos), às religiões e às culturas nacionais e tradicionais ("preconceito étnico"). Numa palavra, a Unesco sonha com uma "ética universal" (sic) fundamentada nos chamados direitos humanos - explicitamente, no internacionalismo, no materialismocientificismopacifismo radical ("não-violência") e ecologismo. Esse, porém, não é o meu objecto, porque já vem sendo discutido com seriedade por autores como o Mons. Juan Claudio Sanahuja.
Para eliminar os preconceitos e demais mazelas das nações, os pedagogos da Unesco vêm estudando, há décadas, uma disciplina chamada Psicologia Social (muitas vezes aludida com o nome genérico de "Ciências Sociais", mas facilmente interpretada no  contexto como significando especificamente a Psicologia). O meu objectivo aqui é explicar o significado concreto da terminologia (vaga e de difícil interpretação, aos olhos de um leigo) que está a ser utilizada nos documentos da Unesco e, consequentemente, no ensino universitário de Pedagogia.
O conceito-chave é, evidentemente, educação. A palavra tem um sentido muito específico, que é delineado pelas exigências que dela se fazem. Os maníacos da Unesco admitem que todo projeto educacional é determinado pelo seu objectivo, pelo seu fim; e neste caso, dizem eles, o fim não pode ser um "intelectualismo elitista", que privilegie o "acadêmico". A educação visa, ao contrário, ao desenvolvimento social. "Desenvolvimento social" quer dizer a construção de um certo tipo de sociedade, em que as pessoas se comportam desta ou daquela forma - e isso remete, evidentemente, à "ética universal" de que falei acima. A ideia é, numa primeira fase, desenvolver uma educação multicultural, isto é, uma educação que facilite a convivência de diversas "culturas" (no sentido de "sociedades distintas"). Em seguida, passar-se-á a uma educação intercultural, que deveria ser chamada "unicultural", pois visa à ética supra citada. A oposição multicultural intercultural é importantíssima, pois diz respeito a uma fase de transição e ao objectivo propriamente dito.

Ora, uma "educação" que pretende produzir um conjunto de atitudes, visando ao "desenvolvimento social", não pode prescindir de um método adequado - o qual, como vimos, não pode ser o método tradicional, cuja fundamentação "acadêmica" é pouco eficaz na criação de culturas (os cientistas enfatizam bastante a ineficácia "prática" do método tradicional, "intelectualista" e "elitista"). Aqui entram as "Ciências Sociais", e por isso é que será feito um estudo intitulado A Mudança de Atitudes ("atitude" significa o comportamento, a conduta, behavior). A educação tem de tornar-se não-cognitiva ou, como os pedagogos preferem, ativamultidimensionalexperimental. Isso deve-se a psicólogos comportamentais (behaviorists) terem demonstrado experimentalmente a eficácia de ações na mudança de comportamento.

As Farmacêuticas, as 7 Irmãs e a Vergonhosa História do Petróleo

A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA CRIMINOSA. 

 

O alemão Dr. Matthias Rath faz um apelo de coragem a todos os alemães, onde acusa a indústria farmacêutica. 

Talvez um dia a humanidade caia na realidade, de que para a elite económica e financeira que nos (des)governa e que não passam de ramificações deste maligno cartel fundado em 1913, não passamos de cobaias no terreno  cuja VIDA não vale um dólar em papel



"Se, por um lado não tive oposição no âmbito científico, pelo outro, a oposição por parte da indústria farmacêutica é terrível. Durante os cinco últimos anos, a sua estratégia principal tem sido tentar desprestigiar a divulgação destas descobertas na área da saúde natural, não patenteável, no intuito de proteger o seu negócio com investimentos de muitos milhares de milhões de dólares com a doença."

"O único motivo pelo qual a indústria farmacêutica não se defrontou comigo é porque eu relacionei este negócio sem escrúpulos ou "negócio com a doença" com os maiores crimes contra a humanidade cometidos durante o século 20: a morte maciça durante a segunda guerra mundial. É um facto histórico que o cartel das indústrias farmacêutica e petroquímica financiaram a chegada ao poder de Hitler 70 anos atrás. A Segunda Guerra Mundial foi principalmente uma guerra pela conquista dos recursos naturais existentes na Europa do Leste e na Ásia." M. Rath

Deixo aqui ficar  quatro importantes episódios que passaram na RTP2 sobre o cartel do petróleo e a sua relação com o cartel químico/farmacêutico:  O Segredo Das 7 Irmãs. Neste excelente e completo documentário 
A Vergonhosa História do Petróleo  vem explicado os interesses políticos do séc XX e XXI na Eurásia e mais recentemente a queda da URSS. Embora este post tenha sido já divulgado o Guerra Silenciosa, insisto devido à sua importância.

Se quiserem perceber o enredo da política mundial, sigam os pipelines, ou oleodutos. Aqui pode ver a série completa e esclarecedora para que se percebam as conjunturas no mundo.

Sobre a Síria - Um bom esclarecimento

Programa Canal Livre: Os conflitos na Síria e a NOM



Os convidados são a psicanalista libanesa Claude Fahd Hajjar, pesquisadora de temas árabes e autora do livro “Imigração Árabe – Cem Anos de Reflexão”, e Jaime Spitzcovsky, que já foi editor internacional e correspondente em Moscovo e Pequim

 fonte: Nos Dias de Noé

Retirei excertos que considero dignos de destaque, mas aconselho a que veja toda a reportagem, para melhor entendimento. São várias perspectivas.

"100.000 mortos em 2 anos de guerra."


"Armas nucleares foram usadas por Israel para atacar a Síria, 3 vezes este ano, e corajosamente Assad não contra atacou, porque aí sim, teria feito um grande estrago no Médio Oriente"


"Em Alepo não se compreende o que os rebeldes falam porque eles não são sírios. Se falam árabe, falam um árabe que nós não compreendemos porque não é o árabe da Síria. Há uma destruição da Síria da mesma forma que houve a destruição do Iraque e da Líbia. Essa é uma programação mundial feita pelo Grupo Bilderberg e por outros grupos que querem o domínio mundial. Senhores, nós não estamos brincando, estamos falando de coisas sérias! Destruir um país, fazer com que 4 milhões de pessoas saiam de suas casas, que as crianças morram, que as mulheres sejam rasgadas nas suas barrigas e retirados os seus fetos e depois pendurados, isso é feito por quem? Pelos bárbaros que foram introduzidos na Síria!"  "A Revolução começou 7 meses depois, a 30 de Junho de 2010, que Assad abriu o País economicamente e de 2 bancos instituídos na Síria, no regime anterior, no momento havia já uma cadeia de 30 bancos. Um país só é livre se o for economicamente. Estava em processo."


"A Al Qaeda, um grupo negro visto como terrorista pelos EUA, hoje em dia são aliados!"


"A ordem para a utilização do gás venenoso tem de vir do mais alto escalão que é Assad, e neste caso ele é tão pressionado pela Rússia e pelo Irão que ele dificilmente tomaria esta iniciativa  se não tivesse o aval deste dois países.(...) Não resta dúvida de que houve um conluio de altíssimos escalões no espraiamento desse gás venenoso e isso coloca a Rússia com um pé no Médio Oriente, algo que não acontecia nos  últimos 20 anos."


"Assad não tomaria jamais essa decisão, nem  precisaria da Rússia ou do Irão como apoiantes porque ele não mataria o seu povo!  Foi um terceiro elemento que forneceu essas arma químicas."


"Os mercenários são pagos para exporem estas imagens que depois passam na net e nos media convencionais!"


Quanto ás imagens da BBC, (essa MÁQUINA DE GUERRA tão bem exposta por Jonh Pilger na reportagem sempre censurada na net; THE WAR WE DONT SEE) da qual fala este interlocutor, acedam a este link: É ver para crer.

"Porque é que o Irão não pode ter armas nucleares e Israel pode ter as que quer?! Eu não entendo isso. Vocês sabem que se houver um abalo sísmico essa região do Médio Oriente desaparece do mapa?! Por um abalo  sísmico? Essa análise foi feita por um sírio durante uma palestra a que assisti em Damasco. É mais preocupante o arsenal nuclear de Israel do que as supostas armas nucleares iranianas."


"Porque é que Israel se considera acima da lei?!".


 Incêndio químico: Cidades de Santa Catarina são EVACUADAS AGORA! Ciclone pode espalhar fumaça para Paraná, São Paulo e Rio. SC também é local de EXERCÍCIOS MILITARES!

Pessoas deixam suas casas em São Francisco do Sul por causa de fumaça  Reprodução/Youtube

Seria isso alguma sabotagem? Uma falsa bandeira?
Material que explodiu em São Francisco do Sul - Santa Catarina possui nitrato de amônio, diofosfato de amônio e cloreto de potássio, que são produtos tóxicos e nocivos à saúde, através da inalação e absorção com a pele!
Incêndio em SC: Governador decreta estado de emergência




SANTA CATARINA ESTÁ SENDO LOCAL PARA EXERCÍCIOS MILITARES!
Justamente hoje!
O Exército e outros órgãos de defesa de Florianópolis começaram a se mobilizar nesta quarta-feira para uma simulação que acontece na quinta enquadrada na Operação Laçador, que iniciou dia 16 de setembro e vai até o dia 27 de outubro, com inúmeras atividades nos três Estados do Sul. Os militares estão nas ruas da Capital para fazer reconhecimento de campo.
A partir das 8h da quinta-feira, o Exército estará reunido na Base Aérea para a recepção do fictício vice-presidente do país, que virá analisar as condições de Santa Catarina, território de retaguarda de uma guerra que ocorre entre dois países no Rio Grande do Sul.