Blog

Blog

12 de set de 2013

Direto da redação - Edição da tarde!




 SBT: OVNIs Arquivo Secreto

O programa Conexão Repórter apresentado por Roberto Cabrini, exibido no dia 07 de Outubro de 2010, abordou os enigmáticos mistérios dos OVNIs. No programa realizado com depoimentos, entrevistas de ufólogos e autoridades militares.


Descrição sobre o programa especial:

A eterna pergunta que nos assombra, principalmente em noites de trevas. Estamos sozinhos no universo? Seres de outros planetas visitam a terra? Alienígenas estão nos observando? O que pensam os cientistas? O que acredita o Brigadeiro da reserva, responsável pelo espaço aéreo brasileiro por seis anos? Pela primeira vez na história do Brasil, o governo libera documentos de três décadas de monitoramento do espaço aéreo.
E em Mato do Grosso do Sul, uma comunidade cria uma cidade, segundo seus responsáveis, projetada e guiada pelas orientações dos  extraterrestres. Os formatos das casas, a escolha dos alimentos, o aerodisco, as cavernas. E uma imagem intrigante e inédita na televisão brasileira. Os ufólogos do projeto portal gravam a apariação de um extraterrestre. Lunáticos ou um povo escolhido por uma inteligência superior?

Paulo Aníbal é um caçador de OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados). Biólogo de formação, ele vasculha os locais onde surgem sinais de aparições.

  • O espaço aéreo brasileiro é invadido por OVNs?
  • O céu do Brasil é ocupado por UFOs?
  • Os radares conseguem captar as naves de outros planetas?

Quatro mil páginas de revelações ufológicas. Documentos, desenhos, fotos e vídeos. Tudo baseado em relatos de  pilotos e controladores de voo. Esses documentos foram liberados depois de uma exaustiva batalha dos ufólogos. Uma comissão foi criada para pressionar o governo. Os documentos estão disponíveis no arquivo nacional. Um dos mais relevantes é o da chamada operação prato.

A operação prato foi  realizada pela Força Aérea Brasileira em 1977 e 1978, em Belém, no Pará. O comandante da operação era o coronel Uyrangê Hollanda. A missão era verificar a ocorrência de estranhos fenômenos, com luzes estranhas, relatados pela população do município de colares. Os militares  montaram uma base em Colares e passaram a vigiar o espaço aéreo dia e noite. Era a tentativa das forças armadas para explicar o chupa-chupa. Conforme a missão avançou, o coronel teria tido um contato imediato de segundo grau.

O Brigadeiro José Carlos Pereira comandou por dois anos, o COMDABRA (Comando de Defesa Aereoespacial Brasileiro). Por quatro anos, ficou a frente do alto comando da força aérea. Hoje na reserva, o Brigadeiro ajudou a comissão brasileira de ufólogos a pressionar o governo para liberar os documentos. Em 1997, três meses depois de dar a entrevista à equipe da revista ufo, ele foi encontrado morto em sua casa. A polícia tratou como suicídio.

Fenômenos não explicados. Objetos voadores não identificados. Mistérios não desvendados:

Ufólogos de todo o mundo tentam provar que existe vida fora do sistema solar. Estamos a caminho da cidade de Corguinho, a 107 quilômetros de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. Uma comunidade acredita viver sob a orientação dos  extraterrestres. Uma cidade inteira foi construída como um portal ufológico. A cidade dos ets, como é conhecida, vai se chamar Zigurates. A fazenda tem 60 moradores. Daqui dois anos, quando tudo estiver pronto, serão quatro mil. As casas tem telhados arredondados e alguns são em formato de iglu. Cada iglu custa em média 50 mil reais. Seu Manoel é argentino e vive lá há dez anos. Ele veio para a fazenda em busca de respostas. Na nova cidade, as casas vão ter galerias que desembocarão no centro de uma pirâmide. Mas tudo isso tem um custo alto. O investimento total da nova cidade é de 30 bilhões de reais. Só a pirâmide vai custar 10 bilhões. Mas o dinheiro vem de onde?
O Centro Tecnológico é uma das prioridades do projeto. Em fase final, ele vai ser inaugurado daqui a dois meses. O objetivo é prever catástrofes com muita antecedência. Os moradores do projeto portal trabalham com o calendário Maia e também acreditam que em 2012, muitas tragédias naturais irão acontecer. Previsão de incêndio que eles não puderam fazer, nem com a ajuda dos extraterrestres. No mês passado, parte da fazenda pegou fogo destruindo uma boa área. Ninguém saiu ferido mas os estragos foram imensos para a vegetação. Passado o susto, as construções da nova cidade prosseguem. Algumas casas serão verdadeiros bunkers e estão preparadas para receber pessoas em caso de alguma calamidade.

Tudo na fazenda é feito sob orientação dos seres extraterrestres que eles acreditam existir. A escolha dos alimentos segue recomendações que a medicina atual também recomenda. A construção de um aerodisco também seguiu as recomendações dos seres de outros planetas. O projeto começou há cinco anos e já custou 500 mil reais. O aerodisco já teve seu voo de teste, mas antes de ganhar os ares, ainda precisa de ajustes.
Corguinhos foi escolhida como sede da cidade dos ets pela localização. É nessa área que, segundo os moradores, acontecem as aparições e as conversas com os extraterrestres. E será que existem sinais dessas visitas?
Em um dos vídeos do projeto portal, a gravação capta um extraterrestre adolescente de nome Bilú. Fraude ou experiência legítima? Nós levamos as gravações  para o perito da Universidade de Campinas, Ricardo Molina. Todo cuidado é pouco na apuração da veracidade das informações. As fraudes na ufologia são comuns. O tema gera fascínio e cria uma demanda por fatos novos. Não faltam candidatos a enganar as pessoas, visando lucro. O caso mais célebre aconteceu em 1995. A autópsia de um ET revelou uma das maiores farsas da história. A Fox Network exibiu um vídeo, em preto e branco, numa sequência de imagens em que uma suposta autópsia era realizada num ser de outro planeta. O truque foi feito com um boneco muito bem confeccionado. Um produtor inglês embolsou com as imagens fantasiosas, duzentos mil dólares. A ciência não comprova vida fora do planeta terra. Ufólogos de todo o mundo tentam comprovar que não estamos sós no universo. A verdade ainda está lá fora.

Assista:


Parte 1


Parte 2


Parte 3


Parte 4


Parte 5



Fonte dos vídeos: Ricardo Maganhati




 O Monstro da Via Láctea - Buraco Negro

O que começou por ser a explosão cataclísmica de uma estrela numa violenta supernova acabou se se transformar no fenómeno mais misterioso do Universo: um buraco negro. O que começou por ser a explosão cataclísmica de uma estrela.


National Geographic: Monstro da Via Láctea - Um
Supermassivo Buraco Negro
Numa violenta super-nova acabou por se transformar no fenômeno mais misterioso do Universo:

um buraco negro. Os buracos negros fazem parte do imaginário de ficção científica e a eles estão muitas vezes associadas passagens que permitem viajar no tempo e no espaço.
Nada sobrevive a um buraco negro: a sua força da gravidade é tão forte que atrai o tempo e o espaço para um furioso turbilhão a que nem mesmo a luz pode escapar. Será que os buracos negros são aberrações da natureza ou será que o Universo esconde muitos destes misteriosos fenómenos? O Universo visível é constituído por 125 mil milhões de galáxias e as galáxias de maiores dimensões têm um buraco negro.
Na verdade, até a nossa Via Láctea tem um super-massivo buraco negro com 50 milhões de quilómetros de diâmetro no centro da galáxia. Que papel têm os buracos negros na atracção da matéria no meio da rede de gás e de galáxias? Será que podemos evitar que um buraco negro, com o seu apetite voraz, “limpe” o nosso Sistema Solar?

Assista:




Fonte do vídeo: Tupan1969

O Livro Egípcio dos Mortos

        
Estive assistindo este documentário noite passada, e achei ele bastante interessante, assim, optando por compartilhar com vocês. É um documentário sobre o “Livro Egípcio dos Mortos”, que é bastante intrigante para nós, nos dias atuais.
O documentário mostra como foi achado o único exemplar intacto e totalmente preservado desta obra, e que foi salvo graças às habilidades de um contrabandista de antiguidades, dentre outras importâncias em torno do mesmo.
Por que para todo egípcio era importante ser enterrado com um exemplar deste livro? O Livro dos Mortos (cujo nome original, em egípcio antigo, era Livro de Sair Para a Luz ) é a designação dada a uma coletânea de feitiços, fórmulas mágicas, orações, hinos e litanias do Antigo Egito, escritos em rolos de papiro e colocados nos túmulos junto das múmias. O objetivo destes textos era ajudar o morto em sua viagem para o outro mundo, afastando eventuais perigos que este poderia encontrar na viagem para o Além. (Trecho retirado do Livro dos Mortos – Wikipédia)
Enfim, o documentário tem 1:30:00, e vale a pena cada segundo. Então, pegue a pipoca, o refrigerante, e aproveite o vídeo.


Caso Araceli: Um crime que chocou o Brasil

        


Esse caso é bem antigo. Mas, ainda assim, assusta muitas pessoas que ficam sabendo dele. Como já coloquei em outros posts, não tenho palavras pra definir pessoas que fazem isso contra criança. Só a título de curiosidade - e para você que não vai ler o texto - a morte de Araceli Cabrera Sanches Crespo (um pouco menos de 9 anos)  foi tão barbara e cruel que a data da sua morte tornou-se o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, através de lei sancionada pelo Congresso Nacional em 2000. Claro, que isso não é nenhum orgulho, porém é um meio de se conseguir justiça e evitar que novos crimes assim possam acontecer (mesmo que esse pensamento seja um pouco utópico)
Eu particularmente odeio copiar e colar um texto , mas achei o texto da PAIR (programas de ações integradas e referenciais de enfrentamento à violência sexual infanto juvenil) tão bom e tão explicativo que se eu “editar” o texto do meu jeito estraga. Por tanto, como costumo fazer, alguns avisos pra vocês que reclamam: O texto será grande, não é meu (só se você ainda não entendeu) e, quem sabe, cansativo para alguns. Mas acho altamente necessário. Obrigada pela atenção e… Partiu!

Há exatamente 38 anos, a menina Araceli Cabrera Sanches Crespo era assassinada em Vitória, Espírito Santo, em um dos mais brutais crimes da história do Brasil. O corpo, desfigurado e com marcas de tortura e abuso sexual, foi encontrado quase uma semana depois, e a data de sua morte tornou-se Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, através de lei sancionada pelo Congresso Nacional em 2000.
A data foi escolhida pela brutalidade com que o assassinato foi cometido. A menina, que estava próxima a completar nove anos, foi espancada, estuprada e drogada, e teve os mamilos e a vagina dilacerados a dentadas. Seu corpo foi encontrado em um terreno baldio, queimado e desfigurado com ácido, para dificultar sua identificação. Seus algozes pertenciam a famílias tradicionais e muito influentes no estado, razão pela qual tanto a Justiça como a Polícia foram negligentes e, inclusive, corruptas.
Araceli, nascida em 2 de julho de 1964 em Vitória, e morta em 1973, com apenas oito anos e dez meses de vida, era a segunda filha do eletricista Gabriel Crespo e da boliviana Lola Cabrera, na época radicada no Brasil. A garota morava com os pais e com o irmão maior, Carlinhos, em uma casa modesta da cidade de Serra, vizinha da capital capixaba, em uma rua que nesse tempo tinha o nome de São Paulo, mas hoje chama-se Rua Araceli Cabrera Crespo, em homenagem a menina.
O assassinato de Araceli, que nunca foi esclarecido e cujos culpados jamais foram punidos, estremeceu a população de Vitória, gerou indignação nacional e foi tema de várias publicações no jornalismo e na literatura. A mais famosa delas foi o livro “Araceli, Meu Amor”, de José Louzeiro, lançado em 1975. Trinta anos depois, foi a vez dos então estudantes Tatiana Beling e Diego Herzog realizarem o curta-metragem Caso Araceli, A Cobertura da Imprensa, no qual enfocavam o tratamento dado pela mídia ao caso.

Acompanhe abaixo o curta realizado pelos estudantes. Está dividido em 4 partes que duram em torno de 5 minutos.





Cronologia do crime

No dia 18 de maio de 1973, Araceli saiu mais cedo da escola, a pedido da mãe, que escrevera um bilhete para a professora. A menina se dirigiu então a um edifício levando um envelope, que continha — sem que ela soubesse — drogas para ser entregues a um grupo de rapazes, filhos de famílias ricas e importantes da cidade e que eram conhecidos por seu gosto em realizar orgias regadas a narcóticos, álcool e sexo.
Ao chegar ao lugar indicado por Lola, que era quem provinha de drogas aos jovens, Araceli se deparou com os rapazes, que já se encontravam sob os efeitos da cocaína. Estes a atacaram e a mataram com requintes de crueldade, deslocando seu queixo com socos e lacerando a dentadas seus mamilos, parte da barriga e sua vagina. Segundo uma testemunha, antiga amante de um dos envolvidos, Araceli foi violentada e dopada com uma forte dose de LSD, à qual não resistiu; exames periciais constataram depois que a menina foi também asfixiada.
O corpo da garota foi encontrado nu e desfigurado, seis dias depois do crime, em um terreno baldio. Antes, o cadáver havia sido levado para o bar de Jorge Michelini — a quem supostamente a droga estava dirigida, e cujo sobrinho, Dante, estaria envolvido no crime — e deixado por vários dias no freezer do lugar, localizado em uma movimentada rua da cidade. Tudo isto foi feito sem nenhum cuidado em evitar testemunhas, tamanha a certeza da impunidade dos assassinos e seus cúmplices. Finalmente, um ácido corrosivo foi jogado sobre os restos mortais da menina para dificultar sua identificação.
Apesar de Gabriel Crespo ter reconhecido o corpo da filha por um sinal de nascença, a certeza veio em um dia em que ele levou o cachorrinho de estimação da menina, Radar, ao Instituto Médico Legal (IML). Ao chegar ao local, o animal — que tinha recebido esse nome porque sempre a localizava — se dirigiu imediatamente à geladeira e passou a arranhar a gaveta em que se encontrava o cadáver de sua dona. Este permaneceria ainda dois anos e meio no IML, antes de ser enviado para uma autópsia no Rio de Janeiro e posteriormente sepultado, em 1976.
Os principais suspeitos do crime foram Paulo Constanteen Helal (o Paulinho) e Dante Michelini Júnior (o Dantinho): o primeiro, filho de um latifundiário membro da maçonaria capixaba; e o segundo, herdeiro de um rico exportador de café. De acordo com versões não confirmadas, ambos organizavam festas nas quais se drogavam e violentavam menores em apartamentos mantidos unicamente para esse fim. Lola, que era irmã de traficantes de Santa Cruz de la Sierra — para onde se mudou anos depois, deixando para trás marido e filho — havia utilizado a filha como ‘mula’, talvez sem intuir seu destino.
Embora houvesse testemunhas contra os dois jovens, Paulinho e Dantinho foram absolvidos em um último julgamento, em 1991, e atualmente nada mais pode ser feito, já que o crime prescreveu. Segundo Louzeiro, mais de dez pessoas que poderiam ajudar a desvendar o caso foram mortas, entre elas o sargento José Homero Dias, assassinado com um tiro nas costas, quando estava próximo a finalizar as investigações. Ainda de acordo com o escritor, os acusados tornaram-se “pais de família católicos, senhores acima de qualquer suspeita” e suas famílias continuam “donas do Espírito Santo” até hoje, quase quatro décadas depois do assassinato que chocou o Brasil.


Além desse texto quero deixar um dos comentários da foto do caixão de Araceli. Deixarei aqui o site em que estão as fotos para que vocês possam ver os comentários (é de cortar o coração… Sem condições de imaginar a dor):
“Aqui quando enterraram minha bebezinha.O caixão tinha 1,20 cm,porém Araceli tinha 1,33cm.Não tinha mais nada!!Não tinha cabeça,não tinha braços,não tinha pernas,não tinha corpo !!!!!Porque ela estava como cimento,parecia uma pasta de cimento.Não sei dizer,era pior que um animal em decomposição.Era como se fosse uma massa de cimento.Assim estava minha bebezinha Araceli.Depois de 3 anos no IML.Eu vi essa foto,mas eu não tenho.A única pessoa que sei quem é ,é o rapaz de óculos.Ele é o Geraldo Marques.Pai de Aurélio.Geraldo Marques morreu no ano de 2006 .Ninguém da família da Araceli estava ali.Nem mãe,nem irmão e nem o orgulhoso do pai.Pois ele mesmo havia dito que enterrou Araceli sozinho com as próprias mãos!!É claro eu imagino a dor.Eu não resistiria em enterrar uma filha no estado em que estava.Deus não estava lá,a justiça não estava também.Esta foto é de 11 de março de 1976,quando ela foi enterrada.Vai saber se foi o Gabriel “sozinho” mesmo que fez o túmulo!Só minha bebê para saber.”

Bom galera, acho que qualquer palavras que eu acrescentar aqui será inútil . Como eu disse, o texto fala por si só. A unica coisa que cabe é a revolta e xingamentos que, infelizmente, não vão mudar nada o ocorrido. Só desejo que a cada batimento do coração desses desgraçados seja uma tortura maior do que qualquer demônio possa fazer. Mas, super infelizmente, não tenho esse poder.

Heresia Protestante e o Falso Ecumenismo


“Igrejas” protestantes, o engodo de satanás… Pura ídolatria pelo $dinheiro$!


 Qual a razão do êxodo em Massa ao Protestantismo?



































 Raças Alienígenas: Livro Secreto Russo

O que podemos conhecer sobre a existência de vários livros que “catalogam” os seres Extraterrestres e suas visitas a terra. Algumas coisas são parecidas com o que é dito, no caso abaixo, restam mais dúvidas do verdades, para sabemos ao certo.

Veja:

Por uma simples questão de curiosidade, claro! Já que não podemos afirmar nada de concreto: se de fato é falso ou verdadeiro...

Assim, começando pelos vídeos que expõe muita propaganda, ocupando mais que metade do tempo de cada um (pura propaganda para algo?).

Repetindo, como curiosidade veja: Será que devemos tirar um pouco de (verdades) disto que é mostrado nos vídeo? Eu dúvido muito, há diversas fontes riquissímas e que nos passam um conhecimento enorme da catalogação das raças aliens visitantes. Não podemos prova nada, só ficamos com a notícia em si.

Diálogo Cósmico - O Livro Secreto de Raças Alienigenas da Rússia. O usuário Azazel 8867 lançou no Youtube um misterioso vídeo falando de um livro usado por agentes secretos russos com descrições das raças ETs.

A trancrição do que consta no vídeos por Chico Penteado:
O livro secreto de raças alienígenas da Rússia. Segundo Azazel 886, no Youtube O livro teve sua primeira versão na época de Stalin e foi sendo melhorado ao longo dos anos com estatísticas e fotos de pessoas, especialmente crianças abduzidas.

Foi produzido como manual de instrução para os agentes do governo. Uma cópia foi encontrada por acaso na Sibéria, em 1981 em Buryatia.

Veja aqui: o “Diálogo Cósmico sobre ‘O Livro Secreto de Raças Alienígenas da Rússia” com o Chico Penteado dando uma explicação sobre este livro secreto da antiga União Soviética…

Veja:

O livro foi criado para os agentes russos especializados no assunto, chamados de agentes Smersh.


O Livro Secreto das Raças Alienígenas da Rússia

Raça Maitre:

Constelação Megopei visita a terra desde a pré-história, raptando humanos e com intenções de colonizar a terra, foram impedidos por outras raças alienígenas, hermafroditas com 120 anos de vida em média.

Raça Dries:


Tem 2 metros e meio de altura em média, crânio complexo visitou a terra 20 vezes. Raptam humanos para escravizar, fizeram 520 desparecimentos de pessoas. Oriundos da terceira estrela da constelação de Cetus(baleia). Tem 40 planetas colonizados com ajuda de seus escravos, 10 foram pegos a força, mas trabalham em conjunto com 8 outras raças. Alimentação carnívora. Planeta de origem similar à Terra, mas incapazes de interagir com outras raças positivamente. Pretendem se revelar aos humanos em 2022.

Raça Lang:

Pequenas criaturas ,de aproximadamente 70 centímetros de altura, oriundos da sexta estrela da constelação Coma Berenices., com 3 planetas de origem, colonizaram outros 10, um dos visitantes mais antigos, fonte das lendas sobre gnomos e elfos. Ultima visita ocorreu em 2006, já abduziram mais de 10.000.000 de pessoas.

Raça Smad:


Planeta Svok da constelação Batteray. (não consta) Naves cônicas, idênticos aos humanos, possuem apenas 6 naves em funcionamento ,já colonizaram 18 planetas, tem grande interesse pela religião humana em seus estudos. Uma raça moribunda.

Raça Tengri Tengri:
Oriundos de um planeta do mesmo nome do setor galáctico 56 (?), vida subterrânea/ intraterrestre, população 10.000.000 de indivíduos, visitam a Terra há 10000 anos. Não precisam de água nem oxigênio, vivendo em naves gigantescas que podem levar 5 milhões de indivíduos. Em constante contato com governos da Terra.

Raça Graysli:

Da altura de um humano, com fino cabelo sedoso, oriundos da constelação de Virgem. Primeira visita na época dos faraós. Acompanham a historia da humanidade, passaram 10 anos entre os egípcios antigos. Naves acomodam 6 indivíduos de cada vez.

Raça Dorsay:


Pequenos, aproximadamente meio metro de altura. Visitam a terra com frequência. Oriundos do sistema Cassiopeia, 2 planetas de origem. Carnívoros, comem outros extraterrestres e humanos. Estão em guerra há 2 bilhões de anos contra outra espécie alienígena. Ultima visita nos alpes suíços em 2001.

Raça Strom:

Oriundos da Ursa menor, invertebrados e celenterados (semelhantes a medusas e águas-vivas), 2 metros de altura, estudam a flora da Terra, muito cautelosos, visitam e Terra desde a era do gelo, possuem 20 planetas colonizados. Naves octogonais.

Raça Afim Spiantsy:


Oriundos da constelação de Lira. Pequenos, com pele azul com pintinhas. Planeta Crimea Ai Petri. Avançadíssimos, chegam aqui em 20 minutos. Atmosfera rica em hidrogênio. Não violentos, tem 40 planetas colonizados. Ficam invisíveis quando próximos a humanos a não ser que desejem o contrario, porém sua presença causa nos humanos uma ansiedade, mesmo quando invisíveis. Naves esféricas. Estudam o “desvio da raça humana”, como chamam. Sua ação é importante em determinar o futuro da raça humana e seu desenvolvimento.

Raça Solipsi Rai:

Lider Ymartin, raça harmoniosa, tem 2 bilhões de anos de civilização. Não possui colônias. Estudam o desenvolvimento de outros planetas. Oriundos da constelação de Cygnus. Possuem armas poderosas para se defender apenas. Eles dizem que a raça humana ainda tem 645 opções de futuro. São o que chamamos de greys.

Annunakis de Nibiru:


Eles passam aqui a cada 4000 anos, não 3500 como se pensa, e são idênticos aos humanos só que mais altos. Para ficar na Terra, os annunakis derrotaram outra raça poderosa que já vivia aqui. O rei Samael e sua esposa Lilith dos annunaki desconheciam a presença reptiliana aqui e vieram coletar humanos para escravizá-los. Eles só cooperam com os zeta reticulianos, que não são os greys. Os descendentes dos zeta foram os faraós do Egito.

Raça Kalenia:

Originários da estrela Tarazed da constelação de Aquila (Águia),3 planetas colônia tempo de vida aproximado de 150 anos. Frequentemente avistados na África saariana. Têm visitado a terra por 2300 anos. Seu interesse se restringe aos minerais terrestres.

Raça Mithillae:

Primos distantes dos reptilianos. Vem da estrela Alya na constelação da serpente, mas não podem ser considerados com verdadeiros reptilianos. Visitam a terra desde 1965 e tem aparência assustadora, circulam muito pelos polos da Terra.

Reptilianos:

Na verdade uma de 3 espécies, tem estado na terra por 15.000 anos, oriundos da constelação de Draco, tem 500 planetas colonizados mediante infiltração nos governos de cada planeta. Gostam de trabalhar por trás da cena, muito avançados tecnologicamente. Vários poderes paranormais, entre eles a invisibilidade, interdimensionalidade, habilidade em tomar formas. Têm bases no triangulo das Bermudas, na costa da Dinamarca e da Nova Zelândia. Jamais partirão!
Raça Alcohbata:


Tem 5000 naves, tem 100 planetas colonizados. Espécie parasitaria, abduzem humanos para fins desconhecidos, não interagem com outras espécies alienígenas. Agressivos, constelação de origem: Perseu. Derrubam aviões. Vistos pela ultima vez em 2001 no Canadá.

Raça Negumak ou Gnomopo:


Chegaram pela primeira vez em 1989. Exercem controle mental sobre humanos abduzidos após serem liberados. O objetivo disto é desconhecido. Lembram as criaturas insetóides que inspiraram o filme Independence Day. Antiquíssimos, temidos pelos governos terrestres.

Zeta reticulianos Shamtbhala:

Parecem-se com os Maitre e os Solipsi Rai, os famosos greys, oriundos da constelação de Nets (não consta). Representantes dos annunaki na Terra. Sub-espécie artificial derivada dos Zetas, porém mais semelhante ao humano. Akhenaton era um exemplo típico, removido do poder pelos reptilianos. Existem há 4000 anos ,sendo o tipo mais antigo de hibrido. Podem ter forma humana normal porém com deformidades ou crânio alongado.

Raça Ramay:


Pacíficos, responsáveis pelo desenvolvimento dos maias, trazendo humanos de varias partes do planeta e juntando-os na América do Sul. Muito voltados para a ciência. Ensinaram tudo aos maias ,astronomia, etc, mas ao deixa-los, os maias resolveram honrá-los com sacrifícios humanos. Oriundos de Capela na constelação do Cocheiro. Vistos pela ultima vez em 2001 em Bora Bora. Os homens vivem 130 anos, as mulheres apenas 26!

Raça Moovianthan-Kaiphik “Os Que Brilham”:


Oriundos da constelação Vulpecula (raposa) tiveram encontros com presidentes americanos, e lideres russos. Trocam tecnologia pelo direito a abduzir. Influenciaram muito a cultura tibetana com bases no norte desta região. Colonizaram 40 planetas.

Raça Rak:


Visitaram a Terra menos vezes que as demais, apenas 5 vezes, sendo a ultima no ano 71 DC, gerando a crença nos gênios no Islamismo e no oriente médio ,mas deixaram de visitar este planeta por ser incompatível como sistema imunológico deles.

Raça Hav-Hannuae-Kondras:

Vem da galáxia anã do Sextante. Aparecem na Terra desde o ano 941 DC pela primeira vez na Romênia e são famosos por abduzir e matar humanos, bebendo seu sangue, dando origem às lendas dos vampiros. São tolerados pelos governos humanos. Vistos pela ultima vez na Escócia em 1996.

Raça Allmahuluk Strat 163:

Perderam uma guerra contra os reptilianos na Índia no passado distante. Extremamente avançados, foram forçados a partir, mas voltaram por volta de 200 anos atrás porém não mais após 1948. Trafegam em invisibilidade. Oriundos de Júpiter.

Raça Ainanna:


Os marcianos, oriundos da constelação de gêmeos. Habitam bases em marte por milênios para minerar um metal semelhante ao ouro. Chegaram pela primeira vez na Terra há 3000 anos atrás, no Japão. Vistos em Madagascar em 2003.

Raça Indugutk, os “Altos Brancos”:



Têm bases na lua, onde mineram com uso de escravos. Alegam cuidar muito bem de seus escravos. Mantêm contato com o governo americano, russo e chinês, procurando manter o segredo de sua existência na lua. Podem tomar a forma humana se assim o desejarem, tomando a forma dos men in black.

Assista, parte 1

Parte 2
Parte 3

As 58 Raças do Livro:

Alien Races Book - na visão do (Azazel8867)