Blog

Blog

6 de mai de 2013

O humanos e o pequeno planeta azul




- O que sabemos nós sobre a capacidade, sustentável, de acolhimento da espécie humana no Planeta Terra?
Sendo nós humanos, dotados de capacidade intelectual e raciocínio lógico, porque é que não nos colocamos esta questão aquando da  reprodução da nossa espécie?

- O que sabemos nós sobre as necessidades de todas as outras espécies vivas, que não a humana?
Alguém perde um minuto por dia a pensar nelas? Ou importa-se com elas?

- O que sabemos nós sobre a verdadeira exploração, egoísta e humana, dos recursos do pequeno Planeta Azul?
Sendo nós uma espécie dotada de capacidade intelectual e raciocínio lógico, porque é que não vemos, com a profundidade e a clareza necessárias, a realidade insustentável que quotidianamente alimentamos?

A CORRIDA PELA COMIDA



A FOME MUNDIAL

“If the world is saved, it will not be saved by old minds with new programs but by new minds with no programs at all.”  (Se o mundo for salvo, não será salvo por mentes antigas com novos programas, mas por novas mentes sem programas nenhuns) ― Daniel Quinn, The Story of B: An Adventure of the Mind and Spirit.  
Daniel Quinn, escritor americano, mais conhecido pelo seu livro Ismael (1992), mostra, nesta breve entrevista, a sua visão sobre a fome mundial.



A CIVILIZAÇÃO HUMANA

"For us to maintain our way of living, we must tell lies to each other and especially to ourselves. The lies are necessary because, without them, many deplorable acts would become impossibilities." (Para mantermos o nosso modo de viver, temos de contar mentiras uns aos outros e principalmente para nós mesmos. As mentiras são necessárias porque, sem elas, muitos atos deploráveis ​​se tornariam impossibilidades) ― Derrik Jensen 

Derrick Jensen é um visionário e um escritor, que está a despertar o mundo escrevendo livros como:  'End Game', 'The Culture of Make Believe' e 'A Language Older than Words'.
Derrik revela-nos, nesta pequena entrevista, um pouco da sua visão sobre a civilização humana.