Blog

Blog

1 de mai de 2013

OVNIs em pinturas religiosas da idade média



Matéria especial sobre algumas pinturas feitas na Idade Média, onde se é possível notar a presença de estranhas formas muito semelhantes ao que conhecemos hoje em dia como discos voadores ou naves espaciais.
- - -

No século XIII (treze), o famoso escritor, Gervase de Tilbury escreveu Otia imperialia, um best-seller por trezentos anos. E neste livro, Gervase cita uma ocorrência na cidade de Preston na Inglaterra. Um tipo de nave espacial ou barco voador, ancorando em uma das cruzes das torres da igreja, e neste momento um homem escala a torre e tenta remover a âncora da torre, e ele são apedrejados pelos moradores da vila. Pensavam que aquilo seria algo divino descendo à Terra.




Porém, esta não é nem de longe a única ocorrência. Diversas existiram, mas as mais interessantes são as pinturas tão famosas desta época. 

No século XIII (treze), o famoso escritor, Gervase de Tilbury escreveu Otia imperialia, um best-seller por trezentos anos. E neste livro, Gervase cita uma ocorrência na cidade de Preston na Inglaterra. Um tipo de nave espacial ou barco voador, ancorando em uma das cruzes das torres da igreja, e neste momento um homem escala a torre e tenta remover a âncora da torre, e ele são apedrejados pelos moradores da vila. Pensavam que aquilo seria algo divino descendo à Terra.







Uma imagem famosa e intrigante seria esta, onde Jesus está sentado nas nuvens ao lado de Deus com uma bola no meio e antenas em suas mãos. Especialistas dizem que nada mais era do que Jesus e Deus ao redor da Terra. Mas como estavam ao redor da Terra redonda, se naquela época todos tinham absoluta certeza de que o nosso planeta era plano, onde as águas caiam pelas laterais? E o que significam as antenas? Se notarmos bem, a imagem nos remete um bocado ao Sputnik.



Aqui temos outra imagem, datada aproximadamente do ano de 1360. Demonstra como teria sido a crucificação de Cristo. Porém, no topo notamos dois seres dentro de naves voadoras, que sobrevoavam a crucificação. O que teria levado o autor a desenhar tais naves?



Um famoso pintor renascentista, chamado Carlo Crivelli, pintou em 1486, anunciação com Santo Emídio. Uma obra rica em detalhes, definitivamente incrível. Nela, vemos o exato momento em que Maria recebe o anúncio dos anjos, de que terá um filho de Deus, ainda virgem. E uma luz desce dos céus diretamente sobre a cabeça de Maria, vindo de uma estranha forma circular nos céus. Os anjos nos céus representariam apenas um anúncio de Deus? Não seria uma nave perfeita representada na pintura de Crivelli?



No século XIII (treze), o famoso escritor, Gervase de Tilbury escreveu Otia imperialia, um best-seller por trezentos anos. E neste livro, Gervase cita uma ocorrência na cidade de Preston na Inglaterra. Um tipo de nave espacial ou barco voador, ancorando em uma das cruzes das torres da igreja, e neste momento um homem escala a torre e tenta remover a âncora da torre, e ele são apedrejados pelos moradores da vila. Pensavam que aquilo seria algo divino descendo à Terra.




Veja mais alguns destes quadros
















Assista agora ao vídeo onde mostra várias destas imagens.



Fonte:  imensidao-oculta.blogspot.com
 images.google.com
 youtube.com