Blog

Blog

8 de mai de 2013

1941: A batalha de Los Angeles



Em dezembro 1941, o Japão havia atacado a base norte-americana de Pearl Harbor, e a segunda guerra tornara-se de fato mundial, com todos os continentes envolvidos. Após esse episódio, os EUA estabeleceram sistemas de defesa aérea e naval, temendo um novo ataque a qualquer momento e claro, preparando-se para atacar.
Três meses depois do envolvimento dos EUA na guerra, um misterioso episódio ocorreu nas primeiras horas da madrugada do dia 25 de fevereiro de 1942. Toda a população de Los Angeles fora acordada com sirenes e com disparos da Defesa Aérea. Supostamente, os EUA estavam sendo atacados novamente, dessa vez com várias aeronaves luminosas. Moradores de toda a Los Angeles relataram o episódio.

A Defesa Aérea disparou com todas as suas armas para o céu de Los Angeles, tentando derrubar o alvo. No entanto, nada caiu. Sob um céu totalmente iluminado pelos disparos dos militares, a cidade foi destruída em partes pelos próprios norte-americanos, e várias pessoas morreram atingidas pelos estilhaços.
Esse evento foi denominado Batalha de Los Angeles, e muitas pessoas consideravam o fato daqueles objetos luminosos não serem de origem humana, até porque posteriormente o Japão negou ter enviado aviões para atacar o território norte-americano.
Os objetos foram captados por radares e adotavam uma formação em V, padrão usado por aviões militares. Por causa disso, aproximadamente às 2:20 da madrugada, as sirenes foram ligadas para alertar a população do início do ataque. Os holofotes foram ligados e os pilotos foram orientados que poderiam decolar a qualquer momento.
Alguns minutos depois, o ataque contra os objetos começou. Ao total, foram mais de 1.400 disparos por mais de uma hora. Mas o alvo não fora atingido e eles se deslocaram da região de Santa Monica para Long Beach, em aproximadamente 20 minutos, e posteriormente desapareceram. Logo depois, o alerta fora retirado.


Na manhã seguinte, os jornais de todo o país davam destaque à notícia, onde além da descrição do ocorrido, dava espaço aos inúmeros relatos de testemunhas que presenciaram o episódio.

O governo tentou encobrir o fato afirmando que o episódio fora na verdade um alarme falso ocasionado pela tensão da guerra. Muitos jornalistas presentes na coletiva de imprensa duvidaram da explicação, e muitos rumores de acobertamento foram levantados nas semanas seguintes.
Alguns dias depois, o governo havia declarado que 15 aeronaves não identificadas sobrevoavam Los Angeles numa velocidade de 300km por hora, no entanto, nenhuma delas fora destruída.

Batalha-de-Los-Angeles1
Segundo os militares estadunidenses, o episódio foi uma operação japonesa visando espalhar o medo e afetar a moral dos EUA. No entanto, seria de se imaginar que em tempos de guerra as aeronaves contra-atacassem, destruindo a cidade, o que não aconteceu.
Outra hipótese para o ocorrido é que a invasão tenha sido realizada por balões muito usados em guerra, que transportavam cargas explosivas. Vários desses balões caíram no país, mas não provocaram grandes estragos. Mas nada que pudesse sustentar essa hipótese foi encontrado.
Alguns acreditam que os objetos eram de origem alienígena, pois até hoje não se sabe sua origem (vale lembrar que nesses tempos de guerra outros eventos misteriosos ocorreram, como os Foo-Fighters, que perseguiam aeronaves militares). Seja como for, o episódio naquela madrugada de fevereiro continua um mistério e possivelmente continuará eternamente. Os militares não sabiam no que estavam atirando, que não reagiu tampouco foi destruído.
Abaixo um vídeo filmado durante a batalha.