Blog

Blog

14 de ago de 2013

Direto da Redação - O seu fim de noite!




Máfia Italiana

A Máfia é uma estrutura criminosa administrada por um grupo anônimo, inserida de forma oculta em todos os setores da sociedade e das esferas institucionais. Seus integrantes são conhecidos como mafiosos. Ela estende seus tentáculos por todos os círculos estatais, pelo universo capitalista, penetrando nos meandros financeiros e políticos.
estrutura mafia
Mas esta organização transcende o viés dos estabelecimentos públicos e privados, ela atinge o cerne da própria vida social e cultural, transformando-se em um fenômeno amplamente aceito por boa parte da sociedade. Além disso, embora tenha vínculos com a esfera legal, ela age no perímetro ilegal, à margem das normas estatais.

Os mafiosos atuam oferecendo proteção a quem lhes convém ter como aliados, fazendeiros e comerciantes das cidades interioranas, primeira etapa da infiltração da Máfia, no seu berço, quando é comumente conhecida como protomáfia. Neste momento, em pleno século XIX, na Itália imperava o sistema dos grandes latifúndios, que mantinha á disposição dos poderosos senhores inúmeros camponeses desprovidos de terras, à beira da miséria.
Com tantos passando fome, tem início uma onda de assaltos e furtos, portanto abre-se o campo para que muitos ofereçam segurança aos donos das propriedades. 

Com o tempo, estes protetores se desenvolvem e estruturam, não tardando para que esta tarefa cumprida à margem do Estado se torne ilegal, uma vez que revela ser extremamente lucrativa, estendendo-se também para os proprietários de estabelecimentos comerciais urbanos.

Com a estruturação do Estado, a máfia recém-nascida começa a interferir junto aos representantes da esfera pública, se insinuando em negócios suspeitos, principalmente na questão das licitações. Quanto mais cresce e se fortalece o Estado, mais a máfia se desenvolve, infiltrando-se também nos mecanismos que regem o capitalismo da Itália, berço dos principais grupos mafiosos. Logicamente os agentes estatais também lucram com esta parceria, bem como o circuito privado da economia.

A máfia não se limita a esta relação de auxílio mútuo. Ela segue exercendo ascendência sobre membros do Governo responsáveis por decidirem questões cruciais; domina cada vez mais o contrabando das mais variadas mercadorias, especialmente de cigarros; contrata pistoleiros para exercitar sua própria justiça e parte para o explosivo tráfico de drogas.

Desta forma as organizações mafiosas atraem a atenção de juízes e procuradores, bem como da população em geral, os quais passam a acossar os mafiosos. Quando a situação se torna insustentável para a Máfia, seus líderes começam a compactuar com integrantes importantes da Justiça, da Polícia e do Estado, que fecham os olhos para seus crimes.


o-poderoso-chefao
Nos anos 80, porém, os italianos se cansaram de viver com medo. Instâncias jurídicas e penais foram transmutadas e aparelhadas de forma mais severa para assim combaterem o sistema mafioso, então concretamente constituído na Itália. A Operação Mãos Limpas permitiu, neste contexto, que se detivesse, julgasse e condenasse centenas de membros desta organização criminosa. Embora seus chefes, conhecidos como ‘Capos’ e ‘Dons’, reagissem duramente, assassinando muitos juízes e promotores, a Máfia se desgastou muito neste processo e viu-se desprovida de seu antigo prestígio.

Na Itália tornaram-se célebres, na realidade, mas também no universo ficcional, diversos grupos, tais como a Cosa Nostra, que nasceu na Sicília; A Camorra, de Nápoles e a Ndrangheta, da Calábria. A organização mafiosa foi concebida no sul da região italiana, durante a era medieval. Seus fundadores eram trabalhadores do campo que arrendavam propriedades dos grandes senhores feudais. 

Surgiu então o célebre mecanismo de proteção compulsória, diante de saques e roubos a estas fazendas.
Este sistema se disseminou por todos os recantos do Planeta, especialmente pelos EUA. A produção O Poderoso Chefão narra o desenvolvimento do crime organizado nos Estados Unidos.





Presídio da Ilha grande


Presídio da Ilha Grande - Dois Rios
A Vila de Dois Rios é um dos lugares mais visitados e fascinantes da Ilha. Os dois rios cristalinos que desaguam em suas areias claras deram nome à praia que, durante anos, abrigou o presídio Colônia Penal Cândido Mendes.
Uma praia encantadora. Porém o romantismo e a calma do lugar são verdadeiros antagonismos ao que ele já foi há anos, quando havia o presídio. Hoje só existem escombros.
Praia de Dois Rios na Ilha Grande
As casas ao redor da praça eram moradia dos guardas do presídio, atualmente são ocupadas por ilhéus, pesquisadores, ciêntistas e técnicos da UERJ.





Por cerca de 90 anos a Praia de Dois Rios abrigou o Presídio da Ilha Grande. Hoje a vila é praticamente deserta. Apenas as casas onde moram os antigos funcionários da colônia penal e o centro de estudos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, persistiram ao tempo.
O comércio é escasso, mas alguns moradores servem refeições para os turistas que passam o dia por lá. Uma boa dica é pegar a estrada que sai do Abraão, caminhar cerca de 2 horas pela trilha (T14) e conhecer todas as histórias e belezas que esta linda praia pode nos oferecer.

A história da UERJ na Ilha Grande se inicia em 1994, quando o Governo do Estado do Rio de Janeiro concedeu à Universidade, por cessão de uso, a área que havia sido ocupada pela Colônia Penal Cândido Mendes.
A inauguração das atuais instalações do Centro de Estudos Ambientais e Desenvolvimento Sustentável (Ceads), em 1998, foi um acontecimento importante para as atividades de pesquisa, ensino e extensão na UERJ e, desde então, o monitoramento ambiental tem sido a tônica do trabalho do Ceads.

Apenas mais um ex-presidiário continua na ilha Grande, Júlio de Almeida, que aportou em Dois Rios em 1958 e até hoje cumpre pena, mas agora em regime de condicional e diz que dali não sai. Apaixonado pela Ilha e por Dois Rios, seu Julio parece até um tipico caiçara da Ilha.
Simpático ele sempre conta algum "causo" daqueles tempos aos turistas mais curiosos.

Hoje restam as ruínas, mas a beleza da praia e a simplicidade do antigo vilarejo atraem turistas de toda parte do mundo.
Em breve, muitas das histórias sobre o presídio poderão ser reconstituídas. O Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro (Aperj), com o apoio da FAPERJ, está recuperando a documentação do Instituto Penal Cândido Mendes (IPCM), desativado em 1994.
Os documentos foram descobertos sob os escombros do presídio, em 2002.








A Grande Árvore Genealógica Humana

A Árvore Geneálogica Humana
Este documentário do NatGeo, com o renomado geneticista Spencer Wells, cientista que lidera o Projeto Genographic, descobriu evidências em nosso DNA que o levou a uma teoria revolucionária sobre a nossa jornada pelo planeta inteiro.
Sinopse:

Trabalhando com cientistas através de múltiplas disciplinas, ele agora acredita que nossa caminhada dentro e fora da África - e também pelo globo  - foram motivadas por uma força: mudanças drásticas no clima da Terra.

Este documentário do NatGeo visita um dos lugares de maior diversidade étnica no mundo, o bairro do Queens, em Nova York, para provar que todos os seres humanos têm antepassados em comum que depois seguiram caminhos diferentes.

O Queens é um verdadeiro leque da espécie humana: aproximadamente metade dos seus 2,2 milhões de habitantes é estrangeira e no bairro são falados mais de 150 idiomas. A grande árvore genealógica mostra que a conexão entre eles vai muito além da vizinhança e que suas diferenças são apenas superficiais.

O Nat Geo visita um dos lugares de maior diversidade étnica no mundo, o bairro do Queens, em Nova York, para provar que todos os seres humanos têm antepassados em comum que depois seguiram caminhos diferentes.



Spencer Wells, geneticista e explorador-residente da National Geographic Society, e a equipe do Projeto Genográfico colhem amostras de DNA entre os moradores do Queens para relacioná-los aos seus antepassados:

Os primeiros habitantes da América, os europeus e os habitantes do Sudeste Asiático, que foram os primeiros grupos a sair da África. Por meio de gráficos gerados por computador, o Nat Geo viaja milhares de anos no tempo para acompanhar as migrações e revela a linhagem de cada pessoa e os deslocamentos que foram sendo feitos até o lugar onde ela mora atualmente.”

O Queens (bairro de Nova Iorquino) é realmente um microcosmos. Tem gente de todos os lugares do mundo que mora na mesma rua”, diz Wells, diretor do Projeto Genográfico - uma parceria da National Geographic Society com a IBM-, que tem como objetivo traçar ao longo de cinco anos um mapa da maneira como a humanidade povoou o planeta.

Com uma simples coleta indolor da mucosa da boca feita em uma feira de rua no Queens se abre o livro de história genética que demonstra que todos os seres humanos de hoje descendem do mesmo grupo de antepassados africanos que, a partir de 60 mil anos atrás, foram seguindo caminhos diferentes, possivelmente devido às mudanças climáticas. Seus descendentes agora moram e trabalham a poucos metros de distância uns dos outros. Os resultados são surpreendentes e reveladores.



A grande árvore genealógia: acompanha a equipe que coleta as amostras de  DNA de 200 habitantes de Nova York, compartilha as expectativas de pessoas ansiosas para descobrir as suas origens e as revelações finais que precedem a ”reunião familiar” semanas depois. Desta população é selecionado um grupo - uma garçonete, um professor, uma estilista, um funcionário municipal, um músico, um ator-modelo e uma mãe - para contar suas experiências e mostrar como as pessoas que compõem este caleidoscópio estão ligadas. O projeto também revela a história da humanidade: quem somos, de onde viemos e como chegamos ao lugar onde estamos hoje.

Muitos moradores do Queens se surpreendem ao saber que sua etnia aparente não reflete necessariamente suas raízes ancestrais. Eles descobrem que, quando seus antepassados povoaram o mundo, se adaptaram a climas diferentes e mutantes, provocando variações físicas que foram evoluindo à medida que eles migravam pelo mundo.

Nos últimos quatro anos, Spencer Wells e a equipe internacional do Projeto Genográfico visitaram todos os cantos do mundo, recolhendo e analisando amostras de DNA de diversas populações para a pesquisa. Com vários anos de estudo pela frente - mais de 350 mil pessoas do mundo todo já participaram - o projeto oferece a imagem mais detalhada que já se teve até agora da variação antropológica e clareia a história genética e migratória do ser humano, o que permite compreender melhor as conexões e as diferenças da espécie humana - National geographic.

Assista esta em espanhol, ative o idioma português na legenda:





Fonte do vídeo: Miraquetv

 Evidências - História dos Judeus

A História dos 
Judeus
O Programa falar de um grupo que tem ligação direta com o livro base de nossas apresentações que é a Bíblia e esse povo não poderia ser outro senão os judeus. Eles não são numericamente grandes: no mundo existem cerca de 14 milhões deles.
O que dá 0.2 por cento da população mundial. E destes apenas 6 milhões residem no Estado de Israel, os demais se espalham em diversas partes do mundo, especialmente nos Estados Unidos, Rússia, França e Alemanha.

Mas é interessante notar que apesar de tão poucos em termos demográficos, os judeus sempre exerceram uma influência sem precedentes em toda a história mundial.
A história judaica é a história do povo, religião e cultura judaicos. Como boa parte da história antiga dos judeus baseia-se na tradição judaica não é possível determinar-se a veracidade das datas ou dos eventos que geralmente são apresentados sob ponto de vista judaico. Quando outras fontes extra-judaicas apresentam suas versões, também a inserimos para efeito de estudo e comparação.
Origens da história judaica:
As tentativas de sistematização de uma história judaica tem trazido diversos problemas aos estudiosos, pois há inúmeros problemas a serem resolvidos ao tratar-se deste assunto. Temos entre estes problemas a questão de determinar precisamente quando se inicia uma história do povo judeu:

Se como grupo étnico, religioso ou cultural, e as fontes que servem como base de estudo para esta história. Geralmente os documentos extra-bíblicos relacionados ao período mais antigo da história judaica são escassos e sujeitos à debates, o que levou à duas ramificações de estudo:

A postura maximalista, que diz que tudo que não pode ser comprovado como falso e deve ser aceito como verdadeiro, e a postura minimalista que diz que os eventos que não são corroborados por eventos contemporâneos devem ser descartados. - wikipedia

Assista:








Fonte dos vídeos: NTEvidencias

 Eles Dizem Muito

Alex Collier (Contatado dos Andromedanos)


Alex Collier
As informações contidas nesses dois vídeos nunca foram contadas antes, por isso recomendamos que, se você acha que não está preparado pra elas, não assista.

Nessa entrevista realizada em 1994, Alex Collier prediz o ocorrido com as torres gêmeas, fala sobre as diferentes raças alienígenas, dentre outras coisas que não são trazidas a público como:

a presença extraterrestre no planeta, o controle reptiliano nos governos do nosso mundo, a agenda reptiliana, a relação deles e nossos líderes mundiais, a elite draconiana de Orion, a história da Lua, as bases em Marte, a clonação de líderes mundiais (eu particularmetne sempre suspeitei do Yuchenko, essa história de que sofreu radiaçao nao cola, ele foi clonado por um reptiliano!), explica sobre o desaparecimento de crianças, explica que a Terra é um ser vivo, a história da nossa raça humana, etc.

Se vc se interessa pelo assunto, esse vídeo é imprescindível!

Alex Collier - Alianca Galactica vs Reptilianos de Orion 1 e 2






Alex Collier - O Lado Oculto da Lua (Completo)

"Vamos falar sobre a lua e vamos enfocar o lado oculto da lua. Como já contei em outras conferências, a lua veio originalmente da Ursa Menor e tem 6,2 milhões de anos. Era uma das quatro luas ao redor do 17º planeta do sistema, na língua de Órion se denomina Chow Ta. Era uma base forteleza para os membros do grupo de Órion e foi uma vez, segundo os andromedanos, habitado por aproximadamente 5 milhões de militares do grupo de Órion. 

A lua foi intencionamente colocada na cauda de um asteróide que a trouxe ao nosso sistema solar há mais de 11.000 anos atrás. A origem da lua não é a terra, que é a teoria que é ensinada nas escolas. A lua é mais antiga que a terra. Este mesmo asteróide que trouxe a lua pra cá, rodeia nossa galáxia a cada 25.156 anos da terra. A lua, em sua história, esteve habitada periodicamente durante 1.8 milhões de anos. Agora está sendo habitada de novo e muitas das estruturas originais na superfície foram destruídas durante as guerras da Liga Negra, que foi uma batalha lutada entre humanos contra o Império de Órion.

O verdadeiro complexo militar estava no subsolo. As entradas estavam em ambos os polos, as montanhas de Taurus e a cratera de Jules Verne (do lado Oculto) e Arquimedes (no lavo visível); todas eram as entradas originais quando o grupo de Órion esteva lá. Porém, o governo secreto criou mais aberturas e atualmente andou expandindo os complexos subterrâneos. A expansaão é para o funcionamento de agendas científicas e militares privadas para a Nova Ordem Mundial.

Muitas das crateras na lua foram usadas como hangar para naves espaciais. As grandes crateras eram capazes de abrigar 200 naves ou mais. Algumas das creteras têm uns 185 km de largura. O pessoal consistia em híbridos entre humanos e greys e híbridos entre humanos e reptilianos. As bases da superfície consistiam em 9 cidades abovedadas (cúpulas). A vegetação era cultivada dentro destas estruturas. Pequenos lagos foram espalhados ao redor da superfície. O resto dessas estruturas abovedadas foram descobertas por astraonautas do NSA, astronautas russos e os astronautas da Apolo.


Alex Collier - Bases Alienígenas (Localização)

Alex Collier contatato Andromedanos revela a localização de muitas Bases Subterrâneos em conjunto com Humano-Alienígena em todo o mundo.
Grato deusmihifortis.




Alex Collier - UFO Hipóteses (Vídeo Completo - Escolha a Legenda)



Alex Collier - Transformação da Terra (Japan 2007 - Escolha a Legenda)



Alex collier - Project Camelot 1 e 2




Bob Dean - A Chegada de Nibiru - Entrevista ao Project Camelot (Legendado)


Bob Dean
Comandante sargento reformado Robert Dean.

Quando perguntamos a Bob o que ele queria discutir, ele nos contou que ele tinha notícia importante, das próprias fontes internas dele, sobre Nibiru: o altamente controverso Planeta X. Este vídeo contém uma informação extremamente importante para todos os alunos do Planeta X considerar.

Fiel à forma, Bob narra outras estórias intrigantes, incluindo a descoberta do NRO classificado de "um barco maldito" no alto do Monte Ararat e a confirmação do relatório Henry Deacon de que os Anunnaki estão ativos em Marte hoje em dia. Sua humanidade, sua dignidade, sua integridade e seu humor todos brilham mais uma vez neste novo vídeo, e estamos muito confiantes de que todos aqueles que tanto gostaram da entrevista de Bob, em 2007 com a gente, acharão esta também divertida, interessante e valiosa.




Project Camelot - Sgto. Clifford Stone (Legendado) 

Clifford Stone
Nós conhecemos Clifford Stone no Museu de Roswell, no Novo México, onde ele teve a gentileza de nos conceder algumas horas do seu tempo. Após ouvi-lo por pouco tempo, ficou claro que estávamos na presença de um homem extraordinário.
Este senhor de fala mansa tem um conto surpreendente para contar sobre do amigo alienígena dele, Korona, como ele foi em missões de recuperação de um acidente no Vietname durante os anos 60, como ele ajudou a um ET escapar da custódia militar.
Ele tem um coração enorme e uma perspectiva ampla que consegue capturar todo o mundo na mira dele. Ele fala dos direitos dos visitantes do nosso planeta em face do cativeiro, ele fala do senso de sacrifício deles para o bem estar da humanidade. Ele fala da necessidade que temos de cuidar do que acontece com o "outro cara" e como o real sentimento de um pelo outro é o que vai fazer a diferença à medida que avançamos para entrar na comunidade galática.




Project Camelot - Bob Dean e Clifford Stone - (Twilight of the Old Boys Network)








O jornalista e analista político Thalles Gadelha garante que, nesta sexta-feira (16) vai fazer explodir umas bomba dentro do programa FM ALERTA, do comunicador Ademar Nonato! Segundo conseguimos apurar Gadelha irá ao programa levando consigo o verdadeiro PERFIL do indivíduo Fernando Perissê. "Até que enfim a máscara do elemento Perissê caiu"! E prosseguiu: "Sousa agora vai saber quem é o Perissê nos mínimos detalhes. Sem emendas e nem mentiras, provas concretas que com certeza além do furo jornalistico tem como base apresentar no programa Ademar Nonato, não denúncias vazias, calúnias nem tampouco difamações".
"É, o dia do Perissê chegou e já com a máscara fora da cara sentirá na pele o que é dizer verdades sem insinuações, mas com provas concretas", disse Thalles.

 


Esse não sou eu! Escolha alguma outra aí abaixo!
 Que saudade da velha guarda na rocinha
Meu corpo não tem um fio de cabelo
Viu, sou a mais "bela" transformista!
 O calor tá forte mesmo! Depois da bomba!
 Foi se esconder no cemitério e pegaram!
Linda com este vestido de noiva
Papai Noel fora de época
Vampiro

Pistoleiro!... Eu?!
 Que recompensa maldosa
Começou minha decadência quando perdi esta batalha!

"Droga, descobriram tudo, por esta eu não esperava, Imagine! Que tragam meus cavalos! Vou pegar o beco! Ou vão me queimar vivo! Estou vendo daqui de minha bola de cristal"!



 

"Chama o corpo de bombeiros"!