Blog

Blog

4 de ago de 2013

Direto da redação - O seu fim de noite!



Zetas Dá o Troco No CDG…

Pois é, como esperado, após 5 membros dos zetas serem executados, desmembrados e cozinhados pelos membros do CDG na semana santa, os zetas não deixaram barato e responderam, do modo tradicional, facãozadas no pescoço, 3 membros do CDG foram decapitados, veja no vídeo:


Aproveitando o post, mais um video do méxico, onde a guerra entre traficos continua, um dos membros dos zetas foi executado por um membro do cartel sinaloa, grupo de El Chapo, o maior criminoso do méxico, e o fugitivo mais procurado do mundo (so ficava atras de Bin  Laden).


Filmes Bizarros  – Centopeia Humana 2

        
Muitos de vocês perguntam sobre o que foi o “post” que me fez entrar nesse maravilhoso mundo de Bob. E bom, foi, mais ou menos, um post parecido com esse.
E, após conversar com o titio Dan, ele confirmou que a ideia seria legal. “Mas então, cudocamelo (ok, vocês estão certo… Isso é realmente estranho) qual é essa ideia?”
Bom galera, eu vou analisar um filme bizarro e vou dar a minha opinião sobre ele. Irei dizer algumas partes que chocam e essas coisas. Vocês iram entender após lerem.
Como sempre gosto de fazer vou deixar alguns avisos: Não sou a melhor escritora do mundo, é a minha opinião, nem sempre vai ter tanto sangue. Se não gostarem podem me falar que eu aceito criticas numa boa, só depende do modo que vocês falam, se quiserem deixar alguma dica de filme podem deixar e outras coisas desse tipo. E, uma das mais importantes, os textos são enormes (provavelmente) então, tem várias outras coisas legais no blog se não curtirem não leiam.
E então meus queridos, o primeiro será sobre O filme bizarro mais conhecido: Centopeia humana II.
Só para vocês se situarem o primeiro filme conta a história de um médico alemão que cria uma centopeia humana, que nada mais é do que unir todo o sistema digestório de três pessoas. Sim, meus caros. O cara une a BOCA de uma pessoa, com o anus de outra e treina a sua “centopeia”. O mais legal (ou não) é que o doutorzinho tenta alimentar sua centopeia… Bom vocês podem imaginar o resultado.
Meu foco aqui não é o primeiro filme – por isso só uma breve introdução a ele – quero enfatizar mais o segundo – Acho ele BEM mais bizarro.
O criador Tom Six não satisfeito em deixar todo mundo com náuseas no primeiro cria o Centopeia humana II.


centopeiahumana2
Tudo começa com um anãozinho punheteiro porteiro (ou guarda da madrugada, sei lá) obcecado por centopeias (também conhecido como Martin) que foi abusado sexualmente pelo pai. E após esse trauma ele faz alguns tratamentos psicológicos com o Dr.Sebring, que também quer abusar dele (não sei por que os homens desse filme tem tanta tara com anões estranhos). Ele vive com a mãe -filha da puta- que o maltrata e diz que tudo é culpa dele de que o marido foi preso (a culpa deve ser porque ele é muito gostoso).  Afim de extravasar toda essa solidão e desconforto, o zangado tem o sonho de construir a centopeia humana só pra ele, mas, diferente do primeiro, ele quer 12 pessoas unidas pela boca e pelo anus. Eu não posso dar TANTA informação do filme, pois ele tem um final, apesar de clichê  surpreendente. – Assim como o primeiro- Porém, para vocês entenderem de como o filme é bizarro vou descrever uma das cenas mais… LINDAS (soquenão) do filme.

centopeiahumana
centopeiahumana6
O galã queria ver se o sistema digestivo da sua linda centopeia funcionar(assim como o doutor do primeiro filme), então ele alimenta a  “cabeça” da sua criação. Mas como todo ser normal sabe, demora muuuito tempo para uma pessoa defecar o que acabou de comer.
O nosso lindoco, percebendo isso e com uma sacada de mestre, resolve aplicar (sim, aplicar) laxante para todos os participantes do seu mundo perfeito. Bom, acredito que o resultado vocês devem imaginar.


centopeiahumana5
Os últimos 15 minutos valem muito a pena e te fazem ficar preso na cadeira – ou sair correndo – mas o conjunto em si não é lá essas coisas- Apesar de ter um pouco (pouco?) de sangue, tortura e agonia. Ele é bem popular, mas eu acredito que é mais por motivos de vingança, como assim? Bom, pensem na fita do “O CHAMADO”. Uma pessoa assisti e então percebe que se fudeu muito por ver um filme tão “WTF” (não achei melhores palavras para descrever) e, APENAS por vingança, manda outra pessoa assistir como quem não quer nada. (Ou vocês acreditaram mesmo que aquele papo de “ai meu deus a fita, não assiste se você não quiser morrer ” do “O CHAMADO” era só porque a pessoa tava tentando desabafar?).Mas, se você é um rapazinho que adora bater uma com peitos, bundas, sangue, fezes, anões que se masturbam com uma lixa… Esse é o filme ideal. Eu achei o filme UMA BOSTA, literalmente.
centopeiahumana4 centopeiahumana3

Mas devo parabenizar o ator principal Laurence R. Harvey, ele tem realmente cara de louco psicopata comedor de fezes. A atuação dele é magnifica. Aliás, a atuação de todos nesse filme é perfeita, pois, ficar com a boca colada na bunda de uma pessoa que, provavelmente, você nunca viu na vida não é trabalho para qualquer um.
Eu recomendo você assistir com os amigos para rir um pouco, mas se quiser assistir com uma menina que você quer pegar – a não ser se ela for igual a mim xD (não que eu goste de fezes, mas acho filme assim mais engraçado do que filme de comédia)- não vai ser uma  ideia muito legal, JURO.

Trailer para vocês se divertirem:


E aqui, acabando um pouco com a magia do cinema cenas dos bastidores:

Então galera, esse foi o primeiro post sobre filmes. Espero de coração que gostem e, se quiserem me mandar dicas ou criticas, fiquem a vontade.

Heterofobia e Homofobia? Falta de respeito! (Atualizado)

        

OBS: COMENTÁRIO DO NOSSO LEITOR ANDRÉ
Soube que o video é real e que o motivo da briga foi porque o cara hetero perdeu a calma com os comentarios do grupo e o grupo foi pra cima. O mais bizarro é que o casal nao entrou com occorencia na delegacia pois teve vergonha de ter apanhado de gays.
Zapeando pelas internetetis das vida l0k4 4 life, encontrei esse vídeo. 
Eu não vou defender ninguém até porque os dois tão errados mas quem nunca…? Além do corte do vídeo que já aparecem linchando o cara.
É motivo suficiente agredir um casal gay porque eles estão se beijando? Eu não gosto de ver homens se beijando mas não é por isso que eu vou sair metendo a porrada no casal. (Mulher tudo bem, vejo sem problemas rsss)
E o que eu faço? Não olho.
Aí vão dizer: se fossem gays já estariam falando – olha lá os viadinhos se pegando. Que pouca vergonha.
Tantos pros héteros quanto pros gays, às vezes cometemos excessos. Quem nunca deu uns amassos numa praça pública se importando ou não pro que vão pensar? Se incomodar, fale com a pessoa que ela está exagerando. É bem capaz, tanto por parte dos heteros e dos gays se sentirem revoltosos. Tão ali naquela coisa boa e chega alguém pra cortar o barato… fala sério, né?! É só ter o bom senso rapaziada. Não precisa sair distribuindo violência gratuita.
Eu não tenho nada contra os gays e tampouco contra os heteros, eu só sei que fazendo isso aumenta a intolerância pela outra parte.
Eu também entendo parte do sofrimento dos gays porque eu leio jornais e revistas e assisto a alguns programas policiais às vezes mas, fazendo isso, gera a mesma desavença por parte dos que lutam contra a homofobia. Pra quê tanta intolerância, gente?
Tanto a agressão contra os homossexuais e contra os heterossexuais – além de qualquer outro tipo de agressão independente da opção sexual – hoje em dia é banalizada e todos os autores, inclusive os novos, são contra isso.
Vamos tomar um copo bem grande de paz e comer uma tigela bem cheia de amor.
Fala sério! Pra quê isso? Eu realmente gostaria de entender o que se passa na cabeça dos outros pra fazer isso. Que palhaçada!
Se o cara ou a menina for gay, se coloque, mesmo que a contragosto, no lugar dessa pessoa e busque entendê-la, não segregá-la.
União NESSA PORRA!
Eu acho o termo fobia muito pesado. Deveria existir PTFobia, PMDBFobia, Safadezafobia, IÉBFobia, Pedófilofobia… a moda agora é ter fobia. Se não gosta, respeite e tolere. Você não é o único na sociedade. Entretanto, sempre poderemos demonstrar a nossa opinião de forma respeitosa. Mas que é difícil aturar revoltosos e desrespeitosos, AH! Isso é!
Eu realmente não entendo, eu realmente não entendo pra que essa violência e continuarei não entendendo.
O mundo só não é como queremos porque somos intolerantes e irracionais apesar da nossa razão.

Apenas mais um linchamento!


Antes de tudo, quero deixar bem claro aqui que NÃO VOU MUDAR MEU MODO DE EDITAR OS TEXTOS, só por causa de alguns haters, ou até ignorantes, não tem o discernimento necessário para entender o porque de tal forma de escrever. Acho que se eu não soubesse como posso/devo escrever, eu não seria, desde 2009, portador de um diploma superior de graduação em letras pela UPE, não teria concluído uma pós graduação no final de 2010, e muito menos teria conseguido sequer começar minha especialização, concluída no primeiro semestre de 2012. Também não teria passado em primeiro lugar geral, com nota máxima na redação, no vestibular de música do IFPE, no ano de 2012. Enfim, sempre abominei toda e qualquer forma de desrespeito, pois acredito que o mesmo só existe se for de forma mútua. Minha única intenção desse humor, é “marcar” meus textos, para que logo que vocês batam o olho na matéria, saibam de cara quem a escreveu, além de tentar fazer o “trágico” se tornar um pouco mais “tragável”. Pois bem, senhores, e às vezes até senhoras, que vivem reclamando de meus textos, eu só vejo uma solução: Não Se Dê Ao Trabalho Sequer De Abrir Meus Posts. Simples assim. Desta forma, você economiza seu tempo, e o meu, principalmente. A partir de hoje, não mais irei me explicar, responder ou tentar combater os insultos de uma minoria que não se satifaz com meus colóquios, riscos e sinônimos. Então, aviso de antemão: se quiserem gerar polêmica em relação a minha escrita, que façam… Sabendo que vão bater boca sozinhos. Aos demais leitores, muito obrigado pelo apoio, e também por críticas realmente construtivas (tenho recebido muitas), e inclusive, faço questão de responder a todas elas, assim como os demais comentários de quem enxerga “tal humor” de um ponto de vista parecido com o meu. Obrigado a grande maioria, que tem me aceitado bem, e ainda tiveram que perder seu tempo lendo TUDO ISSO por causa de uma dúzia de mal amados querendo a pica do Kid Bengala bem no centro do CU haters desocupados. Encerro esse esclarecimento, com uma frase que parece ter sido feita pra mim: “Enquanto os elogios não me elevam, as críticas não me rebaixam“. Ah, quanto a erros de português, acentuação e afins, eu também sou humano, por tanto, tenho o mesmo de direito de errar que vocês. E eu sei que não me crucificarão por qualquer errinho, pois vocês
me amam são OS MELHORES LEITORES DA REDE! o/
Mas vamos para Acapulco ao que realmente interessa, e o resto que se foda morda. Não, que SE FODA mesmo. :D
O material de hoje, enviado por nosso leitor M1n3ro, é um vídeo antigo (acredito eu, pela qualidade da imagem), e parece se passar na Índia, ou naqueles países por ali, em que a população tenta fazer um carinholinchar um indivíduo. Infelizmente, a cerveja tá quente
esse é mais um daqueles vídeos em que não possuo informações. Nenhuma mesmo (nem quando, nem onde, nem porque), mas mesmo assim decidi postar, pois o indíviduo não fica lá muito sadio depois de  tantas
carícias cacetadas. E que cacetadas, meus amigos…


Cara, a galera tá com tanto ódio, que chegam a pegar nos fuzis dos soldados, e desviar a direção deles, pra poder
malhar o judas
quebrar o coco do cara. Na boa, esse caboclo não deve ter feito nada de bom, viu?

Esquizofrenia – O transtorno do funcionamento cerebral [atualizado]

        
Bom galera, esse post não terá tanto sangue, mas não deixa de ser bizarro. Nós faz perceber de que como uma minúscula coisa pode afetar toda nossa maneira de viver e de estar. Esse assunto foi dica do leitor Anderson.Portugal.
Só queria lembrar que eu não sou perita no assunto, mas que dei o máximo de mim pra tentar por aqui tudo do mais certo. Se tiver algo errado, por favor, podem me corrigir nos comentários (mas cuidado como vocês corrigem, sou menina e me decepciono muito facilmente OUNAO sem agressões. Tankiu veri mati)… Mais uma coisa: É ÓBVIO que o texto não é meu, pesquisei em vários sites que falavam a respeito e fiz uma mistureba tentando deixar bem claro para o entendimento de vocês. Obrigada pela atenção e hoje o  amor não será tão profundo #chateada. Besos.

O que é?

A esquizofrenia foi descrita como doença no final do século XIX, nessa época ela era conhecida como demência precoce, pois seus sintomas se assemelhavam a idosos portadores de demência (Alzheimer). No inicio do século XX o termo passou a se chamar como é conhecida hoje(esquizo=cindida; frenia=mente)
nota: cindida= separar;cortar.
A esquizofrenia acomete cerca de 1% da população mundial, independente da cultura, condição sócio-econômica ou etnia.

Quem possui?

Nos homens, o início é mais precoce do que nas mulheres, geralmente entre os 15 e 25 anos de idade, enquanto as mulheres adoecem mais tardiamente, entre os 25 e 35 anos. Não se sabe ao certo o motivo, mas há a implicação de fatores hormonais e da diferença do desenvolvimento cerebral relacionado ao sexo. Mas esse fato não é uma regra.
A esquizofrenia atinge uma parcela significativa da população em idade produtiva, sendo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a terceira doença que mais afeta a qualidade de vida da população entre 15 e 44 anos. A doença já foi a causa mais frequente de internação hospitalar. No Brasil estima-se que haja em torno de 2 milhões de pessoas portadoras de esquizofrenia.

Qual é a causa?

A esquizofrenia tem causa multifatorial. É associada ao conjunto de fatores genéticos e do ambiente que ainda não são muito bem conhecidos. Apesar de já existir o conhecimento da hereditariedade da doença desde o século passado esse fator não parece ser o determinante, pois é muito comum pais que apresentam a doença tenham filhos que não a tenham. Hoje se tem o conhecimento de que a genética é responsável por 50% da chance de adoecer e a outra metade é por fatores ambientais.

nota2: Um exemplo de como o meio influencia é a maconha. Algumas pessoas, que possuem determinado gene realacionado à doença, tem até 5 vezes mais risco de desenvolve la se usarem maconha aos 15 anos. O ambiente, neste caso, pode fazer a diferença entre a pessoa ficar ou não ficar doente, dependendo do uso da droga.

O modelo que reúne fatores genéticos e ambientais é teórico e, embora reúna muitas evidências científicas, ainda não é a conclusão definitiva sobre a origem da doença.
De acordo com esse modelo uma pessoa só desenvolve a esquizofrenia se houver um ambiente influenciando junto com a genética, o que tornaria o individuo biologicamente vulnerável ao transtorno. Seria como se um individuo com maior carga genética, por exemplo, adoecesse com insultos ambientais mais brandos enquanto um individuo com menor carga genética para a doença precisasse de um insulto mais forte. É daqui que vem as diferentes formas da doença se manisfestar.
Os fatores ambientais de risco interferem em processos do desenvolvimento e maturação cerebral, ativando genes de susceptibilidade (Disposição especial do organismo para acusar influências exercidas sobre ele ou para adquirir doenças) para a esquizofrenia e causando alterações cerebrais sutis, como a desconexão entre neurônios. Esta é a base para que disfunções cognitivas e sintomas positivos e negativos da esquizofrenia se desenvolvam.

Nota3
: Disfunções cognitivas são formas de pensar distorcidas da realidade, padronizadas pelos eventos da vida.


Seria como se o cérebro possuísse vários curto-circuitos e tivesse maior dificuldade para trocar informações entre si, gerando erros no processamento e limitações cognitivas e emocionais. Isso explica, em parte, a vulnerabilidade dos pacientes ao estresse e sua dificuldade para lidar com situações que geram maior sobrecarga.

Como evolui?

A evolução ou prognóstico da esquizofrenia é tão variável quanto à própria doença. Existem pacientes que têm apenas uma crise, que retomam suas atividades e que permanecem com sintomas que pouco interferem com sua vida. Há outros que perdem mais com a crise e têm maior dificuldade para retomar seus compromissos e são mais dependentes de supervisão e apoio. E existem aqueles com um curso mais grave, muitas recaídas e menor autonomia.
A ciência ainda não descobriu todas as explicações para essas diferenças. Sabe-se que um maior número de recaídas compromete muito a evolução e as possibilidades de recuperação a longo prazo. Para cada crise, estima-se que o paciente leve de 6 a 12 meses para recuperar o nível anterior de funcionamento. Portanto, a prevenção de recaídas, através de um tratamento regular e abrangente que contemple as esferas bio-psico-sociais do indivíduo e de sua família, é fundamental.

Como tratar:

a) Medicações

Os antipsicóticos, também conhecidos como neurolépticos, são os medicamentos utilizados no tratamento da esquizofrenia. São assim chamados por possuírem efeito calmante (neuro=nervo; lepsis=apreensão) e por combaterem sintomas como delírios, alucinações, comportamento desorganizado e agitado. Eles atuam sobre um neurotransmissor (substância química responsável pela transmissão dos estímulos entre os neurônios) chamado dopamina, cujo excesso provoca os sintomas positivos e desorganizados da esquizofrenia. Bloqueando canais receptores de dopamina nos neurônios, eles evitam que o excesso da substância atinja as células nervosas, reequilibrando o sistema de neurotransmissão. Esse efeito é essencial para a duração do efeito antipsicótico por longo prazo. O efeito terapêutico pode demorar de 4 a 8 semanas, embora alguma melhora do comportamento já possa ser percebida nos primeiros dias de tratamento. É fundamental que nesse período a medicação seja administrada de forma regular. O tratamento de manutenção não é menos  importante, pois é capaz de evitar futuras recaídas e precisa ser mantido mesmo que a crise aguda tenha sido contornada. É comum o abandono do tratamento nessa fase, por acreditar estar curado, o que deixa a pessoa vulnerável a uma nova crise.

b) Reabilitação

Os sintomas negativos e cognitivos, obstáculos para que muitos possam viver uma vida produtiva e independente, mudaram pouco com os medicamentos atuais. O tratamento psicossocial, também conhecido como reabilitação psicossocial, procura melhorar esses sintomas e resgatar a autonomia, a individualidade e a capacidade de socialização e relacionamento dessas pessoas, através de oficinas terapêuticas que misturam arte, leitura, trabalhos manuais, música, dança, teatro, atividades físicas, reflexões e debates sobre a doença. O programa deve ser individualizado, levando-se em conta o potencial e as limitações de cada um.

c) A internação

A internação continua sendo hoje necessária em alguns casos, mas a grande maioria não precisa dela para seu tratamento. Internações prolongadas, como as que eram praticadas antigamente, em que o paciente ficava por meses ou anos internado, mostraram ser prejudiciais a longo prazo para a doença e seus portadores. A falta de estímulos para uma vida produtiva, a rotina manicomial, o distanciamento da família, a escassez de relações afetivas, enfim, o isolamento da sociedade e do mundo, tornavam os pacientes mais retraídos e apáticos, permitindo que os sintomas negativos da esquizofrenia se cornificassem. O retorno ao lar ficava mais difícil à medida que o tempo de internação se prolongava. Muitos pacientes relutavam em deixar os hospitais com medo da realidade distante que encontrariam lá fora. A hospitalização é necessária quando se esgotam os recursos ambulatoriais para tratamento e quando o paciente oferece risco à sua vida ou à sua integridade. A internação visa garantir o início do tratamento, abrandar os sintomas mais agudos e as alterações de comportamento que estão colocando-o em risco. A duração da internação deve ser a menor necessária para que as suas motivações sejam controladas. A família deve estar presente a todo o momento para evitar que esse período signifique uma ruptura nas suas relações, já que, na maioria dos casos, a internação é cercada de conflitos de ambas as partes.



Esse segundo mostra uma mulher tendo um surto enquanto aguarda a chegada dos bombeiros. O fato aconteceu em Porto Velho. O mais surpreendente é ver nos comentários do vídeo pessoas falando que a mulher precisa de um padre e uma igreja.


O último vídeo mostra pacientes no ano de 1940 -corrigido- (se eu não me engano, perdoem-me se eu estiver enganada). O vídeo é assustadoramente assustador, sério.  Assista e verá:
~
Galera o leito Michel enviou pelos comentários esse vídeo que está mais completo e tem até a segunda parte:



PARTE 2
Por último quero deixar umas imagens ANTIGAS. O fato ocorreu em 2005 e as informações que eu tenho são que a jovem (24 anos) cometeu suicídio saltando do quarto andar dentro de um shopping na Indonésia. Ela já havia tentando se matar mais duas outras vezes.
indianasuicidioesquizofrenia indianasuicidioesquizofrenia1 indianasuicidioesquizofrenia2 indianasuicidioesquizofrenia3

Viciado executado

Eu realmente não sei se esse vídeo é fake ou verdadeiro mas aqui vai.
Não sei onde o crime ocorreu, só sei que foi no Brasil.

Depreciem!



 Cidades com Simbolismo Maçom (Illuminati)


Illuminatis 11



Cidades com Estruturas de Simbolismo Illuminati


Alguém ainda duvida? Para quem entende de símbolos.... a ponta da pirâmide dá no Capitólio e que coincidência ter uma pracinha no formato de um olho bem no topo também. E o obelisco na base da pirâmide. Simbolismos ou coincidências?

Obs.: O documentário esta completo, e só aguardar ao terminar um que logo começa o próximo





Veja abaixo alguns símbolos em cidades e monumentos













 Illuminati Quem são os Illuminati A origem 


illuminais

Um conjunto de várias coisas formam os Illuminati, podemos ver seus símbolos em diversas coisas e lugares, apesar de ser uma sociedade secreta ela faz questão de demostrar o poder por exemplo:

Olimpíadas 2012 símbolos foram exibidos no começo meio e fim do evento, na musica dezenas de cantores exibem abertamente os símbolos Illuminati, Em cidades por toda parte do mundo tem símbolos na entrada das cidades, geralmente usam símbolos da Maçonaria que e uma seita dentro dos Illuminati, vejam o vídeo que pode explicar melhor:




 Os Anunnaki Retornarão, a verdade foi modificada ou destruída


Arqueologias e teorias


Esta e uma pergunta que infelizmente só Deus poderá nos dizer, estamos em um mundo que praticamente tudo sobre a verdade foi modificada ou destruída, temos a bíblia que mesmo depois de centenas de tentativas de destruí-la ela permanece, mas mesmo assim temos que tomar muito cuidado pois apesar de  não terem conseguido destruir fizeram modificações, ocultaram livros e taxaram outros como Apócrifos, tudo foi feito para confundir e nos deixar muito longe da verdade, nem tudo temos condições de sabermos se provem ou não de Deus por causa destes egoístas que souberam a verdade e por motivos religiosos ou políticos acharam em suas compressões que era melhor ocultar ou destruir as informações pois se caso o povo soubesse a verdade eles perderiam o controle sobre as pessoas e deixariam de serem necessários, vejam a matéria no video abaixo e guardem como conhecimento e lembre que Deus e Deus de tudo portanto se houver Anunnaki ou não quem tem o conhecimento sobre eles e Deus e Deus esta por nos e jamais vai desamparar os que o ama.
Lembre, quem juga e Deus nos somos observadores!
O Documentário abaixo esta completo com legenda em português, ao encerrar 1 parte e só aguardar que logo se inicia a parte seguinte sem ter que sair da pagina!











 Viagem do “Micro ao Macro” Cosmo

Há dois instrumentos capazes de nos trazer o significado da importância das coisas existentes, sendo um deles: o telescópio que pode nos fazer observar as grandesas de enormes distância do universo, como o microscópio para as coisas minusculas.

Ciência do Micro ao Macro

Tendo à sua disposição ferramentas cada vez mais poderosas, o homem pode, finalmente, aprofundar o estudo nas áreas mais misteriosas do universo.
Microscópios e telescópios foram fundamentais para a ciência. Eles serviram para ajudar a fazer grandes descobertas e simbolizam o interesse do homem tanto pelo micro - as coisas pequenas, invisíveis a olho nu, quanto pelo macro - a vastidão do Universo. Hoje, como você vai ver nestas e nas próximas páginas, a ciência caminha ainda mais para o estudo dessas duas pontas, mas em uma escala nunca vista antes. O estudo de coisas previstas apenas na teoria, como partículas subatômicas muitas vezes menores que o átomo, passa a ser possível também na prática, assim como a observação de galáxias cada vez mais distantes. E o que empurra a ciência nessa direção é o avanço das técnicas de investigação da natureza, que ficam cada vez mais sofisticadas.
A verdade é que o homem sempre gostou de estudar esses dois extremos. Até o século 16, contudo, os experimentos nessa área eram limitados por aparelhos rudimentares e teorias difíceis de provar. Foi no século 17 que surgiram o microscópio e o telescópio, dois equipamentos fundamentais, que permitiram testar teorias e avançar na observação do céu e das partículas.
O telescópio foi criado em 1606 por um holandês e adaptado pelo astrônomo Galileu Galileu, o primeiro a usá-lo para estudar o céu. O aparato permitiu que o italiano de Pisa descobrisse fenômenos como o relevo da Lua, os satélites de Júpiter e a natureza da Via Láctea. Algumas décadas depois, veio o microscópio. O holandês Antonie van Leeuwenhoek foi o primeiro a usar o equipamento para observar materiais biológicos, como plantas, glóbulos de sangue e espermatozoides do sêmen.
Hoje, ambos evoluíram. Parece até coisa do Obama, mas o que motiva a realização de estudos em níveis tão profundos é, simplesmente, porque nós podemos. Assim como a astronomia e a biologia floresceram no século 17 graças ao telescópio e ao microscópio, hoje é possível desbravar as fronteiras mais longínquas do micro e do macro porque temos as ferramentas necessárias. Os instrumentos tradicionais ficaram bem mais poderosos - chegamos à era dos extremely large telescopes ("telescópios extremamente grandes"), que têm espelhos de mais de 30 metros e permitem fotografar e catalogar o céu inteiro.
Microscópios e telescópios modernos geram tanta informação por dia que é impossível para o ser humano compilá-la e condensá-la. Mas um computador consegue encará-la - e é na análise dessa montanha monstruosa de dados que moram respostas para muitas das nossas dúvidas. Por Jeanne Callegari.
Para ler a matéria completa, acesse: http://super.abril.com.br

Acesse; para uma emocionante viagem que começa nas montanhas do Himalaia desde o Tibet, até alcançarmos as altitudes da órbita terrestre - assim nos levando para observamos a grande dimensão que somos parte, um bom ensinamento aos que se acham o centro de tudo (Mundo)...

Assista:
A imensidão do Micro e do Macro Cosmo



Assista:
O Universo detalhado





Fonte dos vídeos: PureEducation, Samia Dantas

 Comparação de tamanhos



Umas das coisas que está no meu dia a dia é medir, saber o tamanho das coisas, extensões a percorrer, enfim para uma das nossas necessidades de aplicar um sistema a tudo criamos os sistemas métricos.

Mas mesmo tendo esses sistemas para nossas comparações, elas se perdem fácil quando saímos de nosso planeta e começamos a olhar o universo. Realmente consideramos 100km uma boa distância a ser percorrer, e 150.000.000,00 de km ? Pode até ser fácil de ler mas é difícil de conceber tamanha distância.
E essa tamanha distância é somente até nossa estrela o Sol !

Achei um vídeo muito bacana que mostra algumas comparações de tamanho, pegando os planetas do nosso sistema solar e estrelas que começam do nosso Sol até VY Canis Majoris que é a maior estrela que conhecemos. Será que ainda iremos encontrar objetos cada vez maiores ?
Disso eu não sei, mas sei que é muito difícil para nossa fisiologia perceber ou conceber grandes escalas como essas estrelas do vídeo.

Aqui  vemos e talvez entendamos, mas acho que se tivéssemos a oportunidade de ver com nossos olhos, uma estrela destas que são massivas iriamos entender o quão somos pequenos nesse universo, pequenos sim mas nada impede que sejamos especiais ! um ditado de nossa espécie que até nos valoriza bem perante a tamanha imensidão "São nos melhores frascos que se encontram as melhores fragrâncias"

Aconselho ver em tela cheia, fica muito bacana!




Top 10 ataques de leões

 

Leões atacam pessoas, é um fato. Em qualquer situação (ah nao ser que o bichano esteja sedado) há o risco quando há contato direto. Acontecem mais casos de leões ou tigres comerem pessoas na Índia, Paquistão e no continente Africano, claro. Em outros lugares, os cenários de ataque são zoológicos, circos, etc.
O vídeo abaixo é uma compilação de ataques de leões, como um top 10. Os primeiros são bem fracos, mas ainda assim vale ser postado. Saca só:



Os Piores Acidentes De Aviões Já Gravados…

 
Fala pessoal beleza? Bom, esse video é uma compilação de alguns dos mais incríveis e piores acidentes de aviões já gravados (alguns passam por um fio, mas não acontece acidente), indo de aviões civis a aviões militares, entre outros.  O video possui também alguns acidentes de helicóptero.
Veja abaixo:


Flir/DTV: Death From Above!

      Cá está o método usado pelo povo mais covarde e filho da puta do planeta: Os Norte-Americanos, para matar pessoas que tentam defender suas famílias e seu país da invasão em busca de petróleo e recursos naturais.
A câmera FLIR/DTV (Daylight TV) é uma câmera infravermelha acoplada originalmente em muitos caças/bombardeios estratégicos, e neste vídeo, vemos uma em um AH-64D LongBow Apache:


apache_64d_longbow

E o armamento usado é uma metralhadora .30 M230 (Chain Gun) com 1.200 tiros, e os foguetes que vemos são o CRV-7 (70mm) Air-To-Ground Rocket, guiado por laser.
Ah, você achou legal? Acompanhe a carnificina que fizeram nas montanhas Adi Ghar, em Kandahar, Afeganistão:

(Vídeo por: Vinicius Pederiva)
Sacanagem… E as cabras que sobraram são testemunhas.
O que a maioria do povo falha á entender (ou releva), é que os Norte Americanos filhos da puta, SÃO OS NAZISTAS DO MUNDO ATUAL, e a mídia corporativa mundial os apóia, mentindo que os “bandidos” e “terroristas”, são as nações invadidas por eles.
Só que não é uma limpeza étnica, é uma guerra por recursos naturais. E quando eles interessarem-se por nossos aquíferos, e estiverem voando por sobre nossas cabeças, será tarde demais.
Don’t you all see how this isn’t fair?
Pensem bem nisso quando estiverem jogando Call Of Duty da próxima vez.