Blog

Blog

19 de ago de 2013

Direto da redação - O seu fim de noite!




ENTREVISTA - WEBSTER TARPLEY - REDUÇÃO DA POPULAÇÃO

Webster Tarpley aparece muito nos documentários e entrevistas que fazem denúncias. É autor de livros, historiador e jornalista. Abaixo, uma entrevista dele explicando como os planos de redução da população do planeta (tem legendas em português - clicar no CC).

Parte  1



Parte 2


 Parte 3


Parte 4

Papua – Nova Guiné: Chocante Documentário! (Parte 1)

     Imagina reunir em um país só tudo (ou quase tudo) o que você já viu aqui no Isso É Bizarro?
Este é um documentário produzido em 1970 e guaraná de rolha, mostrando a realidade nua e crua e inclusive assada de um país onde a maioria da população é indígena e seus indigestos hábitos permaneciam até então. Prepare-se para uma longa viagem através de rituais surpreendentes.
Como o documentário em sí tem bastante tempo de duração, farei alguns “highlights” sobre o que você encontrará em cada capítulo… Prepare your guts!

Capítulo 1 – Highlights:

CANIBALISMO



   Uma indígena come os restos mortais de seu falecido marido… de semanas atrás. O narrador relata que o cinegrafista vomitou várias vezes, e o operador de som desmaiou, deixando o equipamento gravando sozinho, tamanho era o fedor e a atrocidade da cena.

“FUNERAIS” RITUAIS



Apesar do tenebroso fedor e do alto risco de infecção por doenças, os indígenas mantem os corpos de seus mortos o mais próximo possível por semanas á fio, até os corpos começarem a despedaçar. Imagine o agradável aroma desta situação dentro de uma cabana situada em uma floresta quente e húmida? Prepare-se, porque fica pior, bem pior:

BANHOS DE SECREÇÕES PUTREFATAS



Se você pensou que não podia ficar pior… Você está errado: Pra eles, suco de carniça é o que há para lembrarem-se do ente querido: O corpo libera líquidos e secreções da putrefação em estado avançado, e os familiares literalmente tomam um banho com essa podreira. Durma com essa!

ESCARIFICAÇÃO “ESTÉTICA”



Mesmo nas áreas “menos selvagens” do país, os costumes tribais não são totalmente abandonados: Cortes na pele com espinhos, ervas, tinturas e madeira em brasa são comuns entre as mulheres para enfeitarem-se em busca de um marido.

MUTILAÇÕES INFANTIS

Desde muito cedo, as crianças e jovens das tribos são submetidas á mutilações características de cada tribo, e neste quesito o narrador acaba sendo mais que irônico: “Um nariz com quatro furos respira melhor…” .

“APROVEITAMENTO” ANIMAL



Ozzy Osbourne comeu cru, mas poderia ter recebido uma verdadeira aula com estes nativos: Um único morcego pode significar uma boa saia com sua pele, e ainda por cima render um excelente churrasco! Desperdício? Que nada!
Agora que você já sabe o que esperar, a decisão é totalmente sua: Aperte o play por sua conta e risco



Papua – Nova Guiné: Chocante Documentário! (Parte 2)

     

Então… “Bóra Nóis” pra mais uma seção indigesta? Vamos então para os Highlights da parte dois:


CHURRASCO DE MORCEGO

Bem onde paramos na parte 1 e já entramos dando de cara com a cena da retirada das vísceras do batman. Eu fico me perguntando que gosto será que deve ter…

VESTIMENTAS IMPROVISADAS



A Raiz de uma planta é esvaziada de seu conteúdo e depois assada para que a casca fique dura e resistente: Cá está uma típica cueca Papua. O cidadão da imagem acima está tão feliz ao ganhar a sua, que a infecção generalizada que tomou conta dos pés e a aparente elefantíase nem mesmo o incomodam…

PERSEGUIÇÃO POLICIAL



Sim! A Polícia existe em Nova-Guiné. Apesar de que se formos lá perguntar: “Canibalismo existe aqui?” Eles vão te dizer que “Decididamente NÃO EXISTE”. Porém, no minuto seguinte uma verdadeira caçada é montada atrás de um nativo que matou e comeu um indígena de outra tribo. A pena? Trabahos forçados em prol do “governo” e entidades beneficientes do país, por um período de tempo relativamente curto. Quando libertados, voltam para suas respectivas tribos de origem e tornam-se chefe das mesmas, por terem adquirido “mais conhecimento”.

BRIGAS RESULTAM EM MORTE


Não interessa o motivo: Qualquer discussão, por mais besta que seja, já é motivo pra você virar churrasco. Nativos de tribos diferentes discutem entre sí e após um confronto “quase verbal”, um deles simplesmente “vira fumaça”… LITERALMENTE. Nesta cena, os produtores do documentário tiveram que correr, antes que acabassem no cardápio.

MÉTODOS DE ABATE


Nem só de carne humana vivem os nativos! Em casamentos e ocasiões especiais, quem “sofre o pênalti” são os porcos: Paulada no crânio, espernêio, muita gritaria e um buraco com brasas pra finalizar. A única diferença deles para alguns “abatedouros” do nosso país, é que aqui a carne é embalada crua e nós mesmo temos que assar…

O MAIS RESISTENTE É ESCOLHIDO



Nas festas de casamento, uma grande putaria tribal um “ritual de acasalamento” acontece, e as mulheres da tribo escolhem os homems que possam impressioná-las com nada mais, nada menos que resistência á dor. Uma grande sessão de auto-mutilação ocorre entre os homens na disputa pelo convite para a “orgia”, que ocorre em uma grande cabana sem nenhuma “separação de aposentos”. Agora já sabemos onde começaram muitos clubes de “swing”…

TRIBOS GAYS E BANHOS DE SÊMEM

Onde mulher escasseia, a coisa toma este rumo. A homossexualidade é normal em qualquer tribo, já que essencialmente os homems dormem juntos em uma cabana, e as mulheres solteiras em outra. Porém, alguns rituais são um tanto excêntricos, já que o sêmem é cultuado como entidade geradora de vida: Alguns tomam verdadeiros “banhos” com a “substância”.
Podemos dizer que a parte dois do documentário é a mais “light” de todas (Ao total são 4 partes). Aqui veremos um pouco mais dos costumes dos nativos em seu dia-a-dia… Aperte o Play e pegue a pipoca


Papua – Nova Guiné: Chocante Documentário! (Parte 3)

        
Papua – Nova Guiné. E como quem avisa antes, amigo é (rimou, né?), vamos aos “Highlights”:


DIETAS INDIGESTAS

Quando o prato do dia não é cádaver em decomposição ou morcego assado, o negócio é essa lavagem aí em cima que mais parece caganêira com vômito. Na realidade é o caule de uma árvore, que vira farinha e depois é misturado com suco de limão. O gosto é de cerragem molhada… Creio que pra saciar a curiosidade ou necessidade, isso eu poderia arriscar a comer por lá… MAS É SÓ!

DIETAS REALMENTE INDIGESTAS



No quartel, aprendemos que somente cobras NÃO-VENENOSAS podem virar fonte de nutriente (Mussum, por exemplo…). Já os Papuas não aprenderam isso! Pra eles, indigestão é um “espírito maligno” que deve ser combatido com açoitamento de pequenas varinhas e galhos nas costas. Ingerir veneno e ainda apanhar por isso é foda…


“DORGAS” E HOMICÍDIOS
Uma mistura de raiz e ervas é mastigada, CUSPIDA, torcida e liquefeita em uma cuia. O resultado: Uma droga ALTAMENTE ALUCINÓGENA que é BEBIDA em apenas duas ocasiões: Ou na “festa da puberdade”, onde os jovens são considerados á partir de então adultos, ouuuuu… ANTES ou DEPOIS da ingestão de, adivinhem o quê? CARNE HUMANA. O guia, não sendo burro nem nada, percebeu que todos alí já eram adultos. Adivinha pra quem ia sobrar se não déssem o fora dali rapidinho? Pois é, a equipe do documentario “pediu pra cagar e saiu fora” antes que “o bicho pegásse”.

DEFUNTOS DEFUMADOS


Algumas tribos tem rituais diferentes. Os desta, em particular, prefere defumar os cadáveres de seus familiares, e por conta disto existem alguns cemitérios com mais de 50 anos e corpos inacreditavelmente  conservados (exceto por uma ou outra mordida que só os parentes mais próximos podem “saborear”). Contudo, esta prática tem se tornado proibida e os nativos acabam tendo de enterrar o corpo para não serem pegos em flagrante. Sinceramente? Exceto o fato de comer um ou outro pedaço, achei este ritual  mais “higiênico” do que deixar o presunto apodrecer dentro de casa e ainda tomar banho com o “caldinho”…

“DESCONJURANDO” LEPRA



Lepra, coisa que é bem normal de se contrair por lá, tem um tratamento simples: Amarrar o pobre desgraçado em uma esteira, e jogar para as cachoeiras. Se o infeliz saísse vivo do processo (coisa praticamente impossível!), era considerado “curado” e afastado dos espíritos ruins. Quem aqui já viu aquele desenho do Pica-Pau, onde desciam as cataratas num barril?
É… Virou “tratamento médico-espiritual” por lá.

CULTO AO CROCODILO


Algumas tribos ribeirinhas adoram o crocodilo como sinônimo de força e sagacidade (Ou talvez estejam cultuando reptilianos, quem sabe?). O fato é que estes não medem esforços (e nem consequências) para tornarem-se “homens-crocodilo”. Antes, faziam cortes na pele com bambus afiados. O problema é que, ninguém mais afia bambu por lá depois que encontrou no chão algumas lâminas de barbear USADAS e ENFERRUJADAS que alguns “CIVILIZADOS” turistas deixaram jogados. Resultado? Se o tétano ou a infecção generalizada não matásse o aspirante a homem crocodilo (caso raro), este sim era considerado “forte” para desempenhar o papel. 

SHOWS DE COMBATE PARA TURISTAS ACABAM EM CHACINA
Semelhante ao que acontece com os Guerreiros Massai na África, hoje em dia não se combate mais por terras ou mulheres… Mas sim pelo dinheiro de típicas turistas norte-americanas retardadas gritando “wonderfull!” como a da foto acima. O problema é que os nativos “pegam meio pesado” na simulação, e um ou outro mais “afoito” acaba batendo “um pouco mais forte” na cabeça do colega da outra tribo. A merda toda é que com isso, tem início uma briga DE VERDADE entre duas tribos e daí a coisa já não é mais por dinheiro: Ocorre UMA GUERRA DO CARALHO e a polícia, em menor número (porém com rifles!) é obrigada a intervir e a pelêia fica ainda mais fudida: Pelo menos uns 10 nativos de cada uma das duas tribos (ou mais!) vão pro saco. Pra acalmar a trêta, só chamando os chefes de TODAS as tribos pra um cachimbinho da paz, e a discussão de relacionamento.


VIÚVAS “PAGAM O PATO”

Sim, depois que a merda já atingiu o ventilador e todo mundo está cagado, o que é mais um peido? Já que os maridos foram “fracos” por morrerem no combate, a penitência para as viúvas é cortar um dedo fora. Pense em uma espécie de Yakuza, mas que te condena pelas cagadas do seu namorado/a, as quais você nada tem a ver com o peixe. É… Tem índias lá faltando quatro dedos e ainda “não aprenderam a lição”… 



Curtiram?  Assista agora a parte 4 – FINAL

 Histórias Ocultas da Humanidade


Esta lista abaixo pode nos dar uma vaga idéia, exclarecendo muitas das nossas perguntas, que nunca foram respondidas, deixando tudo bem claro e resumido.


Pois, tudo aquilo que muitos tanto teimam em acreditar, expondo um pouco das idéias sobre diversos 'enganos' ocorridos ao longo de diversas Eras da nossa História.
Os NEPhilins (Anjos Caídos)  - "Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! Isaias 14.12-14


A História Oculta - Os Nefilins...



Caio Fábio - Eram os Astronautas Deuses

Episodio "Alienígenas do passado" parte do documentário "Os visitantes" sobre aparições extraterrestres e as sua relação com os anjos (principados e potestades), analisado à luz da verdade por Caio Fabio.



Caio Fábio - Anjos ou Alienígenas...


Historia da Humanidade Decifrada - Parte 1...










Religar...
 
E este é nominalmente o maior de todos os males na Terra, porque quanto mais crescentemente e mais rapidamente ele aumenta maiores e mais inclusivos e insolúveis se tornam os problemas resultantes.

Abrindo as páginas do mistérios, há muito conceitos que nem se quer suspeitávamos que existissem ou que ainda existem. Muitas escolas de Mistérios vieram e se foram e a maioria da Humanidade recente nem se quer teve Raio de Luz, um Insight, um pequeno Flash de onde poderia estar sendo distribuída essa substância valiosa chamada conhecimento...






A lenda do dragão