Blog

Blog

3 de ago de 2013

Direto da redação - O seu fim de noite!



The Illuminati - Espaço Secreto - Invasão Alienígena / Secret Space - Alien Invasion

 














 Documentário: A Centelha Humana

O documentário ”The Human Spark”, produzido pelo canal norte-americano PBS em 2010 e apresentado pelo ator ”Alan Alda” que viajou por lugares de três continentes, entrevistando cientistas para descobrir, o que nos difere de outras espécies?

A centelha humana
Sinopse:

Qual a natureza da singularidade humana? Onde é que “A Centelha Humana” surgiu, e quando? E talvez o mais interessante, por quê? Nesta série em três partes, Alan Alda aborda essas questões de forma pessoal, visitando dezenas de cientistas em três continentes e participando diretamente de várias experiências, incluindo o exame detalhado do seu próprio cérebro.
Levando seu bom humor e curiosidade a conversas com pesquisadores, ele busca “A Centelha Humana”, com arqueólogos descobrindo pistas em ossos fossilizados e ferramentas dos nossos ancestrais, primatólogos estudando os nossos parentes vivos mais próximos para descobrir o que temos em comum e o que nos diferencia e com neurocientistas analisando sua mente com as últimas tecnologias de mapeamento cerebral.
A série é formada por três episódios, os quais podem ser conferido pelos nomes ”Tornando-se nós”, ”Tão humano, tão chimpanzé”, ”A importância do cérebro


Assista, depois de ler a descrição (ative a legenda para o português):

Episódio 1:
Tornando-se Nós

Nas cavernas e abrigos sob rocha da região francesa de Dordogne, Alan Alda testemunhas as pinturas espetaculares e esculturas que datam de cerca de 30.000 anos, a obra de arte que arqueólogos que se pensava ser o primeiro registro de pessoas com mentes como a nossa. Quando essa arte foi criada, a Europa já tinha sido povoada por centenas de milhares de anos - e milhares de vidas - por seres humanos que chamamos de neandertais. Alan descobre, a partir de visitas aos locais onde os neandertais viveram, que os neandertais eram tenaz e engenhoso.



Mas eles parecem ter vivido e do momento, certamente eles não produziram arte, e empregou a tecnologia de ferramentas de pedra que pouco mudou ao longo de milênios. As pessoas que pintaram as cavernas, nossos antepassados, eram muito diferentes, possuíam o que estamos chamando de a Centelha humano, capaz não só de arte, mas de tecnologia inovadora e comunicação simbólica.

As perguntas que Alan explora: Onde e quando a Centelha Humana primeiro inflamou? Nessas cavernas, como os arqueólogos acreditavam há muito tempo? Ou em um momento muito anterior - e em outro continente?




Episódio 2:

Tão Humano, Tão Chimpanzé


Estamos separados de nossos parentes mais próximos, os chimpanzés, por apenas um ou dois por cento dos nossos genes -, mas também por cerca de 6 milhões de anos seguimos nossos caminhos evolutivos diferentes. Então, quando encontramos os olhos de um chimpanzé somos lembrados estranhamente - e talvez um pouco inquietante - de nós mesmos. Mas  também estamos conscientes de que, por trás desses olhos esta uma mente muito diferente da nossa.

Alan Alda prepara-se para explorar essa diferença, e rapidamente descobre que os cientistas que estudam os chimpanzés e outros primatas não-humanos se separaram em visões de mundo opostos. Um acampamento enfatiza a continuidade entre nós - vendo tudo o que acreditamos estar presente exclusivamente em humanos pelo menos uma forma rudimentar em nosso macaco e até mesmo primos macacos.

O outro campo vê uma descontinuidade acentuada em nossas habilidades, admirando os chimpanzés por sua soberba adaptação à seu (desaparecendo rapidamente) ambiente de floresta, mas também a concessão de mentes humanas um estatuto especial que nos permitiu conquistar o planeta (e fazer com que essas florestas desaparecessem).


Episódio 3:

A Importância do Cérebro

No cenário futurista do Laboratório de Neuro Imagem da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, Alan recebe uma varredura altamente detalhada de seu cérebro - o que para um homem nos seus primeiros 70 anos, esta notavelmente em boa forma.

Esta imagem, projetada em uma grande tela curvada para trás, é o ponto de partida para uma pesquisa dentro de seu cérebro - bem como os cérebros dos outros - para os componentes essenciais da centelha humana, uma busca informada pelo o que os dois programas anteriores revelaram sobre os atributos que tornam os seres humanos únicos.

  

Fonte: http://docuwiki.net/index.php?

Fonte dos vídeos: ReVCieN - Revolução Científica 


Amit Goswami é um físico nuclear indiano que tem buscado - por meios acadêmicos - traçar uma ponte entre a ciência (mais especificamente a física quântica) e a espiritualidade. É PHD em física quântica e professor titular de física da Universidade de Oregon.

Já foi rotulado de místico, pela comunidade científica, e acabou acalmando os críticos através de várias publicações técnicas a respeito de suas idéias. No seu livro O universo autoconsciente - publicado no Brasil - ele procura demonstrar que o Universo é matematicamente inconsistente sem a existência de um conjunto superior - no caso, Deus. E diz que, se esses estudos se desenvolverem, logo no início do terceiro milênio Deus será objeto de ciência, e não mais de religião.

History Channel: Contato Extraterrestre

Enquanto assisto o vídeo completo das declarações do ex-ministro da defesa do Canadá, Paul Hellyer, feitas na Audiência de Cidadãos para o Desacobertamento, que foi motivo de notícia em praticamente todos os canais da Internet, inclusive os de mídia corporativa (ou convencional), fica aqui um documentário interessantíssimo do History Channel: Contato Extraterrestre.

Assista:



Fonte do vídeo: Ademar Jose Gevaerd